01set

Qual é o melhor método de Pilates para o seu objetivo?

Método de Pilates para o seu objetivoO método Pilates, da forma mais tradicional que conhecemos, foi criado na década de 20 por um alemão chamado Joseph Pilates. Ele sofria de algumas doenças, que na época, não tinham cura ou solução, mas ele resolveu mudar o seu futuro que não era muito promissor. Ele sofria de raquitismo e asma e para evitar que se torna-se um inválido, resolveu criar diversos tipos de exercícios que fortaleciam os músculos, melhoravam a respiração e melhoravam o equilíbrio.

Para que isso fosse possível, ele também trabalhou na construção de vários aparelhos que o ajudassem nesses exercícios. Assim nasceu o método Pilates como temos até hoje, em clínicas especializadas do mundo inteiro. Com tantos benefícios, várias adaptações foram feitas para os mais diversos ambientes. Hoje temos ramificações como o Mat Pilates ou Pilates no Solo, Pilates na água e temos até uma modalidade que mistura Pilates com os movimentos da dança, o Flow Pilates.

 

Como escolher?

 

Com tantas opções fica difícil saber qual é o melhor método e qual seguir. Não dá para ficar testando um por um até encontrar aquele que você goste e tenha uma boa adaptação. A primeira coisa que é preciso ter em mente é que, não existe um método certo ou um errado, existe um método que vai se encaixar exatamente nas suas necessidades e nos seus objetivos.

 

Pilates para dores musculares e problemas de Coluna

 

O Pilates é uma ótima maneira de reduzir dores musculares generalizadas e também de acabar, ou ao menos, reduzir consideravelmente a dor nas costas. Exercitar o corpo ajuda a evitar que ocorra processos de inflamação que acaba causando dores. Quando os músculos ficam mais fortalecidos, o nosso organismo libera substâncias que auxiliam no bom funcionamento do organismo e a prática de atividade física evita um grande número de doenças.

A dor na coluna é a grande campeã nas dores. Antigamente, apenas os mais velhos apresentavam esse tipo de problema. Hoje, até mesmo as crianças podem mostrar patologias próprias da coluna como a escoliose, uma curvatura na coluna em forma de “s”, lordose que é quando a curvatura da coluna lombar está muito acentuada ou então a cifose, o que é popularmente conhecido como corcunda. As dores na região lombar são as mais frequentes, pois, essa região é a mais sobrecarregada durante o dia. Ela tem que suportar o peso do corpo, manter o equilíbrio do tronco e da cabeça e acaba aguentando impactos constantes. Os discos vertebrais evitam um impacto entre uma vértebra e outras mas, as vezes, nem mesmo elas aguentam com o passar dos anos, levando o indivíduo a ter uma hérnia de disco.

 

Pilates para Redução de Peso

 

Se a sua intenção é utilizar o Pilates como uma maneira de perder peso, o melhor é investir em métodos que estejam associados com o Power Pilates. Ele consegue manter a pessoa em um ritmo de exercícios contínuos, sem parar por nenhum segundo, sem descanso. É preciso ter muito fôlego para aguentar o ritmo mas, a perda de calorias é maior do que por outro método. São 50 minutos de aula com exercícios dinâmicos que movimentam o corpo inteiro de uma só vez.

 

Pilates para quem sofre com problemas articulares

 

Pessoas com problemas de artrite, artrose, tendinite e outros problemas articulares podem se beneficiar com o método mais tradicional que é o Pilates em aparelhos ou então, com o Pilates na água. Esta é a forma mais benéfica para esse tipo de patologia pois, reduz consideravelmente o impacto entre as articulações já que não há a ação da gravidade. O indivíduo consegue fortalecimento muscular, bom condicionamento físico e melhor rendimento cardiorrespiratório apenas usando a resistência da água como forma de manter os músculos se exercitando. Além de ser muito dinâmico porque também pode ser em grupo.

 

Salvar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *