Início Artigos Amanda Fitas Se você tem Compulsão Alimentar não faça Dietas, procure ajuda!

Se você tem Compulsão Alimentar não faça Dietas, procure ajuda!

Casos de “compulsão alimentar” estão ficando cada vez mais comuns, principalmente em jovens e em pessoas que seguem dietas restritas. Desde os primeiros meses de vida, sentimos a necessidade de sermos alimentados. A boca é o nosso primeiro contato com o mundo através do seio materno, nos habituamos com a mastigação, aprendemos a sugar os objetos e brinquedos, e então aprendemos a conhecer o mundo assim.

A experiência de comer é o centro de uma série de sentimentos que contribuem para a nossa segurança. Para o compulsivo, a comida é utilizada para lidar com a ansiedade e para se acalmar quando o mundo lhe parece triste, uma forma de enfrentar os problemas da vida. A alimentação compulsiva provoca aumento de peso, perda do autocontrole e da autoestima. Geralmente essas pessoas se consideram carentes de disciplina, força de vontade e se caracterizam gulosas ou fracas.

Todas as pessoas têm problemas, frustrações, inseguranças e medos, porém o compulsivo usa a comida como forma de combatê-los. É um escape para um bem estar momentâneo.

Precisamos verificar os aspectos inconscientes ligados à essa compulsão, e alterar as raízes emocionais desse problema.

Por isso é tão importante não seguir dietas radicais, se privar de coisas que você gosta de vez em quando e principalmente levar uma alimentação de forma equilibrada, cuidando sempre da sua mente.

O processo de reeducação alimentar deve ser estruturado e preferencialmente supervisionado por um profissional qualificado.

A dieta radical poderá trazer maiores resultados a princípio, mas por outro lado privará o seu corpo e sua mente de “prazeres” sentidos desde a sua infância. Mudar os padrões radicalmente, pode causar uma série de conflitos internos, e você sentirá em curto ou longo prazo os efeitos colaterais te prendendo na parede.

Se você não é um atleta e não se sente psicologicamente bem preparado para seguir uma linha de dieta radical, apenas não a faça. A probabilidade de você se tornar vítima de episódios frequentes de compulsão alimentar será grande, e assim perderá o controle de si.

Será que vale a pena? Você terá forças para recomeçar? Quanto tempo isso irá demorar?

Você pode sim evitar um episódio de compulsão, desde que comece a ouvir mais o seu corpo. Preste atenção nos sinais que ele te mostra. A sua mente vai indicar quando está sendo sobrecarregada por privação alimentar. Somos capazes de evitar muitos conflitos mentais se ficarmos mais atentos ao nosso eu interior.

 

Não siga a dieta de terceiros, procure algo que se encaixe nos seus padrões e supra as suas necessidades. Afinal, você é único!

 

...VEJA TAMBÉM...



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile