24maio

6 fatores que influenciam diretamente no aumento da Vascularização

Veias Saltadas Vascularização Vasodilatação

Por que minha vascularização não está aparente?

Com base nessa pergunta, vou falar um pouco sobre a vascularização, esse aspecto físico que causa um grande fascínio na maioria dos praticantes do nosso esporte. A tão comentada e desejada vascularização muscular.

 

O que seria vascularização muscular?

 

São vasos sanguíneos bem dilatados e visíveis passando por cima dos músculos de maneira bem evidente, dando em alguns até aquele aspecto chocante para a maioria das pessoas. É o chamado aspecto “freak”, como dizem nos EUA.

Mesmo não sendo um parâmetro de julgamento em competições de fisiculturismo, eu particularmente gosto muito de ver em meu físico uma vasodilatação extrema. Agrada-me muito também de ver em outros atletas quando assisto a uma competição. É extremamente motivador de se ver, na hora do treinamento, mais evidentes do que nunca.

 

Sua vascularização não está como você gostaria?

 

Antes de reclamar de seu suplemento vasodilatador,  vamos investigar como um detetive, ponto a ponto, desde a hipótese mais simples até a mais complexa para resolver esse caso. Abaixo listo seis fatores que podem influenciar diretamente na vasodilatação.

 

1 – Percentual de gordura muito alto

O percentual de gordura muito alto ou BF (sigla em inglês para body fat) como alguns preferem dizer, é o primeiro fator que impossibilitará a visibilidade de sua vascularização. As veias estão ”coladas” por cima dos músculos e uma quantidade de gordura subcutânea (sob a pele) irá formar como se fosse uma espécie de “capa” por cima de seus músculos e, consequentemente, também de seus vasos sanguíneos.

Essa é a maior causa de reclamação de pessoas que buscam uma boa vascularização. Não importa o quão bom e potente seja seu vasodilatador. Pouco conseguirá fazer por você com o percentual de gordura alto. Portanto, a qualidade de sua alimentação será de grande importância.

Além disso, toda pessoa com grande quantidade de gordura também estará com grande retenção de líquidos para piorar as coisas.

 

2 – Consumo de água muito abaixo do necessário

Você está com percentual de gordura baixo ou relativamente, mas ainda não tem aquela vascularização desejada?

Observe bem agora as quantidades de água que você ingere diariamente. Veja se está de acordo com seu nível de atividade física e de seu peso corporal. Seu corpo é inteligente. Se você beber sempre pouca água ele, como maneira de sobreviver, irá segurar aquela água, pois não sabe quando vira mais água para mantê-lo hidratado. Sendo assim, irá reter água. Em contrapartida, se você fizer uma boa ingestão de água, em boas quantidades, seu corpo não irá ter a necessidade de poupar líquidos e sempre estará excretando via urina, baixando bem sua retenção hídrica.

 

3 – Consumo excessivo de alimentos ricos em sódio

Já de cara advirto aqui. Por favor, esqueça esse negócio de cortar o sal. O sal é de extrema importância para sua saúde e bom funcionamento de seu corpo, logo deve ser usado de maneira controlada para trazer benefícios. Use com cautela e bom senso e sua pressão sanguínea e sua saúde também irá agradecer.

Veja a tabela dos alimentos industrializados que você costuma consumir e comece a observar as quantidades de sódio presentes na tabela nutricional. Sabe aquele molho shoyu, aquele hambúrguer fastfood? Eles têm uma quantidade extremamente alta de sódio. O consumo exagerado, mesmo com uma boa ingestão de líquidos, irá prejudicar a visualização de sua vascularização. Não estou aqui dizendo pra você nunca mais consumir esses alimentos. De forma alguma. Só tenha cuidado. Moderação é a palavra-chave.

 

4 – O frio

O frio? Como assim? Sim, meu amigo. Comece a notar, mesmo você estando com o percentual de gordura baixo e os líquidos no corpo controlados, você poderá notar que em dias frios ocorre um fenômeno chamado vasoconstrição.

Vasoconstrição nada mais é que o posto da vasodilatação. É o processo de contração dos vasos sanguíneos. É um processo de regulação da temperatura de seu organismo, através de mecanismos homeostáticos, de equilíbrio, no qual seu corpo está se defendendo. Procurando manter se vivo.

Quando há uma diminuição da temperatura no exterior, ocorre uma diminuição da temperatura de seu corpo. Para contrabalançar esta variação, o complexo hipotálamo-hipófise (que recebe a mensagem externa) envia uma mensagem nervosa que possibilita a vasoconstrição e, consequentemente, a diminuição de perda de calor para o exterior.

Isso irá deixar você nesses dias de mais frio com o aspecto ”liso”. O que leva alguns atletas ou praticantes menos experientes a tomar medidas desnecessárias. Portanto, fique tranquilo. No frio, é normal ficar um pouco mais liso durante o dia. Veja que quando estiver bem aquecido durante o treinamento, isto tende a melhorar.

 

5 – Tempo de treinamento

Esse fator é também bem importante para esse processo. Se você estiver OK em todas as hipóteses acima, mas for um praticante muito iniciante, não poderá esperar por enquanto ter uma vascularização extrema. Seu corpo durante meses, anos e anos vai passando por adaptações, nas quais ele necessita de um maior calibre das veias devido ao grande fluxo sanguíneo que ele passará a necessitar. Portanto tenha paciência, resultados expressivos na musculação, na maioria dos casos, são a médio e longo prazo, e mais saudáveis também.

 

6 – Fatores genéticos

Se você tiver que chegar até aqui, meu amigo, não desanime. Você poderá com certeza ter um ótimo físico mesmo sem ter tanta vascularização como gostaria. Veja você, às vezes, tem algum familiar próximo que possui uma vascularização muito acima da média, mesmo sem ter nunca entrado em uma academia. Assim como você, pode ver algumas pessoas que nunca treinaram musculação com panturrilhas muito maiores e melhores que alguns campeões de fisiculturismo.

Se você puxar esse traço familiar, com certeza será muito mais fácil, pois seu ponto de partida será sempre bem mais adiantado. Não há como negar que o fator genético existe. Portanto, se você não tem essa genética, use isso como força pra ser mais dedicado possível. Você poderá superar essa limitação, podendo ser o melhor dentro de suas capacidades com certeza.

E se você for um fisiculturista, fique mais tranquilo ainda, pois a vascularização não faz parte dos critérios de avaliação. Existem grandes campeões e fisiculturistas top sem tanta vascularização.

 

Sugestões de temas são bem vindos. Coloque aqui nos comentário. Espero ter ajudado. 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

3 comentários em “6 fatores que influenciam diretamente no aumento da Vascularização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo

Copyright © 2017 Dicas de Treino.