19 abr

ARA (Ácido Araquidônico): Para que serve, benefícios, colaterais, como tomar

ARA Ácido Araquidônico

O ARA (Ácido Araquidônico) é ácido indispensável para o organismo humano, especialmente pela alta concentração de ômega 6.

Muitos praticantes de esportes e academia tem demonstrado especial interesse pelo ARA (Ácido Araquidônico) por suas características anabólicas.

Não apenas pelos seus resultados positivamente comprovados, mas pela segurança que ele aparenta apresentar, com poucos efeitos colaterais.

Trata-se de um ácido graxo essencial polinsaturado, pertencente à família dos ômega-6, que é formado por uma cadeia de 20 carbonos com quatro ligações duplas.

O ARA é considerado um dos ácidos graxos essenciais e está presente nas membranas das células corporais.

Funções importantes como crescimento e função cerebral estão diretamente ligadas a ele.

Quando utilizado para suplementação, é capaz de aumentar o desempenho físico, intensificando a hipertrofia muscular e fornecendo mais força para os exercícios.

Mas, como e quando tomar esse suplemento? Quais os efeitos colaterais e os benefícios de utilizá-lo? Tem contraindicações?

É isso que você saberá ao final desse post todo dedicado ao Ácido Araquidônico!

 

O que é o ARA (Ácido Araquidônico)?

 

O Ácido araquidônico desempenha uma tarefa significativa na construção muscular e contribui para administrar funções ligadas à termogênese e gordura corporal.

Seu criador foi William Llewellyn, quem o descobriu e lançou no mercado.

Ele é o também autor do livro “anabolics” e propôs que o Ácido Araquidônico era parte fundamental do crescimento dos músculos.

A explicação é simples: Praticar atividades físicas constantemente e em grande intensidade causa uma deficiência desse ácido graxo.

As consequências da baixa quantidade do ARA no organismo trazem sintomas desagradáveis, especialmente para quem pratica esportes ou atividades que exigem o trabalho anaeróbico.

Leia também:

FRANOL: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

EFEDRINA: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

SIBUTRAMINA: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

ORLISTAT (xenical): O que é, para que serve, benefícios, como tomar

Baixos níveis de ARA relacionam-se a dor muscular de início tardio, (DMT, que é a dor experimentada no pós-treino.)

Treinamento de estagnação e declínio também são consequências da ausência desse ácido graxo.

Diante desses dados, ele torna-se indispensável para atletas e praticantes de musculação que buscam crescimento e hipertrofia.

 

Para que serve o ARA (Ácido Araquidônico)?

 

O ácido araquidônico serve para regular a síntese de proteína do núcleo (crescimento muscular).

É ele que dá as condições para o processo anabólico, atuando como precursor de compostos bem parecidos com os hormônios denominados prostaglandinas.

A seguir, trouxemos uma avaliação detalhada dos resultados do ARA como suplemento de musculação e construção muscular.

 

Suplemento de Musculação

Estudos mostraram que a suplementação de ARA durante o treinamento de resistência promoveu aumento significativo do pico de potência.

Respeitando as outras variáveis de desempenhos, os resultados apresentados fornecem algumas evidências preliminares.

Estas sustentam e apoiam o uso de ARA como um ergogênico.

Considerando que o ácido graxo ainda atua na regeneração das células musculares, há um bloqueio do catabolismo durante o treino.

Essa ação mantem a saúde e o crescimento muscular, impulsionando a hipertrofia.

 

Construção Muscular

Já pincelamos no início do artigo a função anabólica do ARA.

Ele suporta o processo anabólico, atuando juntamente com compostos semelhantes a hormônios, as prostaglandinas, especialmente PGE2 e PGF2.

Essas prostaglandinas, por sua vez, são sintetizadas no músculo quando este sofre os danos decorrentes de exercício físico intenso.

Normalmente, a média de ingestão diária de Ácido Araquidônico é considerada suficiente para suprir as necessidades nutricionais de boa parte das pessoas.

Contudo, para os indivíduos que praticam exercícios físicos regularmente é possível se beneficiar da suplementação.

 

O que a ciência diz sobre o Ácido Araquidônico

 

Estudos mostram que o exercício físico regular provoca uma redução significativa dos níveis de Ácido Araquidônico no tecido muscular.

Ao reabastecer as células musculares com Ácido Araquidônico, a suplementação pode ser uma forma extremamente eficaz.

Especialmente para dar suporte ao crescimento muscular e outras adaptações positivas para o exercício.

O ácido araquidônico representa a vanguarda da pesquisa de construção muscular.

O primeiro estudo a examinar os efeitos do Ácido araquidônico que otimizaram o desempenho, foi elaborado no exercício e nutrição esportiva Lab, na Universidade de Baylor no ano de 2006.

Cinquenta dias de suplementação com ARA (1000mg/dia) foi o suficiente para ser associado a um aumento estatisticamente significativo na força muscular no pico.

Juntamente com melhoria da força no supino máximo, assim como na potência muscular media e resistência muscular.

 Já em outubro de 2012 outra pesquisa foi publicada, dessa vez no American Journal of physiology.

Uma investigação conjunta entre os pesquisadores da escola de exercício e ciências da nutrição na universidade Deakin (Austrália), e do Instituto Liggins na Nova Zelândia

Os cientistas utilizaram experiências (in vitro) com células, com a intenção de avaliar se:

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth
  1. O Ácido Araquidônico tinha alguma influência no processo de hipertrofia das células do músculo;
  2. E se fosse confirmado que sim, avaliavam em que medida.

