07jul

Entenda como tornar a atividade física um Hábito!

atividade física hábitoEmbora a maioria das pessoas conheça os benefícios e a necessidade de se praticar exercícios físicos com regularidade, muitas delas desistem pouco depois de começar a treinar. Pesquisas apontam que as maiores causas dessa desistência são a preguiça e a falta de tempo. Bom seria se a questão fosse assim tão simples. Treinar exige hábitos e mentalidade de guerreiro, porém, isso pode ser aprendido. Nesse artigo darei dicas práticas para vencer o peso da rotina e transformar a atividade física num hábito prazeroso e transformador.

 

O primeiro passo é entender o ponto de onde partimos…

 

Quando decidimos, somos orientados ou obrigados a iniciar atividades físicas regulares, iniciamos ao mesmo tempo, uma luta contra hábitos, crenças e pensamentos antigos. Tudo isso vai influenciar nossa resistência à frustração, contribuindo para o abandono dos exercícios. Hábitos antigos se referem aos nossos costumes: a cervejinha diária, a vida excessivamente voltada ao trabalho, o namoro com o sofá e a TV, a badalação, etc. As crenças são esquemas mentais que funcionam como regras para nossa relação com mundo ou com nós mesmos. Podemos ter crenças negativas, como a de que exercícios são cansativos, só causam dores e lesões, que é coisa de atleta, coisa de gente burra ou desocupada, que ficaremos com o corpo estranho, ou que somos incapazes, sem habilidade, feios demais pra estar no meio de gente bonita, entre outros. Os pensamentos são influenciados por essas crenças e, por isso, às vezes parece que tudo no mundo está errado, passando mil ideias negativas, automaticamente em nossa mente. Como isso nos afeta? Cada uma dessas coisas que citei funciona como reforçadores do nosso comportamento e, na maioria das vezes que temos experiências negativas, tendemos a voltar para eles, pois nos dão prazer ou proteção. Por isso, quando o corpo doer em função dos exercícios, ou os resultados derem a impressão de nunca chegar, a frustração vai bater e sentiremos vontade de desistir, beber, fumar, comer, dormir, reclamar da academia, do professor, das calçadas, ou seja, voltar para tudo aquilo que parecia funcionar muito melhor antes. Não desista! Reconheça seus hábitos, crenças e pensamentos antigos, para substituí-los por uma nova realidade.

DICAS: busque novos reforçadores, alimentando sua mente com novos hábitos, relacionados ao novo estilo de vida; você pode ler mais sobre atividade física, escutar músicas que tocam na academia, ler livros e sites motivacionais, acompanhar atividades esportivas, malhar quando se sente pra baixo, conversar com as pessoas sobre exercícios e esportes, etc. Traga essa realidade para o seu dia-a-dia. Não deixe que ela fique reservada apenas para aquela caminhada no fim do dia. Seja criativo, ao seu favor! Isso te dará mais ânimo e vontade de prosseguir.

 

O segundo passo é saber para onde desejamos ir…

 

Quais são seus objetivos em relação a atividade física: perder peso, melhorar a saúde, condicionamento físico, beleza, competição, melhorar a autoestima, sentir prazer? Começar sem um plano e uma meta vai aumentar a impressão de que os resultados demoram, gerando sentimentos de frustração e, além disso, não fornecerá reforçadores essenciais para continuarmos com as atividades. Por isso: 1) estabeleça claramente seus objetivos; 2) fragmente o máximo que puder as suas metas e crie prioridades. Recentemente, um amigo me relatou que entrou na academia. Seu objetivo é perder 30 kilos em 4 meses, quando terá um evento importante e quer estar mais bonito. Há um mês matriculado, até agora foi cerca de 4 dias, pois anda sem tempo. Ele considera seu trabalho mais importante e adora fazer hora extra. Quando chega em casa, come e dorme. Nos dias em que lhe sobra tempo não tem ânimo para praticar exercícios, mas quando finalmente consegue ir, fica muito dolorido no outro dia e acaba tirando um tempo para descansar. Resultado: está engordando. O que tem de errado nesse plano? Aposto que tem gente dizendo “tudo”! Ele estabeleceu um objetivo irreal para a sua realidade; escolheu priorizar o trabalho e encara a meta de modo inteiro, tornando-a esmagadora, desmotivadora. Perder um kilo por semana é muito mais fácil que perder 30 kilos em quatro meses. Isso acontece porque nossa mente, destreinada, perde o foco, os resultados aparentam ser insignificantes diante do todo, gerando desânimo, abalando a autoestima; o tempo, por seu lado, nos faz acreditar que “amanhã a gente recupera”, alimentando a preguiça, falta de disciplina, prejudicando a assertividade, a capacidade de fazer as coisas quando elas precisam ser feitas.

DICAS: coloque no papel o seu objetivo e estabeleça um plano para alcançá-lo; a partir daí, fragmente suas metas e caminhe passo à passo. Como as metas são pequenas, você verá resultados rápidos, principalmente os de superação. Isso funcionará como reforçador e você sentirá vontade de ir além. Estará condicionando seu corpo e sua mente. Caso sinta necessidade, fragmente suas metas ao extremo, dia após dia, por exemplo: meta de hoje – “malhar”’; meta de hoje – “malhar e não comer pizza”.

 

O terceiro passo é associar valor…

 

O valor que damos às coisas, pessoas e circunstâncias é a chave que move tudo. Algumas pessoas ficam tristes e comem. Quando engordam se sentem piores. Outras ficam irritadas e quebram as coisas, se arrependendo logo em seguida. Ainda tem aquelas que ficam felizes, entregam-se na noite e acordam sentindo-se culpadas e machucadas. No entanto, tem gente que diante de tudo isso vai treinar, voltando para casa se sentindo mais calmo, feliz e forte. Isso ocorre por causa do valor que eles associaram ao treino: vitória, bem-estar. O que você quer sentir na vida? Como você quer se sentir ao olhar para trás? Não acredite em limites impostos. Tenha claro quais são os seus objetivos, prepare-se para lutar contra você mesmo e vencer, estabeleça metas que possa atingir e se fortaleça. A atividade física é sua escolha? Então associe valor a ela.

DICAS: observe as reações do seu corpo e sua mente, o bem-estar que o exercício proporciona; veja como dorme melhor, acorda mais animado, trabalha com maior vigor; avalie seus progressos; exija um pouco mais de si mesmo quando chegar a hora; fique atento às reações positivas da pessoa, talvez você esteja chamando mais a atenção por aí. Essas são sensações, sentimentos e pensamentos que, definitivamente, te farão prosseguir.

Exercícios físicos regulares representam um estilo de vida. Isso não quer dizer que acabou a festa, que temos que dar adeus as demais coisas prazerosas da vida. Significa apenas que você estará mais saudável e em melhor forma para viver com maior qualidade e satisfação. Sem falar nos profundos benefícios psicológicos que eles proporcionam, mas isso fica para um próximo artigo.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

7 comentários em “Entenda como tornar a atividade física um Hábito!

  1. Parabéns pelo artigo, vivenciei todas as situações por ele citado. Frequentei e acabei desistindo diversas vezes de uma academia, em algumas circunstancias até alcancei resultados significantes, mas me deixei levar pelo cansaço, como no conteúdo diz acabei perdendo na “…luta contra hábitos, crenças e pensamentos antigos”. Hoje posso dizer que tenho crenças, hábitos pensamentos novos, fazem 4 anos consecutivos que vim buscando um equilibrio para alcançar os mesmo, se nesse período de treino faltei uns 10 dias foi muito. Ainda não alcancei meu objetivo final, tenho apenas 65 kilos com 1,70 de altura, mas com apenas 8 % de gordura corporal, algumas pessoas até me questinam oque estou tomando, mas a questão é oque não estou fazendo, cancelei a bebida alcoolica e aderi a 3 litros de agua ao dia, não como 2 vezes diarias pratos cheios, e sim de 5 a 6 vezes em menas quantidade, nao fico devendo uma noite de sono, durmo minhas 8 horas necessárias e hoje reparo que a parte estética se não for o menor é um dos menores problemas que apresentamos, no meu caso, eu queira apenas ganhar peso, pois vivia na média de 59 kilos, mas hoje além de mudar minha auto estima, me sinto com mais preparo, mais resistência física, menos propenso a doenças e gripes, e em relação as pessoas acima do peso, com um certo nível de gordura, a estética acredito eu que sim é o menor dos problemas ao observarmos a pressão nas articulações, a compressão dos órgãos internos, a inflamação no cérebro e a “n” outros fatores… que cada indíviduo em particular pode encontrar. As vezes não paramos pra pensar que tudo que nos acontece hoje é consequencia do passado, então porque não garantir nosso futuro, sem depender de ninguém, começando a mudança hoje.

    Obrigado novamente pelo conteúdo!!!

    1. Olá Dilson. É exatamente isso, vc viu a ideia toda na pele, né? Continue amigo. Resultados aparecem com disciplina. Sucesso e muita felicidade!!!

  2. Olá Maurício,

    Retornei para a academia faz umas duas semanas… e realmente não quero parar. Me conheço, e já comecei e parei por várias vezes… mas a principio parece que agora é diferente! Mudei até meus habitos alimentares, minhas prioridades mesmo (granova, aveia e muitas frutas fazem parte do meu dia a dia agora…). E sigo sua dica de me envolver no ‘fitness’ diariamente… nao deixando só para aquela 1h30 de malhação. Obrigada pelo incentivo!

    Claudia

  3. Acreditem que os posts diários da Dicas de Treino, dão ânimo e força. Além de óptimas dicas, é claro.
    Os meus Parabéns pela página e continuem a postar as dicas e fotos de incentivo, k de facto resultam!
    Obrigada,
    Irene Videira (Portugal)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *