03dez

O que é Creatina Monohidratada, para que serve, ingestão e seus efeitos

O que é creatina monohidratada e como tomar

Creatina Monohidratada é um suplemento que se populariza cada vez mais entre os atletas e os adeptos de treinos mais puxados, que exigem uma maior descarga de energia.

Trata-se de uma substância (aminoácido) que nosso organismo produz naturalmente através do fígado, rins e pâncreas (em pequenas quantidades).

A creatina monohidratada é processada pelo nosso organismo e transformada em fosfato de creatina, que é o responsável por auxiliar na síntese de uma substância chamada adenosina trifosfato (ATP).

A ATP é o gerador de energia para as contrações musculares, por isso ajuda no desempenho dos treinos.

É utilizada por homens e mulheres, atletas, fisiculturistas e pessoas que treinam com  mais intensidade em academias de todo mundo.

A ideia de criar suplementos para otimizar a produção humana de creatina não é recente, de acordo com nossas pesquisas o inventor e cientista alemão Justus von Liebig, por volta de 1832, já havia alcançado a creatina sintetizada.

Essa descoberta que revolucionaria a prática de treinos (especialmente os de natureza anaeróbica, que são mais intensos e de curta duração) foi descoberta através de uma observação nada convencional.

Ao perceber que raposas (animais selvagens) apresentavam cerca de 10 vezes mais quantidade de creatina em sua musculatura do que animais domesticados, o cientista francês Chevreul chegou a uma teoria interessante.

E se, a creatina fosse a responsável pelo melhor desempenho (velocidade, força e performance) em animais selvagens? Pelo visto, ele não estava errado.

A Creatina hoje é um suplemento amplamente utilizado e isso se deve em parte à grande quantidade de estudos a respeito dessa substância e aos bons resultados a ela relacionados.

No artigo de hoje, vamos abordar com mais detalhes sobre a composição, modo de tomar, resultados e quais efeitos colaterais estão restritos a este suplemento. Aproveite as informações!

 

Composição da Creatina Monohidratada

 

A Creatina Monohidratada é um tipo específico dentre vários tipos de creatina.

Em geral, elas diferenciam-se apenas pela formulação, apresentando benefícios similares entre si.

No caso da monohidratada, ela recebe esse nome por possuir 88% de creatina e 12% de água. Isso faz com que ela seja melhor assimilada pelo organismo.

Apesar de poder ser encontrada em alimentos que consumimos, como carnes vermelhas e alguns tipos de peixes, seria necessário comer grandes quantidades para se ingerir a quantidade mínima de creatina.

Para exemplificar melhor, seria fundamental consumir 1kg de carne para se obter 5 gramas de creatina, que é a quantidade indicada para o consumo diário.

Isso viabiliza sua produção por indústrias de suplementos, já que a procura por creatina monohidratada só cresce entre os atletas da boa forma.

Entre as marcas disponíveis, recomendamos  a Creatina em pó da HTPro Nutrition, pela qualidade e referências no mercado de suplementos.

 

Como Tomar a Creatina Monohidratada

 

Antes de entregar uma receita pronta, é sempre bom lembrar que cada pessoa é única e seus organismos também. Sendo assim, cada um reage de maneira diferente.

Portanto, fique atento aos sinais que seu corpo apresentar após a iniciação do consumo.

A dose recomendada desta versão fica em torno de 3 a 5 gramas por dia.

Toda quantidade que ultrapassar esse valor será eliminada pela urina e, portanto, desperdiçada.

Por essa razão, recomendamos que não exceda ao valor apropriado para o consumo diário.

O horário mais indicado para tomar creatina é após o treinamento físico realizado, combinado com um alimento de alto valor glicêmico, de preferência um carboidrato.

Creatina em Pó HTProCreatina em Pó HTPro

Contudo, se seu corpo não responder bem aos resultados, tente tomar a dose completa ao acordar ou intercalar a dosagem, tomando 1/3 antes do treino e 2/3 após o treino.

 

Resultados Comprovados da Creatina Monohidratada

 

Segundo um artigo publicado na revista de Medicina da USP – SP, a creatina monohidratada pode ser colocada entre os melhores recursos ergogênicos lícitos utilizado por atletas de alto rendimento.

Uma substância ergogênica melhora o desempenho de quem a utiliza, principalmente por combater os sintomas de fadiga. Isso faz com que um atleta demore mais tempo para cansar, por exemplo.

Leia também:

9 Super Benefícios da CREATINA

Questão: O uso da Creatina faz Mal?

Conheça a importância e como Ciclar a Creatina

Nos Jogos Olímpicos que sucederam 1992, estima-se que a quantidade de atletas usando creatina para melhorar sua atividade física tenha superado os 80%.

Isso aumenta a capacidade de performance física e mental, e é um dos principais benefícios associados a este suplemento.

 

Benefícios no Rendimento Físico

 

De forma geral, o processo de atuação da creatina monohidratada no organismo gera quatro efeitos principais. Eles são:

1. Aumento da disponibilidade de creatina fosfato (aquela responsável por sintetizar a adenosina trifosfato – ATP – que por sua vez, gera energia para o corpo);

2. Aumento da taxa de ressíntese de ATP (adenosina trifosfato), o que vai prolongar o tempo de produção de energia rápida;

3. Retardo no surgimento da fadiga, resultado direto da diminuição da acidez muscular;

4. Aumento da massa e da força muscular, proporcionando assim um melhor desempenho no nível de treinamento.

Todos esses atributos são de extremo valor para exercícios de curta duração, mas que exigem do corpo uma explosão energética, como é o caso dos anaeróbicos.

Músculos volumosos com muita força e resistência, quem não quer isso, não é mesmo?

 

Efeitos Colaterais mais evidentes Creatina Monohidratada

 

Como todo suplemento, (mesmo sendo classificada como lícito) é necessário conhecer os possíveis efeitos colaterais que a má administração da dosagem pode acarretar.

No caso da creatina, tem se observado que, quando tomada dentro da dosagem permitida, é praticamente inexistente a ocorrência de efeitos colaterais.

Contudo, foi constatado que ao exceder a quantidade de 10g/dose, ingeridas de uma única vez, o usuário pode apresentar diarreia, náuseas, vômitos, cefaleia e mal-estar.

Não existem ainda evidências de efeitos colaterais mais graves.

Vale lembrar que mulheres grávidas ou nutrizes, bem como pessoas que apresentam outras doenças não devem consumir o produto.

Consultar um médico ou outros profissionais da saúde é recomendado, antes e durante o uso da creatina.

Agora que você já conhece a creatina monohidratada, recomendamos experimentar a Creatina em pó da HTPro Nutrition.

 

Convidamos também para compartilhar sua experiência deixando sua opinião sobre o assunto e enriqueça a discussão sobre o tema!

 




Posts Relacionados

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



INSCREVA-SE para receber dicas de treino, nutrição e suplementação

Ir para o topo

Copyright © 2017 Dicas de Treino.