20out

OVERTRAINING – Conheça seus Sintomas e Sugestões

overtrainingNa medida certa, o exercício físico provoca várias alterações fisiológicas, metabólicas, musculares e psicológicas que melhoram a qualidade de vida do indivíduo. Porém, no sentido inverso, o excesso pode provocar uma doença que torna esse mesmo indivíduo cansado, desanimado, fadigado, inapetente, suscetível às lesões e o faz desistir de fazer exercícios.

OVERTRAINING significa uma sobrecarga ou um excesso de estimulação: um aumento muito rápido do número ou da intensidade das sessões de treinamento, instruções forçadas de movimentos tecnicamente muito difíceis, métodos de programas de treinamentos unilaterais ou muito intensos, pausas de recuperação insuficientes, alimentação deficiente e outros distúrbios (vide KEUL, 1978; FINDEISEN; LINKE; PICKENHAIN, 1976; ISRAEL, 1976).

O overtraining era uma doença associada somente a atletas profissionais e amadores. Porém, atualmente, o culto ao corpo perfeito está desenvolvendo essa doença nos frequentadores de academias, principalmente no verão, quando muitas pessoas fazem dietas hipocalóricas e ficam horas na academia, com a doce ilusão que irão “secar” e “ganhar” massa muscular rapidamente.  Nessa busca incessante pelo corpo “sarado” muitos exageram e acabam ficando doentes e desistem de se exercitar e, assim não conseguem sequer chegar perto dos seus objetivos.

O excesso de treinamento pode ser distinguido em basedovóideo (SIMPATICOTÔNICO) e adisonóideo (PARASSIMPATICOTÔNICO):

OVERTRAINING BASEDOVÓIDEO (SIMPATICOTÔNICO): caracteriza-se pela predominância de processos de estimulação e intensa atividade motora. A recuperação após as atividades (cargas) é insuficiente e retardada. É facilmente diagnosticado, pois o indivíduo sente-se doente e com diversos sintomas característicos. Segundo Israel (1976):

Suscetibilidade à fadiga, excitação, distúrbios do sono, inapetência, perda de peso, tendência ao suor, suor noturno e mãos úmidas, olheiras, palidez, dores de cabeça frequentes, taquicardia, variação da pressão arterial, maior frequência cardíaca de repouso (FC), aumento do metabolismo, temperatura corporal levemente aumentada, dermografismo vermelho e difuso, retorno lento/retardado da (FC) ao seu valor inicial após atividade física, comportamento usual da pressão arterial (PA), hirpepnóia anormal sobre atividade, hipersensibilidade sensorial (sobretudo acústica), pouca coordenação dos movimentos, redução do tempo de reação, reações erradas, tremor, recuperação retardada, intranquilidade interior, rápida estimulação, excitação, depressão.

OVERTRAINING ADINOSONÓIDEO (PARASIMPATICOTÔNICO): Caracteriza-se pela predominância de processos de inibição, fraqueza física e falta de atividade motora. O indivíduo não se encontra em condições de mobilizar a energia necessária para participar de uma competição ou realizar exercícios de alta intensidade que fazia antes. Essa forma de overtraining é mais difícil de ser reconhecida, pois quando em repouso não apresenta sintoma algum, os sintomas sobrevêm furtiva e inesperadamente. Segundo Israel (1976):

Leve fadiga (anormal), inibição, ausência de distúrbios do sono, apetite normal, peso constante, temperatura corporal normal, nenhum sintoma de cefaleia, bradicardia, metabolismo normal, temperatura corporal normal, retorno rápido da (FC) ao seu valor inicial após atividade física, aumento da PA (>100 Torr) durante e após atividades, nenhuma dificuldade respiratória, baixa coordenação dos movimentos (apenas sob atividades/cargas de alta intensidade), tempo de reação normal ou levemente maior, boa capacidade de recuperação, tranquilidade, humor normal.

Obs.: As medidas para tratamento de ambas as formas de overtraining devem ser avaliadas e orientadas por um médico especialista.

A seguir, conforme Israel (1976):

Obs: A exclusão de todos os fatores sociais e biológicos que favorecem a instalação de um ou outro tipo de overtraining:

  

MEDIDAS PARA TRATAMENTO OVERTRAINING

 

OVERTRAINING BASEDOVÓIDEO (SIMPATICOTÔNICO): grande redução do treinamento específico – resistência básica, nenhuma intensidade e em casos mais difíceis, recuperação ativa; natação, jogos, ginástica de relaxamento, mudança de ambiente (de média altitude), leve radiação ultravioleta, massagens, banhos com variação de temperatura (bromo, Baldriam, etc.), sauna leve.

ALIMENTAÇÃO: rica; alimentação básica enriquecida com polivitamínicos (A, B, C); proteínas até 2g/dia, eventualmente (RECEITADOS POR MÉDICO ESPECIALISTA) estomáquicos, psicofármacos, sedativos, tônicos, (álcool em pequenas doses-estomáquicos e sedativos), hipnóticos, psicoterapia – tranquilizante e de relaxamento.

Overtraining basedovóideo, quando corretamente tratado, pode ser resolvido num período de 2-3 semanas. Assim que os sintomas desaparecerem e o indivíduo sentir-se bem, pode-se retomar o treinamento específico, porém, as atividades de treinamento devem ser periodizadas e aumentadas lentamente, a fim de evitar recaídas.

 

OVERTRAINING ADSONÓIDEO (PARASSIMPATICOTÔNICO): redução do volume do treinamento, alternância no mesmo, treinamentos de intervalos e intensivo. Jogos, ginástica (exercícios de relaxamento e de força rápida), ambiente constante (mar, calor), luz, massagem (em beliscões), utilização drástica de água (jatos energéticos), banho de CO2, curtos períodos de sauna alternada com água fria, consumo total de energia.

ALIMENTAÇÃO: adequada, ácida, rica em vitaminas e em proteínas, nenhum medicamento; café (0,2g de cafeína), psicoterapia – para ativação.

Overtraining adsonóideo, requer semanas ou até meses para ser eliminado. Após a retomada do treinamento, a carga deve atingir o seu valor inicial (antes da interrupção do treinamento) após umas seis semanas, em corroboração Israel (1976).

 

Um  forte abraço e até o próximo post!

 

Referências Bibliográgica

Treinamento ideal – Jürgen Weineck.

 

Salvar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

22 comentários em “OVERTRAINING – Conheça seus Sintomas e Sugestões

  1. It’s the best time to make some plans for the future and it is time to be happy. I have read this post and if I could I want to suggest you few interesting things or tips. Maybe you can write next articles referring to this article. I desire to read more things about it!

  2. Eu estou a alguns meses sem treinar pq estou sem pique, de modo que atrapalha no dia a dia, trabalho e essas coisas… como a minha primeira reclamação foi a falta de um sono reparador, fui procurar pq nao estava dormindo bem. Isso tudo vem acontecendo de uns 10 meses para cá.
    Nesse tempo todo já fiz exames de polissonografia para verificar o sono, exames de sangue, urina, cardio. Tudo até agora dando ok. Porem, o problema persiste.

    Esse post me deixou na dúvida.

    Está com uns 10 meses que abandonei meus treinos por falta de coragem. Tentei voltar de teimoso nesse tempo e nas duas vezes acabei abandonando o treino antes de acabar a mensalidade da academia.

    Seria possivel eu estou em um caso de overtraining?

    Se sim, que profissional deveria consultar para resolver o problema?

    1. Caro Rafael, não acredito que overtraining seja o seu problema. Existem diversas desordens: orgânicas, psicológicas, etc, que podem influenciar no sono. Relembre quando o distúrbio no sono se iniciou. Avalie sua situação atual, seu relacionamento ou a falta de um, se voce realmente gosta de treinar, se está num momento financeiro difícil, se perdeu alguém, se anda estressado no trabalho…
      Voltar a fazer exercícios é sempre difícil, mas depois que o corpo acostuma com o bem-estar proporcionado fica mais fácil. Não desista! Volte a treinar 3x na semana, em torno de 40 minutos. Vá devagar, mas vá em frente!
      Talvez uma terapia seja indicado. Pense nisso!
      Um abraço!

    2. Esta falta de energia para treinar é comum a várias pessoas, (de Iniciantes de Academia e até Experientes).

      Uns dos erros mais comuns é treinar de forma exagerada ou todo dia. Primeiro porque além de treinar nosso corpo precisa de REPOUSO e de TEMPO para se recuperar, isto quer dizer, dormir por pelo menos de 7 á 8 horas por dia, o ideal é treinar um dia sim, outro não (treinar 2ª, 4ª e 6ª ; Descansar 3ª,5ª Sábado e Domingo; por exemplo). Nestes dias de repouso, evitar atividades aeróbicas ou intensas, por ex: caminhada ou pedaladas. Muita gente tem a “falsa ideia”, que se treinar todo dia vai ficar musculoso mais rápido que se treinar 3 vezes por semana, isto é um equívoco!

      Outro problema, é o uso errado de suplementos, os termogênicos por exemplo, se usado incorretamente causa INSÔNIA. O problema maior, é que nenhum Instrutor de Academia vão falar disto, pois existe o interesse na venda destes suplementos e tem muitos (personais) são donos ou sócios de lojas de suplementação. Suplementação é importante desde de que seja usado de maneira correta, mas não deve ela ser sua única fonte de alimento, devemos almoçar, café da manhã ou jantar também. Vale destacar que existem pessoas que não fazem uso de suplementos e também consegue ótimos resultados em seus treinos.

      Outro erro é treinar muito próximo da hora de dormir, pois nosso corpo fica agitado e precisa de um tempo para relaxar, daí vc acaba demorando para dormir ou dorme muito pouco. Falando em insônia, que é um problema mundial, é bom procurar um profissional da área para ver qual é o problema, se for usar algum medicamento, use ervas naturais ou melatonina, que não te deixam cansados ou sonolentos durante o dia, mas consulte um profissional antes de tudo.As pessoas tem que treinar mas de um modo geral treinar com alegria e não só viver só dele. Relaxar, ouvir uma música, ter um tempo de lazer, para diminuir o stress que é um dos vilões da saúde do homem moderno, e se o teu corpo não se encontra totalmente saudável vai refletir negativamente em seus treinos e também na vida. A gente anda tão obcecado em atingir a “BOA FORMA ” que focamos só nos treinos e nos esquecemos do resto e acabamos frustrados com o nosso errado estilo de vida que vai nos angustiar e não vai levar a lugar algum.

      Devemos ter em mente que para alcançar o ” CORPO PERFEITO ” temos que ter muita paciência, perseverança e dedicação, que só os treinos, suplementação de todo o tipo não serão o suficiente para ficar ” PERFEITO ” “da noite para o dia”; Isto leva tempo, tem pessoas que precisam de um ano, 2 anos , 3 anos …., para alcançar sua meta, isto varia de pessoa para pessoa, depende da genética sim, depende da idade também; está comprovado que existem pessoas que tem resposta rápida em um mesmo treinamento do que outras. Termino por aqui mas antes digo:: Faça de seu treino um HOBBY e não uma “escrava ” ROTINA. Tudo tem seu tempo! Temos tempo para tudo.
      Como está escrito na bíblia (Eclesiastes 3 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
      Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; etc… )

      Um abraço a todos.

    3. Boa tarde, estava lendo e gostei da resposta que deixou para Rafael acho que meu problema pode ser um momento apenas financeiro como as contas no início do ano.
      Não vou deixar de praticar na academia, corrida de rua e natação pois depois que fiz tudo isso é que parei de tomar alguns remédios.
      Ainda acho que os exercícios são os melhores remédios.

  3. Olá, nesse momento acabo de entender tudo que sinto. (OVERTRAINING BASEDOVÓIDEO)
    Acabei de entrar neste site, sem querer, e me deparei com essa matéria mt bem feita falando sobre essa situaçao que é o Overtraining.
    Sinto os sintomas há 2 semanas. Neste momento está reduzindo. Parei os treinos por 1 semana e vou voltar de forma gradual.
    Treino há 12 meses e nesse período o descanso que tive deixou a desejar.
    Tenho um físico bom e muito bem trabalhado, mas infelizmente n respeitei o limite do corpo e cheguei ao overtraining.
    Tenho 19 anos, sou capixaba e gosto do mundo da musculaçao.

    Parabens pelo texto informativo. Forte abraço.

    Atenciosamente

    1. Olá Eduardo, sinto-me feliz em tê-lo esclarecido. Você está no caminho certo! Respeite seu corpo e não treine sem a orientação de um professor. Um abraço!

  4. I just want to tell you that I am newbie to blogs and seriously liked your web-site. Very likely I’m planning to bookmark your blog . You amazingly come with beneficial posts. Thanks for revealing your website page.

