05 jul

Dieta para aumento de Testosterona + Suplementação Adequada

Dieta para aumento de Testosterona

A dieta para aumento de testosterona garante melhorias significativas na vida de homens e porque não dizer de mulheres também…

É fato! Testosterona é sempre um assunto atual, pontual que nunca é esgotado, justamente porque ela é eminente a vida, dos homens principalmente.

Este hormônio imprescindível para garantir a virilidade e a performance sexual, é também importante para que outras áreas da vida “funcionem”.

Talvez Adolf Butenandt, químico alemão, que nos primórdios dos anos 30, após conseguir isolar pouco mais de 10g de androsterona de nada menos que 10.000 litros de urina, não conseguiu prever a dimensão da sua descoberta nos anos seguintes.

Passados 5 anos a criação “química” resultante na testosterona sintetizada, ganhava vida.

Designada como “Testosterone” (junção de testículos + esterol), o próprio Adolf e seu co-descobridor Lavoslav Stjepan Ružička, cientista suíço, acreditavam que estavam diante da descoberta do hormônio responsável para prorrogar a juventude masculina.

Ao que parece, ambos estavam certos! De fato, as particularidades deste hormônio são complexas, instigantes e providenciais para características masculinas e anabolismo.

No que consiste a dieta para aumento de testosterona? Existem remédios para aumentar o hormônio? Mas afinal, o que é testosterona e porque é tão importante?

Todas essas respostas estarão sendo respondidas neste post, preparado com intuito de agregar conhecimento ao leitor e despertar o valor que deve ser dado ao hormônio quando ainda existe em boas quantidades no organismo.

 

Dieta para aumento da testosterona, mas o que é testosterona e para que serve?

 

Testosterona é o principal hormônio masculino, porém, mulheres também possuem quantidades pequenas no organismo.

Entre todos os esteroides androgênicos, a testosterona é nitidamente o hormônio mais importante e a responsável por diversas características e funções na vida humana, em especial para homens.

Situações masculinas como:

  • Produção de espermatozoides;
  • Maturação da voz (mais grave a medida que o tempo passa);
  • Crescimento do órgão sexual e testículos;
  • Ereções promissoras;
  • Produção de glóbulos vermelhos;
  • Crescimento dos pelos;
  • Ganho de massa muscular.

Entre outras… São essenciais para transformar meninos em homens e em contrapartida para garantir a vida sexual deste homem adulto.

A produção da testosterona no homem ocorre nos testículos em grande parte, e em menor nas glândulas suprarrenais.

O controle da produção é função de outra glândula chamada pituitária e do hipotálamo. O processo de produção é como um passe de futebol: Hipotálamo passa para a pituitária > que passa para os testículos > e a performance masculina está garantida.

A testosterona age como árbitro da partida, ou seja, tem a responsabilidade de executar os processos orgânicos no organismo.

Leia também:

O que é o ZMA, para que serve, efeitos colaterais, como tomar

Entenda porque o ZMA aumenta os níveis de Testosterona e GH

A importância da Testosterona para ganho de Massa Muscular

Obviamente que os níveis de testosterona entre os sexos são muito diferentes, ou seja, homens apresentam até 30 vezes mais testosterona que mulheres. Mas, mesmo assim, para a mulher, a testosterona é fundamental para garantir disposição, libido, massa corporal e desempenho sexual.

Assim como ela tem seu auge também pode ser reduzia abruptamente ou naturalmente, o que justifica entender como funciona a dieta para aumento de testosterona.

Decréscimos de testosterona trazem inconvenientes a saúde, as vezes severos, como veremos a diante.

 

Porque a testosterona deixa de ser produzida no organismo?

 

Mesmo com uma dieta para aumento de testosterona, existem fatores inevitáveis para a queda, como por exemplo a idade.

O DAEM (deficiência androgênica do envelhecimento masculino) é comum a grande maioria dos homens e o início chega por volta dos 30/35 anos.

Uma avaliação realizada pelo Massachusetts Male Aging Study (Estados Unidos) afirma que a cada ano – mais de 450 mil homens (entre 40 e 70 anos) entram na DAEM só nos Estado Unidos.

É sabido ainda que, após os 40 anos de idade a taxa de testosterona livre no homem passa a sofrer quedas de 1%/ano, ou seja, a cada 6mg (média de produção diária) apenas 5,4mg permanecem no organismo.

Além da idade, e da falta de atenção com a dieta para aumento de testosterona, outros fatores aumentam a probabilidade de queda hormonal no homem, como:

  • Falência dos testículos;
  • Tumores (em especial na hipófise);
  • Lesão na bolsa escrotal;
  • Obesidade;
  • Processo infecciosos;
  • Vírus HIV;
  • Consumo de medicamentos (cortisona);
  • Tabagismo;
  • Alcoolismo;

Entre outros.

 

O que a falta de testosterona traz para o homem?

 

A dieta para aumento de testosterona é coadjuvante no processo de manutenção e recuperação do hormônio, sozinha contribui para melhorias com pouco significado.

Ações concomitantes: alimentação + suplementação + mudanças de hábitos é que são fortemente candidatadas para melhorar os níveis de testosterona no homem.

Sendo a suplementação um das mais relevantes e de resultado imediato, neste caso, a sugestão são os suplementos orais, como por exemplo o ZMA, que é apresentado neste post: O que é o ZMA, para que serve, efeitos colaterais, como tomar

Para entender a importância da tríade citada, é fundamental compreender o que a falta de testosterona faz.

Os efeitos colaterais da carência deste esteroide natural são sentidos com:

  • Sensação frequente de desânimo;
  • Tristeza e melancolia súbitas;
  • Dificuldades para concentração;
  • Queda significante na libido;
  • Cessamento das ereções espontâneas matutinas e durante o ato sexual;
  • Cansaço extremo;
  • Irritabilidade;
  • Perda óssea e muscular;
  • Ganho de gordura global e maior no abdômen;
  • Chances maiores de desenvolver diabetes e doenças cardíacas;
  • Autoestima baixa.

Em suma – inviabilizam o desenvolvimento masculino – que pode ser avaliado de diversos ângulos, como por exemplo, a predominância de trejeitos afeminados, os músculos que não eclodem mesmo com treinamento, etc.

Existem ainda outras situações, que causam conflitos psicológicos e emocionais em grande parte dos homens com pouca testosterona, e que, a determinada altura, já não podem mais contar apenas com a dieta para aumento da testosterona, necessitando recorrer a reposição hormonal.

 

Como aumentar o nível de testosterona de forma natural?

 

A dieta para aumento da testosterona contempla vários alimentos e de todos os grupos (proteínas, carboidratos, vegetais, frutas…).

Normalmente são encontrados no supermercado, mas há um fator que procede a alimentação correta para aumentar a testosterona, ou seja, homens e mulheres precisam estar dispostos a incorporá-los na dieta.

Dieta para Aumentar TestosteronaSe consumidos diariamente e equilibrados, a lista de alimentos a seguir ajuda a aumentar a testosterona naturalmente:

Ovo: desde 1999, o estudo feito pela Universidade de Harvard quebrou tabus sobre o uso do ovo. Hoje, ele é um dos alimentos mais indicados para quem busca ganho muscular, graças albumina presente. Além disso, é rico em ferro, cálcio e outros minerais;

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Amêndoas: Rica em vitamina E, fibras e antioxidantes a amêndoa e outras sementes são indicadas para compor a dieta para aumento de testosterona;

Atum: Possui zinco, mineral importante para a saúde masculina, além disso auxilia para ganho de massa magra;

Couve: Este vegetal tem função interessante no organismo masculino, ele suprime os níveis estrogênicos favorecendo o aumento da testosterona;