Eles descobriram que:

“A adição de Ácido Araquidônico em células de músculo provocou um aumento dependente da dose no diâmetro da célula muscular e teor de proteínas, ou seja, um efeito anabólico diferente”.

Além disso, quando o ARA foi acrescido para o desenvolvimento de células musculares:

  • Houve um aumento tanto no tamanho das células como no número de núcleos.

Comprovando assim seu efeito no crescimento e na contribuição anabólica.

 

Quais são os benefícios de utilizar o ARA (Ácido Araquidônico)?

 

Como se trata de um ácido graxo essencial, os benefícios vão além daqueles ligados à hipertrofia.

Podemos citar alguns deles:

  • Promove a hipertrofia muscular e síntese de proteínas que acontecem logo após o exercício físico;
  • Melhora o efeito da vascularização a longo prazo;
  • Trabalha para aumentar a síntese de óxido nítrico;
  • Barra a função da resistina, um hormônio específico que está ligado diretamente à diabetes, obesidade e resistência à insulina;
  • Atua prevenindo a formação de coágulos sanguíneos, diminuindo os riscos de ataques cardíacos e AVC;
  • Bloqueia os sintomas e o avanço da doença de Alzheimer;
  • Aumenta a produção e a ativação de células;
  • Contribui para aumentar o poder de memória;
  • Inflama (infla) os músculos, impulsionando o crescimento de células musculares;
  • Impede o envelhecimento das células, deixando-as jovens por mais tempo;
  • Regula o crescimento natural do corpo.

 

Qual a função do Ácido Araquidônico?

 

Se pretende experimentar um suplemento que lhe possa proporcionar ganhos modestos de força e de massa muscular…

O ARA será sem dúvida uma excelente escolha.

É recomendado principalmente para a baixa produção hormonal, força, deficiência de GH e baixa Testosterona.

 

O que o excesso de Ácido Araquidônico pode me causar?

 

Não foram encontradas bibliografias que contenham detalhes relevantes sobre a utilização de ARA em excesso.

No entanto, isso não significa que não haja efeitos colaterais.

Como vimos, a suplementação com Ácido Araquidônico é bastante eficiente.

Mas, depende bastante da combinação de tipo físico, dieta complementar, frequência e intensidade dos treinos e etc.

Leia também:

FRANOL: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

EFEDRINA: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

SIBUTRAMINA: O que é, para que serve, benefícios, como tomar

ORLISTAT (xenical): O que é, para que serve, benefícios, como tomar

Isso significa que, os excessos podem causar efeitos diferentes em cada pessoa, já que cada organismo reage de uma forma.

Por essa razão, destacamos que as doses utilizadas devem sempre respeitar a dosagem pré-estabelecida.

Seja ela a prescrita pelo médico especializado ou a indicada pelo farmacêutico ou pela bula do suplemento.

 

Quais os efeitos colaterais com uso do ARA

 

Nas bibliografias consultadas, os estudos presentes não apontam problemas com efeitos colaterais e que possam afetar a saúde.

Tão pouco, diferenças em vários marcadores de saúde com o uso do ARA para suplementação.

Nenhum registro aponta reações adversas à ingestão de uma quantidade até 7 vezes superior à ingestão habitual de ácido araquidônico (1500 a 1700 mg por dia).

Se comparado com a ingestão normal de 200 mg, tanto em indivíduos jovens, como em mulheres e idosos.

Contudo, vale repetir que o ideal é sempre respeitar as dosagens e/ou orientação médica para a utilização segura e correta do suplemento.

 

Como tomar ARA (Ácido Araquidônico)?

 

A literatura científica contemporânea afirma que este suplemento é no mínimo promissor, e pode muito bem ser um dos poucos que realmente funciona.

Especialmente se utilizarmos como exemplo, uma dose de cerca de 1500 mg por dia, como a que foi utilizada no último estudo realizado sobre o ARA.

Então, se você está preocupado com possíveis problemas de saúde derivados do uso de suplementos a base de ARA, isso não será um inconveniente.

A dieta moderna típica aponta que cerca de 100 a 200 mg de ácido araquidônico por dia já oferece bons resultados na musculação.

Além disso, já foram realizados vários estudos que investigaram os aspectos de segurança relacionados com a suplementação com ácido araquidônico em diferentes populações.

O que serve de base para o consumo seguro.

 

Considerações Finais

Após toda a leitura e reflexão, chegamos à conclusão de que se trata de um suplemento consideravelmente seguro.

Visto que não se encontrou contraindicações ou efeitos colaterais a ele relacionados.

Essa ausência de dados, contudo, não deve incentivar o uso desmedido de ARA.

Toda e qualquer suplementação merece atenção antes de seu início, bem como uma indicação por profissional especializado em nutrição e suplementação.

 

Nós, aqui do site Dicas de Treino, sempre buscamos oferecer artigos de qualidade e com informação verídica, por isso se desejar poderá compartilhar com total segurança.

Aproveite também para deixar sua opinião sobre o assunto!

 

Referência

Effects of arachidonic acid supplementation on training adaptations in resistance-trained males. Roberts MD, Iosia M, Kerksick CM, J Int Soc Sports Nutr. 2007 Nov 28;4:21.

 




Posts Relacionados

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



INSCREVA-SE para receber dicas de treino, nutrição e suplementação

Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.