11dez

Conheça os benefícios do consumo de Miúdos de Frangos e Bovinos

Conheça os benefícios do consumo de Miúdos de Frangos e Bovinos

Você sabe porque as proteínas em miúdos de frangos e bovinos são consideradas super alimentos? Não? Então leia este post!

Os “superalimentos” como o nome sugere, são alimentos que possuem características nutricionais excelentes, que agregam a saúde global, com considerável quantidade e variedade de vitaminas de grupos diversos e antioxidantes, as vezes não encontrados em outros.

Em geral, são fontes de origem natural, como algas, folhas, raízes e também fontes animas como os miúdos, principalmente de frango e boi.

Para ser considerado um superalimento, a regra principal é ser livre de conservantes, emulsionantes e todos os “antes”, comuns aos rótulos que vemos em supermercados.

Porém, o que muita gente pode pensar é que adquirir esses superalimentos, está além de suas condições físicas ou financeiras.

Mas…, e se eu dissesse a você que boa parte dessa alimentação pode ser encontrada na feira, no quintal de casa ou no açougue da esquina por um preço bem acessível?

Esse é exatamente o caso dos miúdos de frangos e bovinos.

Muitas vezes desprezados na hora de ir para a balança, esses pequenos órgãos são tão ricos em proteínas que poderiam ser considerados suplementos proteicos para a nossa alimentação.

Confira a seguir, na íntegra, os benefícios, os valores nutricionais e a distribuição de proteínas em miúdos de frangos e bovinos.

 

Proteínas em miúdos de frangos e bovinos: o que são?

 

A palavra “miúdos” se refere à parte interna (literalmente órgãos), são pedaços mais duros, com aparência estranha, presentes em todos os tipos de animais.

Geralmente os miúdos são excluídos dos balcões refrigerados, que exibem cortes nobres, suculentos e apresentáveis, porque na verdade não são considerados “cortes de primeira”.

O que é denominado miúdo?

A lista é extensa, por isso, vamos manter nossa atenção nos mais conhecidos que são:

  • Coração;
  • Fígado;
  • Rins;
  • Moela;
  • Língua de bovinos;
  • Pé de galinha;
  • Vísceras;
  • Tripas;
  • Cérebro, entre outros.

Não é de hoje que sabemos que na nossa culinária local, muitos desses órgãos são simplesmente descartados na hora da limpeza do animal para o corte.

Essa prática diminui o seu consumo e causa  déficit na base alimentar, já que são alimentos mais baratos e atenderia até mesmo as comunidades que sofrem com desnutrição e vulnerabilidade socioeconômica.

Isso tudo porque as proteínas em miúdos de frangos e bovinos tem grande parcela de participação energética para o nosso organismo funcionar bem, ao lado dos carboidratos e gorduras que ingerimos.

Contudo, em alguns países como a França, os miúdos são considerados verdadeiras iguarias e compõem pratos como o foie grass, o fígado de ganso de alto valor nutricional.

Outros tipos de miúdos, como o cérebro (pouco apreciado e nada popular) possuem cobre e selênio, que são elementos imprescindíveis para manter a saúde do sistema imunológico.

Já da família dos mais popularmente consumidos, os campeões em valor nutricional são fígados e rins, que são riquíssimos em ferro.

 

Quais os maiores benefícios de consumir os miúdos de frangos e bovinos?

 

Mais que talvez você imaginasse, consumir esses estranhos alimentos é contribuir para a saúde no geral, principalmente para criar músculos e ossos fortes.

Mas não apenas isso, pois:

Creatina em Pó HTProCreatina em Pó HTPro
  • Recebe melhoramento em diversas funções vitais;
  • Carrega mais oxigênio na hemoglobina sanguínea e na mioglobina muscular;
  • Complementa-se de muitas enzimas importantes;
  • O metabolismo funciona melhor;
  • Oferecem boas doses de vitamina C, que trabalham arduamente para absorver o ferro;
  • Ótima fontes de vitamina A; que é importantíssima para o crescimento, e para manter peles e olhos em dia;
  • Vitamina B12, que libera energia do corpo, e;

Vitamina B6, que facilita o metabolismo das proteínas, conserva as hemoglobinas e o sistema nervoso sempre saudáveis.

 

Valores Nutricionais dos miúdos de Frangos e Bovinos

 

Outro ponto favorável para aumentar o consumo dos miúdos é a ausência dos carboidratos, mas, atenção: alguns são bastante calóricos!

Apenas um coração bovino de 40g tem cerca de 14,4% das proteínas que devemos consumir em um dia, por apenas 6,4% de gorduras totais, onde dessas, não existe nenhuma quantidade de gordura trans.

Como falamos alguns tipos de miúdos tendem a ser altamente calóricos, como por exemplo, a língua de boi, que possui cerca de 70% de gordura.

Contudo, isso não é lei. Os miúdos como rins e coração possuem menos calorias, menos gorduras e são ótimas fontes de proteínas e nutrientes.

Só para se ter uma ideia, em 100 gramas de miúdos de frango cozidos, fritos ou grelhados se obtém 32,54 gramas de proteína! Isso equivale a 32,54% do seu valor total!

Por esse motivo, quando comparadas à carnes mais caras e menos proteicas, fica fácil de perceber a relação custo/benefício ao optar por miúdos na composição do cardápio diário.

 

Tabela de Proteínas em Miúdos De Frangos e Bovinos 

 

Cozidos em água, nos refogados, fritos ou assados, encontrar a melhor aparência para o prato depois de pronto é fundamental para o consumo ser prazeroso.

É válido utilizar de temperos para aprimorar o sabor, e com certeza a criatividade na hora de montar o cardápio, é a melhor aliada para consumir os miúdos e aproveitar o melhor das proteínas.

É importante frisar que o tipo de preparo ou acompanhamento pode alterar esses valores.

Os dados da tabela a seguir dizem respeito unicamente aos valores nutricionais das proteínas em miúdos de frangos e bovinos, considerando a média para 100 gramas.

 

Miúdos de boi: rim, coração, mondongo (estômago)

Porção de 100 gQuantidade/porção
Valor Energético~ 70 kcal
Proteínas~ 14 g
Gorduras Totais~ 4 g

 

Miúdos de Galinha: fígado, coração, moela, vísceras

Porção de 100 gQuantidade/porção
Valor Energético~ 160 kcal
Proteínas~ 23,40 g
Gorduras Totais~ 7,6 g

% Valores Diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal

 

Depois de tantos números e informações acerca do valor nutricional dos miúdos, vale o apelo para a inserção desses alimentos nos cardápios diários brasileiros.

Como superalimento, seu consumo não poupa apenas o bolso dos brasileiros como melhora saúde e bem-estar, além de prevenir doenças decorrentes de déficit nutricional.

E você que treina e precisa aumentar a performance dos músculos e se preocupa em manter o corpo em forma, experimente e depois comente!

 



Posts Relacionados

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



INSCREVA-SE para receber dicas de treino, nutrição e suplementação

Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.