Carne: São parte importante para manter a quantidade de proteína, além de minerais como o zinco e ferro. Indiferente se gado, frango, ovino, caprino é uma fonte importante na dieta para aumento de testosterona;

Ostras: Sempre existiu todo um simbolismo da ostra x virilidade, pois isso é verdade. Além de proteína, ostras oferecem vitaminas D e B12, assim como minerais do tipo manganês, ferro, selênio e cobre. Além de Tiamina e Niacina;

Abacate: Fonte de gordura boa, o abacate tem ainda fitosteróis, glutationa, e é notável como anti-inflamatório, tudo o que o homem precisa para melhorar a testosterona.

 

O que deve conter na dieta para aumento de testosterona?

 

Enquanto que a cafeína (em excesso), a soja e o álcool interferem para produção de testosterona, vitaminas (principalmente B), minerais e proteínas são nutrientes na dieta para melhorar a testosterona.

Vale estudar sobre alimentos com essas propriedades e, além dos citados acima, incorpora-los diariamente a dieta.

Já, alguns suplementos podem auxiliar com qualidade para ampliar os benefícios da testosterona, entre alguns, podemos citar:

ZMA (Growth Supllements): Que contém porções de vitamina B6, magnésio e zinco elementos importante para o anabolismo muscular e aumento da testosterona.

 

O que fazer além da dieta para aumento de testosterona?

 

Além de persistir na dieta para aumento de testosterona, é fundamental que o homem e/ou mulher procure atendimento médico para o diagnóstico preciso sobre quais níveis existem do hormônio.

Exames de laboratório que avaliam o eixo hipotalâmico hipofisário gonadal, medem a testosterona em todos os níveis (total, livre e biodisponível).

Além disso, investigações sobre os níveis da proteína (glicoproteína) responsável por ligar os hormônios da sexualidade aos lipídios, hemoglobina e outros também deve ser avaliada.

No mais, outras ponderações são providenciadas, como dosagens de colesterol, glicose, avaliação cardiológica e mensuração de espermas, quando necessário.

Para então definir método não evasivos de tratamento.

Leia também:

O que é o ZMA, para que serve, efeitos colaterais, como tomar

Entenda porque o ZMA aumenta os níveis de Testosterona e GH

A importância da Testosterona para ganho de Massa Muscular

A reposição hormonal química é um dos recursos provindo da era moderna. Suprir os efeitos da falta androgênica conhecida como andropausa é eficiente e recomendada somente através da reposição da testosterona.

Neste caso, alguns recursos são utilizados:

Injeções de testosterona intramuscular: A base de undecilato, são ampolas concentradas do hormônio, com 631,5mg, distribuídos em 4ml/por unidade.

As aplicações são intercaladas em períodos de 90 dias e devem ser prescritas por um médico que saberá indicar quantas doses serão necessárias, considerando as necessidades de cada paciente, sendo que em alguns casos é definitivo.

Gel transdérmico de testosterona: Que é um tratamento habitual para melhorar os níveis do hormônio. A aplicação na derme é simples e garante melhorias graças a concentração usual de 1% da testosterona.

Adesivo transdérmico: A base de testosterona é outro recurso de reposição comum. São usados por períodos longos, mas podem facilitar o uso por mulheres.

Para todas as situações ressalta-se que existe contra-indicações, sendo as principais para suspeitos de neoplasias, cardiopatas, impossibilitados de realizar exercícios físicos.

No entanto, uma forma segura e que pode ser compartilhada com a dieta para aumento de testosterona é a suplementação via alimentos inteligentes, produzidos para induzir a produção de testosterona, porém sem aumentar as chances de efeitos colaterais.

Atualmente vários destes suplementos são produzidos e comercializados pela Growth Supllements. Empresa brasileira, com anos de experiência em nutrição esportiva e suplementação, e que disponibiliza diversos compostos (para homens e mulheres) com a finalidade de melhorar os níveis de testosterona.

