09 mar

O que é a Vitamina K, para que serve, função, carência, excesso, alimentos, suplementos

O que é a Vitamina K, para que serve, função, carência, excesso, alimentos, suplementos

Quem treina pesado ou mesmo está começando a se preocupar com a saúde de forma responsável, já sabe que as vitaminas são essenciais. Hoje, iremos falar da vitamina K, que é uma das principais para o bom funcionamento do nosso corpo.

Embora poucas pessoas comentem sobre ela, na prática a vitamina K não pode deixar de existir em nossa dieta, pois tem funções muito amplas no nosso organismo. Falaremos de todas essas funções, dos principais alimentos onde você poderá encontra-la e sobre os sintomas da sua carência e do se excesso. Confira logo abaixo todas as informações que separamos!

 

O que é a vitamina K?

 

A vitamina K é o que os médicos chamam de nutriente lipossolúvel, ou seja, que é solúvel em gordura. Isso significa, na prática, que ela é uma daquelas vitaminas capazes de adentrar nas células de gordura mais espessas, inclusive as que são localizadas e de difícil acesso.

Para sermos bem específicos, a vitamina K é, na verdade, um grupo de várias vitaminas que têm funções muito similares, por isso, levam o mesmo nome. Porém, a diferença entre elas é que são produzidas em lugares diferentes do corpo.

Desse grupo, podemos citar 3 variações: a vitamina k1, a vitamina k2 e a vitamina k3. Não se preocupe em defini-las pois, como dissemos, elas agem de forma parecida e são encontradas praticamente juntas.

Mais abaixo iremos citar os alimentos onde você poderá encontrar cada uma dessas variações. O ideal é optar por uma dieta bem rica e diversa, para não perder nenhum nutriente.

 

Para que serve a Vitamina K?

 

De maneira geral, podemos dizer que a vitamina K é considerada essencial porque, sem ela, temos uma dificuldade muito grande em realizar funções básicas. Uma delas é a coagulação sanguínea, ou seja, a proteção quando há algum dano em nossas artérias.

Sem a coagulação, nos tornamos propensos à doenças e infecções, além de adquirirmos dificuldade para transportar oxigênio ao coração. E esse é um dos motivos pelo qual a vitamina K é fortemente associada à saúde cardíaca.

Além disso, essa vitamina tem outras funções mais específicas, como dosar a proteína e o cálcio presente no organismo, gerando benefícios incríveis – que iremos citar mais abaixo. Por fim, temos que lembrar que uma boa coagulação também pode agir em diversos outros órgãos além do coração. Um bom exemplo é frear o excesso de menstruação e até mesmo diminuir o risco de hemorragias.

Todas essas funções da vitamina K nos mostram o quanto ela é essencial e o quanto sua deficiência pode ser arriscada para nossa saúde de forma geral. Vamos entender um pouco mais sobre os seus benefícios.

 

Benefícios da Vitamina K

 

Saúde do coração e mais força para os treinos

Como falamos ao longo desse texto, a vitamina K tem uma função coaguladora incrível, capaz de reverter infecções e hemorragias. Mas sua ação no coração vai muito além disso, já que a ela é também responsável pela dosagem de cálcio no sangue. Isso significa que o risco de entupimento das artérias se torna muito mais incomum em indivíduos cuja alimentação é rica em vitamina K.

Esse transporte de cálcio efetivo aliado com mais coagulação sanguínea torna o coração mais saudável e forte, o que proporciona treinos mais intensos sem que haja um cansaço físico extremo. Por esse motivo, podemos dizer que o consumo de vitamina K é fundamental para atletas ou para quem pretende começar um exercício físico de força muscular.

 

Menor risco de lesões

Além de ser excelente para otimizar a força física nos treinos, a vitamina K também é uma ótima aliada dos ossos e pode até mesmo evitar grandes lesões. O motivo para esse benefício é o aumento da densidade óssea, que é causado pelo transporte correto de cálcio. Com isso, temos ossos mais fortes e mais resistentes, capazes de suportar altas intensidades de treinos físicos. Vale lembrar que essa é uma boa notícia não só para quem pratica esportes, mas também para manter os ossos saudáveis de maneira geral.

 

Menos sintomas de TPM

A cólica menstrual que as mulheres sentem acontece por muitos motivos e um deles é a falta de coagulação sanguínea ou o excesso de fluxo menstrual. A vitamina K age diminuindo esses sintomas exatamente porque ajuda a aumentar essa coagulação, diminuindo os sintomas mais chatos da TPM, como dores muito fortes e até mesmo sintomas de ansiedade, irritabilidade e depressão, comuns nesse período. Por isso, mulheres que sofrem de TPM excessiva devem fazer acompanhamento médico para que ele talvez sugira uma suplementação.