  5. Olá! Me identifiquei com a matéria… bom, meu caso é : treino pra hipertrofia, andei tomando whey, bcaa e dextrose no pós treino…
    Há umas 2 semanas tenho sentido palpitações, dificuldade p dormir as vezes… fui ao cardio, fiz eletro e está tudo ok…ele mandou fazer ecocardiograma e um outro lá da esteira, os quais ainda não fiz.. Ele me passou um floral, nada muito forte e tb não vejo muitos resultados…
    Essa palpitação vem do nada as vezes e me incomoda…
    No mês retrasado minha menstruação não desceu também, li que pode ter a ver com excesso de exercícios….
    Meu treino é a, b, c , d .. treinava pouco aeróbico e comecei só de uns tempos p cá.. vou a academia 5 vezes na semana em treino de aproximadamente 1 hora e meia… pode ser overtraining?
    Obrigada!

  6. Poxa me identifiquei com vários sintomas, não gostei nada disso rsrs’ , me sinto cansada, durente e pós treino então nem se fala, excesso de suor, respiração rápida demais, a palpitação rápida e falta de ar antes de dormir , até hipersensibilidade sensorial ( ouvindo as coisas altas de mais ), olheiras, palidez, dor de cabeça frequentes, muito tremor, ansiedade , e aii? queria uma ajudinha… eu pensava que era apenas alimentação inadequada mas dps que lii o post me identifiquei demais, eu nem sabia que isso existia, juro!

  7. Great post! I’m looking for building muscle, I like to go to the gym every day, and I’m not sure what classes I should take, Monday I take 30 min weight room, Tuesday adv circuit training 30, 30 min yoga, Wednesday 30 weight room, 30 min core conditioning, Thursday 30 min surf core and 30 min metabolic effect, Friday yoga or weight room 30, what are u think? Help please..

  8. Tenho uma dúvida… sempre nos meus dias de descanso na academia, que geralmente são quinta, sábado e domingo, eu jogo bola com os amigos e nos outros dias da semana eu sempre vou p academia… isso pode fazer com que ocorra o overtraining?

  9. Tenho 45 anos, sou faixa preta de jiu jitsu. intercalo musculação e jiu jitsu de segunda a sábado. Porém faz 30 dias que estou com fortes dores nas articulações dos dedos das mãos e pernas, dores pelo corpo e falta de interesse em treinar, muito desanimo.. Tudo começou quando mudei a serie de musculação na tentativa de ganhar mais resistência, aumentando números de repetições e diminuindo intervalos de descaço. Será que os sintomas enquadram em overtraining?

  10. Tenho todos os sintomas do overtraining e o que mais me incomoda é o suor excessivo quase a toda hora mesmo num tempo agradável isso me incomoda muito sem falar nos outros sintomas uma elevada temperatura no corpo também, irritabilidade, na hora do sono só fecho os olhos e descanso que é bom ao acordar nada, o apetite não foi muito afetado mais ainda sim não me alimento como antes… isso veio se agravando com o tempo desde quando comecei fazer exercícios em casa com pesos feito na mesma de cimento mesmo e sem nenhuma orientação apenas com o que eu ouvia falar e na ânsia de ficar forte logo comecei a exagerar quando vi já estava acontecendo tudo isso… que especialista tenho que procurar por favor? Cheguei a pensar que tinha até síndrome do pânico pois não posso nem pensar em estar em um lugar publico que já começo a suar e dá um desespero por causa disso. E isso me atrapalha em tudo na minha vida, por favor peço, qual especialista posso está procurando pra ver esse problema?

  11. Excelente postagem!

    Realmente o overtraining é algo que as pessoas devem abrir os olhos e repensar na hora de treinar, de periodizar e dividir seus treinos com consciência e responsabilidade para com a sua saúde.


    Um grande abraço.
    Bruna Bussular

  12. Eu não dormi a noite, e no dia seguinte trabalhei até o meu dia, e a tarde por volta da 15:30 fui treinar, durante o treino senti que não estava bem.
    Parecia ter esgotado minhas energias, interrompi o treino e fui para casa e ainda me sinto assim casado. Sensação de falta de ar, fadiga e batimentos cardíacos fortes..

  13. Tenho todos os sintomas do Basedovóideo já faz duas semanas, minha maior dificuldade está sendo dormir, fico excitado e tenho pesadelos acordo a cada duas ou três horas na noite, tá muito difícil pra mim, meu intestino fica irritado, de dia passo bem , só sentia fraqueza que agora, após duas semana passou. Meu maior problema agora é o sono, pensei que fosse ficar doido, isso deve afetar o sistema nervoso central que alteram os hormônios ou coisa assim. Gostei da publicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *