20jul

Alimentos aliados aos corredores

alimentacao_corredorA apresentação dos alimentos frescos prejudica sua popularidade na hora de decidir pelo que comprar. Se os alimentos frescos e orgânicos viessem em uma embalagem atraente como a dos alimentos industrializados, não precisaríamos de estratégias para convencer o consumidor de que eles são sempre a melhor escolha, independente do seu objetivo e priorizando a saúde, pois todo e qualquer alimento fresco, oferece pelo menos um benefício à saúde.

Alguns alimentos, principalmente as frutas, verduras e legumes, se destacam por apresentar uma variedade muito rica em nutrientes, ou por apresentar algum precioso componente com impacto positivo sobre a saúde.

Vamos conhecer 8 alimentos úteis para os corredores, tanto para melhorar a saúde quanto para acelerar o desempenho durante os treinos e competições. Escolha os alimentos de sua preferência e introduza na sua rotina alimentar com mais frequência.

 

AVEIA: é um alimento altamente energético e rico em vários nutrientes. Sua alta concentração de vitaminas do complexo B é excelente fonte de carboidratos complexos, auxiliam na produção de energia durante a corrida. Sua fibra solúvel, a betaglucana, apresenta comprovados benefícios à saúde, entre eles, a regulação do transito intestinal e dos níveis de glicose sanguínea, além de reduzir o colesterol LDL. O ideal é consumir de 2 a 5 colheres de aveia por dia para obter seus benefícios.


BATATA DOCE: e
ste super alimento da roça, reúne dois importantes aliados à corrida: uma ampla fonte de antioxidantes (vitamina C, E e betacaroteno) e um altíssimo teor de carboidratos. Portanto, além de ser fonte de energia para o trabalho muscular, ajuda a evitar lesões e atua na defesa do organismo. Suas fibras atuam prolongando a sensação de saciedade. Uma unidade de batata doce atinge 50% da recomendação diária de betacaroteno.


CHÁ VERDE: i
mportantíssimo coadjuvante da saúde, de todos seus benefícios, o que mais se destaca é na prevenção do câncer, redução dos níveis de colesterol ruim (LDL) e auxiliar no tratamento de perda de peso. Os flavonoides do chá verde possuem potente efeito antioxidante, que equilibra o excesso de radicais livres que são produzidos em dias de longas corridas.

A quantidade necessária para que os efeitos do chá verde se manifestem, é de 4 a 5 xícaras ao dia, mas apenas uma xícara diária já produz benefícios. Para suavizar o sabor, pode ser preparado com especiarias como a erva doce, a camomila ou até mesmo para os dias quentes, ser acrescido de limão.


CEBOLA:
considerada um dos melhores alimentos do mundo, a cebola é uma excelente fonte de magnésio. Além do magnésio, a cebola possui uma substância chamada quercetina, importante anti-inflamatório, competente contra os radicais livres e na redução do colesterol ruim (LDL). Sendo uma ótima opção para compor as preparações do corredor após a corrida.

A cebola roxa possui mais quercetina que a cebola branca comum. Basta caprichar no cozimento para reduzir seu sabor acentuado, evitando o cozimento em água (elimina os efeitos da quercetina) e preferindo refogar, grelhar ou assar. Uma cebola média possui aproximadamente 50% da recomendação diária de magnésio.

SEMENTE DE LINHAÇA: esta semente provou seu super potencial em diversos estudos científicos. Dentre suas principais propriedades destacam-se o efeito anti-inflamatório, a defesa imunológica e a presença da lignana, essencial papel antioxidante. Utilizada também na redução dos níveis de triglicerídeos.

Se adicionar 1 colher de sopa de linhaça no seu dia a dia, os nobres benefícios do ômega 3 entrarão em ação. Para que as lignanas e o ômega 3 possam ser melhor aproveitados, é preciso romper a casca resistente da linhaça, por isso a necessidade de triturá-la no processador ou liquidificador imediatamente antes do seu consumo (podendo aproveitar até no máximo 3 dias).


SALMÃO: a
lém de ser saboroso, este peixe de águas profundas é uma excelente fonte de ômega3 e proteínas. Suas propriedades o tornam um dos melhores alimentos para a recuperação muscular, ajudando a reparar nas fibras musculares os danos provocados pelo exercício, agindo como anti-inflamatório.

Pode ser consumido cru na salada, como sashimi, assado ou grelhado com molho de maracujá. Um filé de salmão atinge 100% das recomendações diárias de ômega 3.


QUINOA:
é um cereal que possui propriedades diferenciadas dos demais, por ser considerada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como um dos cereais mais nutritivos do mundo.

Sua importância para o corredor destaca-se pela sua super combinação de aminoácidos, superior à de outros cereais. É um diferencial para os vegetarianos, que podem se beneficiar destes aminoácidos que são menos frequentes entre os alimentos de origem vegetal. Além de fornecer os aminoácidos essenciais, é rica em fibras e possui baixo teor de gordura, já que os alimentos de origem animal (fontes de aminoácidos) são pobres em fibras e ricos em gordura.


NOZ PECÃ:
rica em gordura poli-insaturada (gordura saudável). Esta oleaginosa também destaca-se pelo teor de selênio, magnésio, fibras, vitamina E e potássio, que além de protegerem a integridade da membrana celular, reforçam as defesas antioxidantes do organismo e contribuem para a reposição dos eletrólitos perdidos no suor, durante as corridas. A ingestão de 4 nozes já é suficiente para promover seus benefícios.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

3 comentários em “Alimentos aliados aos corredores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo

Copyright © 2017 Dicas de Treino.