 

Whey Protein GrowthCreatina Growth

Mais saúde em geral

De forma geral, a vitamina K atua em quase todos os sistemas do corpo, incluindo o cérebro. Há estudos diversos que indicam sua função bastante específica nesse sentido, atuando em moléculas responsáveis pela memória, bem-estar e na prevenção de doenças, como Alzheimer. Além disso, a vitamina k também combate os radicais livres, que são causas de doenças severas, como câncer, por exemplo. Ou seja, ela é fundamental para nos manter saudáveis de uma maneira geral.

 

Carência de Vitamina K – O que ela causa?

 

A carência de todas as vitaminas pode causar vários problemas. A longo prazo, a falta de vitamina K pode fazer com que haja menos força nos ossos e até causar sintomas de osteoporose. Porém, em geral, é raro que haja esse tipo de deficiência, já que há muitos alimentos comuns na dieta que a oferecem. Vamos então citar os sintomas iniciais da falta de vitamina K:

Excesso de fluxo menstrual nas mulheres, que pode causar um certo incômodo e até mesmo trazer sintomas extras de fraqueza, fadiga e TPM mais intensa, com cólicas mais fortes e até mesmo problemas emocionais mais exacerbados. A falta de vitamina K em mulheres costuma ser mais prejudicial no curto prazo e esses sintomas podem ser notados logo nas primeiras semanas.

Pode haver dores nos ossos e nas articulações, especialmente em quem treina mais pesado ou está praticando um exercício físico. Atletas mais experientes conseguem perceber o problema de forma mais rápida, pois notam a dificuldade incomum nos treinos e dores que antes não estavam presentes. É sempre bom procurar um médico em casos onde os treinos se tornam dolorosos demais.

Pode haver também sangramento no nariz e nas gengivas, mesmo que haja a devida higiene e escovação diária. Esse é um sintoma bem comum e que ocorre no curto prazo, logo após os primeiros dias de deficiência de vitamina K. Se os sangramentos piorarem, um médico deve ser consultado, juntamente com um dentista, no caso das gengivas.

 

Excesso de Vitamina K – O que ele causa?

 

Não é muito comum haver um excesso de vitamina K, já que ela é consumida aos poucos nos alimentos que citaremos mais abaixo. Porém, no caso de suplementos sem prescrição, pode-se abusar da dosagem e causar alguns problemas. Vamos citar os principais:

Coagulação sanguínea: Falamos o quanto a coagulação sanguínea é importante para evitar hemorragias e outros problemas. Mas se ela for em excesso, teremos outros efeitos não tão benéficos. Podemos citar como exemplo as embolias e as tromboses, que geralmente são causadas por outros fatores, mas que podem ser intensificadas se houver excesso de vitamina K.

Problemas com medicação: Esse mesmo efeito coagulador em excesso pode prejudicar o uso de alguns medicamentos, especialmente aqueles para controlar diabetes ou problemas cardíacos.

Por esses motivos, jamais faça uso de suplementos sem prescrição médica.

 

Alimentos com Vitamina K

 

Se você imaginava que a vitamina K poderia ser ingerida com alimentos gordurosos e com excesso de proteína, saiba que esse é um pensamento comum, porém, equivocado. Como falamos logo no início desse texto, há três variações da vitamina k e cada uma delas é encontrada em locais diferentes, embora elas tenham o mesmo efeito no organismo. Vamos listar alguns dos principais:

Verduras: A vitamina k1 é encontrada em verduras e legumes, como acelga, espinafre e brócolis. Ela é uma das mais importantes de serem ingeridas diariamente ou ao menos semanalmente.

Ovos: Além das verduras, os ovos também podem ser fontes secundárias de vitamina K, embora a proporção em 100 gramas seja bem menor. Porém, é uma boa alternativa para quem não quer deixar de consumi-la em uma semana onde não pôde preparar nenhuma verdura.

Já a vitamina k2 é produzida pelo nosso corpo, na flora intestinal. E a vitamina k3 é produzida em laboratório, como forma de auxiliar na suplementação de pessoas com algum tipo de deficiência nutricional.

 

Suplementação

 

A suplementação de vitamina K não é tão comum e só é recomendada quando de fato há uma deficiência. Para que isso seja diagnosticado, é importante que o médico faça exames constantes e garanta que trata-se mesmo de uma carência. Por isso, indicamos que você jamais faça suplementação sem indicação.

Leia também:

Entenda a Importância da Vitamina D

O que é e para que serve a Vitamina B6

Porém, há os chamados suplementos para atletas e alguns deles podem ter a vitamina K. Mas a quantidade é bem menor do que um vitamínico comum e há sempre o acompanhamento de um profissional. Nesse caso, eles são seguros.

 

Gostou do artigo? Curta e compartilhe com seus amigos!

 




Posts Relacionados

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



INSCREVA-SE para receber dicas de treino, nutrição e suplementação

Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.