 

Remédio caseiro para aumentar a Testosterona

 

Quando o homem começa a sentir os efeitos da queda hormonal, conflitos internos também passam a se tornar frequentes.

Em muitos casos, nem o próprio compreende o que está acontecendo consigo. O impacto de disfunção fisiológica que a falta do hormônio causa no homem, as vezes demora tempo para ser percebida.

Por outro lado, ao perceber que a virilidade e a “macheza” parecem estar sumindo, buscar recursos naturais também parece mais aconselhável, a fim de evitar o constrangimento que a deficiência outorgada pode trazer.

Entre tantas receitas, algumas muito peculiares, as mais prováveis de funcionar são:

  • Fazer valer a dieta para aumento de testosterona: Incluindo mais alimentos naturais, como os supra-citados;
  • Manter a prática constante de atividades físicas: Principalmente com exercícios variados e de acordo com as condições físicas;
  • Evitar picos de cortisol, comum quando o organismo é exposto ao estresse;
  • Ampliar fontes nutricionais, com alimentos exponencialmente ricos em vitaminas A, D, C e minerais, principalmente Zinco;
  • Afastar da dieta para aumento da testosterona alimentos industrializados, especialmente a base de soja;
  • Inserir períodos para repouso frequentes e principalmente buscar melhorar a qualidade do sono noturno;
  • Resolver conflitos pessoais em todos os âmbitos da vida a fim de prover conforto psicológico;
  • Manter-se ativo e envolvido com as atribuições da vida.

E ainda aproveitar o senso comum para apreciar algumas receitas como chá de catuaba, guaraná natural, ginseng em pó, etc.

Enfim, a dieta para aumento da testosterona associada ao uso de suplementos, pode trazer benefícios para homens quando iniciados bem cedo, postergando assim a reposição hormonal.

Para mulheres, os ganhos podem ser percebidos por longos anos, já que a testosterona não é o hormônio predominante, logo a manutenção dos níveis parece ser mais fácil.

 

Suplemento para estimular o Aumento da Testosterona

 

Como indicação para conseguir estimular o aumento da testosterona naturalmente, uma boa ideia é utilizar os chamados pré-hormonais, como é o caso do ZMA. Com alguns dos minerais mais importantes para a produção do hormônio, como o zinco, o os pré-hormonais garantem aumento dos níveis sem trazer efeitos colaterais indesejados.

No caso do ZMA podemos citar também o magnésio como um dos minerais principais da sua composição: ele é capaz de auxiliar na síntese de ATP, uma molécula importante para que o corpo tenha energia e consiga aguentar os treinos. Clique aqui e confira!

Sugerimos compartilhar este post em todas as redes sociais a fim de divulgar a dieta para aumento de testosterona, e leitores são bem-vindos para participar opinando sobre o assunto no espaço abaixo.

 

Referências

TRAMONTANO, L. “Continue a nadar”: sobre testosterona, envelhecimento e masculinidade. 2012. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva)–Instituto de Medicina Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

John M. Hoberman e Charles E. Yesalis.A história da testosterona sintética. Scientific American 272, 76 – 81 (1995)

HOBERMAN, J. Testosterone dreams: rejuvenation, aphrodisia, doping. Berkeley: University of California Press, 2005.

 




Posts Relacionados

3 comentários em “Dieta para aumento de Testosterona + Suplementação Adequada

  1. Tenho 48 anos. Já testei várias dietas e produtos naturais, sem sucesso. Mandei ver uma Nebido faz um mês.
    Mudou geral.. comecei na academia, disposição, bem estar, ereção a mil. Tudo com acompanhamento médico, exames de sangue e fiz várias pesquisas em sites médicos do exterior.

  2. Achei mega interessante. Estou prestes a começar a usar o hormônio masculino, por isso quero saber mais sobre a dieta. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



INSCREVA-SE para receber dicas de treino, nutrição e suplementação

Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.