05jul

Conheça a verdadeira diferença entre os três tipos de Roscas para Bíceps

Tipos de Roscas para BícepsFala rapaziada! Todos sabem que existem três tipos bem famosos de roscas para bíceps, sendo a rosca direta, a rosca martelo e a rosca inversa, porém, será que dentre elas existe uma que seja melhor? Além disso, qual a diferença entre as três? Para que elas servem? As respostas para estas e muitas outras perguntas você encontrará ao longo deste texto. Boa leitura!

 

Um rápido bate-papo sobre anatomia

No artigo de hoje, iremos estudar três músculos do seu braço, a saber, bíceps braquial (popularmente conhecido apenas por bíceps), braquial e braquiorradial. Observe essa turma na imagem abaixo:

Rosca Direta Musculos BraçoPois é, agora que você os conhece, ficou claro que, quando dizemos que vamos treinar bíceps, na verdade, estamos fazendo muito mais do que isto, recrutando, principalmente, este trio, pois todos eles flexionam (dobram) seu cotovelo.

Provavelmente, o braquial é o menos conhecido deles, pois é o mais profundo, ficando embaixo do seu bíceps. O braquiorradial, por sua vez, é um pouquinho mais comentado e “sentido”, digamos assim, pois forma como se fosse uma bolinha próxima à parte de cima do cotovelo quando fazemos rosca martelo.

 

Discutindo as Roscas para Bíceps

 

Agora que você conhece os músculos que iremos investigar, passemos, agora, a analisar e comparar as roscas para bíceps, abordando suas principais diferenças.

A primeira delas, a rosca direta, é executada com as palmas das mãos para cima, com uma pegada que tecnicamente chamamos de supinada; a rosca martelo, por sua vez, utiliza a pegada neutra, que é a mesma que você utilizaria, por exemplo, para empunhar um martelo, utensílio que dá nome ao exercício; por fim, temos a rosca inversa, feita com as palmas das mãos para baixo, com a chamada pegada pronada.

Posto isto, vamos agora olhar qual dos três músculos mais trabalham em cada um destes exercícios. Para tanto, utilizaremos um teste de eletromiografia, que serve para medir ativação muscular:

Tabela Treino Rosca Direta

Repare que, nos três exercícios, o músculo braquial é SEMPRE o que mais trabalha, o que surpreende muita gente, afinal, como o músculo mais famoso do treino de bíceps é, justamente, o bíceps, seria de se esperar que ele fosse o principal trabalhando, no entanto, não é o que acontece…

O bíceps é o segundo em atividade na lista quando usamos roscas direta e inversa, deixando o braquiorradial com destaque apenas na rosca martelo.

O motivo dessas variações é bem interessante e simples de entender: o músculo braquial está inserido numa posição bem privilegiada nos ossos (no úmero e na ulna), não sendo afetado quando o antebraço gira. O mesmo não acontece com o bíceps e o braquiorradial (que se inserem no úmero e no rádio), sendo assim, quando você muda a pegada, ora um consegue trabalhar melhor, ora outro. Simples assim.

 

CONCLUSÃO

No artigo de hoje, vimos as diferenças entre as roscas para bíceps, tirando algumas dúvidas e discutindo algumas curiosidades. Na hora de montar e dividir seu treino, consulte a tabela que eu forneci e escolha a opção que mais está ligada aos seus objetivos.

Caso tenha uma rotina corrida e queira focar em bíceps, tenha em mente que as pegadas supinadas são as melhores, pois, além de colocarem esse músculo em segundo lugar em ativação, ainda permitem a utilização de maiores cargas, fatos que podem te ajudar em hipertrofia. Por outro lado, caso queira dar um destaque no seu antebraço, perceba que a pegada neutra será uma importante parceira.

Para fechar, se o fator tempo de treino dentro da academia não é um problema para você, primeiro eu te dou os parabéns, pois você tem sorte! Além disso, aproveite e combine essas duas pegadas, ou mesmo as três, focando na supinada, e arrebente nos treinos.

Ficamos por aqui! Espero ter ajudado um bocado com este artigo no desenvolvimento do senso crítico de vocês e também tirado dúvidas sobre as diferentes roscas para bíceps! Não se deixem orientar por amadores e aventureiros: aceitem APENAS informações de profissionais altamente qualificados e atualizados, que sabem do que estão falando, pois estudam constantemente, conhecem a prática de trabalho e se baseiam em ciência, e não em achismos, lendas e tradições. Bons treinos e até a próxima!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

2 comentários em “Conheça a verdadeira diferença entre os três tipos de Roscas para Bíceps

    1. Não, Dito, não está errado.
      Por alguns motivos, como mudança da pegada supinada para pronada, maior solicitação de músculos extensores do carpo (no antebraço), braço de alavanca, força de pegada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo

Copyright © 2017 Dicas de Treino.