16 maio

Remada Curvada: o básico que funciona!

Remada CurvadaHoje vou falar de um exercício básico, porém estou vendo poucas pessoas executando ele nas academias, quase beirando a extinção: é a REMADA CURVADA.

A Remada Curvada é um exercício efetivo que pega grande parte do nosso dorsal quando bem executada.

Então por que as pessoas abandonaram esse exercício básico? Pelo simples fato da comodidade de máquinas que lhes permitem ficar sentadinhos, com tijolinhos para pôr do lado ‘bem fácil’.

Segundo motivo, a remada curvada é feita em uma posição que os machões do século 21 não gostam, ao empinar a bunda ficam incomodados e se sentem “desvirilizados” (que dó).

Terceiro motivo, trata-se de um exercício doloroso mesmo! As pessoas fogem da dor e migram para os aparelhos cômodos e fáceis de executar.

Aliás, quer ter dorsais bem trabalhadas? Receita simples: insira dois básicos exercícios na sua rotina de treinos, remada curvada e barra fixa livre (barra fixa livre é outro exercício que a maioria corre também!).

Com a comodidade dos aparelhos de pesos com tijolinhos, quase ninguém quer encarar exercícios com pesos livres e a velha remada curvada está saindo do programa de treino dos jovens praticantes de musculação.

A culpa também é da novaBanner Pre Treino HTPro leva de professores de educação física e dos tais coach lifestyle que em vez de incentivar o aluno a fazer os básicos preferem colocar eles nas máquinas de tijolinhos para poupar trabalho de montar barras.

Depois ouço novos alunos na gym falando “quero ter costas iguais do Arnold, do Dorian ou do Colemam”… Sabe quando terão músculos assim fazendo exercícios em máquinas de tijolinhos? Nunca!!!

Aproximadamente 90% dos frequentadores de academia fazem esse exercício errado por não terem quem ensine executar de forma correta. Essa é a realidade! Antigamente não existiam máquinas de tijolinhos modernas e todos faziam exercícios livres com maestria.

Vou encerrando o post por aqui e não esqueçam: Quer ter costas largas, densas e bem trabalhadas? Volte ao básico, e a dica é REMADA CURVADA.

 

Remada Curvada

 

Execicio Remada Curvada

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

16 maio

Abacate: um poderoso aliado para quem precisa repor Gh e IGF1

Abacate GH e IGF1O consumo de abacate eleva a produção de GH e IGF1?
Muitas pessoas tem me perguntado se comer abacate realmente eleva a produção de Gh (hormônio do crescimento) e IGF1 (fator de crescimento, Insulina-1). 
A resposta é: eleva sim, se ingerido antes de dormir, a produção de Gh e IGF1. Hormônios responsáveis pelo crescimento muscular e queima de gorduras.

O abacate tem a fama de ser pura gordura, extremamente calórico, não vai fazer eu engordar?
Vai engordar se você consumir em quantidade exagerada durante vários dias.
Sobre a gordura do abacate, a maioria já sabe que é uma gordura boa que combate a gordura ruim.

 

Abacate e a produção de Gh

 

Comer três colheres de sopa de abacate antes de dormir vai intensificar sua produção de Gh, além de ajudar na produção do Gh. Você vai queimar as gorduras indesejáveis dormindo já que o fruto possui uma quantidade considerável de ômega 6, ômega 9 e ômega 7, que ajudam a equilibrar o organismo. Dessa forma, aliamos duas coisas boas, o aumento da produção de hormônios e a queima de gordura. Não é bacana isso?

Além disso, a fruta ajuda a produzir a beta sitosterol, uma substância que combate os hormônios ligados ao estresse. Essa fruta ajuda muito na produção de serotonina e é um ótima aliada no tratamento contra a depressão.

Não vá sair comendo a fruta de forma descontrolada após ler isso. O abacate é uma fruta calórica na qual cada 100g tem aproximadamente 170 calorias. (Vai com calma!)

Como o fruto aumenta o Gh, eu uso ele no meu processo natural a um bom tempo, pois eu não uso hormônios a quase um ano. Por isso, tenho que procurar ingerir fontes naturais para aumentar tanto minha produção de testosterona quanto de Gh, IGF1 e outros hormônios.

 

Recomendação Dicas de Treino: Para quem está em busca de Ganho de Massa Muscular, é possível adquirir o Combo para Ganho de Massa Muscular pelo site do nosso parceiro HTPro, clique aqui para conferir o KIT!

 

Espero ter colaborado um pouco. Grande abraço e até o próximo post!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

16 maio

POTENAY: Tudo que você precisa saber sobre esse estimulante

Potenay mefentermina injetvelPotenay é um complexo vitamínico veterinário usado para cuidar de cavalos e cães que estão debilitados, assim como boizinhos doentes e fracos. Não é uma substancia anabólica como muitos leigos imaginam que é.

Alguns descobriram que o Potenay melhora a performance em treinos de força e resistência. Você toma isso e fica com a síndrome do Hulk, querendo arrastar uma carreta se fosse oportuno. Isso acontece porque existe uma substância no Potenay chamada Mefentermina, um parente da metanfetamina. Te deixa dopado como se estivesse cheirado cocaína, com uma força e um pump no treino monstro.

Como você sabe e afirma isso, Deyvson?

Como mencionei em outros posts, sou um ex viciado em tudo no que se trata de substâncias anabólicas e estimulantes. Já usei Potenay e posso dizer que já fui viciado nessa substância também. Tenho autoridade para provar que isso é uma porcaria com mais malefícios do que benefícios.

Creio que muitos de vocês já viram bodybuilders em fase de pré contest, levantando altas cargas na academia, e ficaram a se perguntar como esse louco pode ter tanta força se está em dieta de cuting. Isso não é força natural e nem vinda de esteroides. Meus caros, o nome disso é Potenay!

Alguns usam a substância só para buscar aquela inchada e dar um role na noite. Outros usam misturado com ADE para efeito local. Tem quem use isso para lutar, correr ou mesmo nos treinos com pesos na academia. Potenay aumenta o estoque de glicogênio nos músculos e dá uma sensação maluca de euforia e força.

A aplicação de Potenay é intramuscular ou na veia mesmo. Os mais hardcores mandam na veia porque a assimilação da substância é rápida. Tudo muito perfeito e bonito, não é? “Potenay é top, vou usar”

Sendo direto: Use e se ferre. O Potenay tem mais riscos do que benefícios. Fique ligado!

A mefentermina vicia. Isso mesmo, vocês usa algumas vezes o Potenay e fica dependente dele para treinar e para tudo. Passa a ficar igual um viciado em drogas pesadas, querendo mais e mais. Já houve casos de óbitos de lutadores de jiu jitsu e MMA, por conta da substância. Ninguém se satisfaz com doses pequenas. Alguns power liftens usam de dois a mais bujões antes das competições para dar aquele bum de força extra!

Os efeitos colaterais prosseguem: sede, boca seca, vontade de urinar toda hora, suor, sudorese, stress, muita adrenalina, entre outros. Na boa, eu não vejo vantagem em usar Potenay. Tem quem goste e quem viva completamente viciado nisso. Se colocarmos na balança, são os riscos que mais pesam.

Usar ou não usar é problema de cada um. Minha obrigação é sempre alertar sobre as vantagens e desvantagens de um produto ou substâncias, usadas no meio da musculação e do fisiculturismo.

Não seja mais um covarde alienado que busca forças extras em algo que vai acabar com sua saúde a longo prazo. A mefentermina destrói os neurotransmissores e te leva a crises de ansiedade ou pânico. A maioria dos usuários, quando tenta abandonar o uso, tem depressão.

Usa quem quer. Cada cabeça é uma sentença!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

15 maio

DILATEX: Saiba tudo sobre o Vasodilatador Dilatex

tudo sobre dilatex extra pump power supplementsAs combinações do vasodilatador Dilatex potencializam a estimulação, síntese e manutenção do óxido nítrico, responsável pelo ganho de massa muscular. O suplemento se tornou a febre do momento dentre os praticantes de fisiculturismo e atletas que tem a hipertrofia como objetivo. Pensando nisso, Dicas de Treino e a equipe da Power Suplements esclarecem as principais dúvidas dos praticantes de exercícios físicos em relação ao Dilatex e seus efeitos.

 

O que é o efeito PUMP?

 

O efeito pump, na musculação, possui grande relação com a hipertrofia. O termo significa ‘bombar’ e trata do aumento do fluxo do sangue circulado no músculo: a vasodilatação. A quantidade de sangue nos tecidos resulta um efeito ao músculo mais denso, deixando-o com uma aparência maior. A intensidade dos treinos, bem como a ingestão de bons nutrientes, fazem com que haja um resultado eficaz quando o assunto é a vasodilatação.

Qual é a função de um vasodilatador?

Os vasodilatadores são medicamentos que dilatam os vasos sanguíneos abertos. Isso faz com que o sangue flua mais fácil. Além de ser usado para o ganho de densidade muscular, também servem para tratar ou prevenir insuficiência cardíaca, hipertensão e angina, dor no peito causada pelo fluxo sanguíneo reduzido ao coração. No caso, recomenda-se evitar a ingestão de álcool ao tomar esses medicamentos, pois podem interferir nos efeitos no corpo.

O que é óxido nítrico?

O óxido nítrico (NO) é produzido pelo organismo. É responsável pelo relaxamento de veias e permite que o sangue flua normalmente. O óxido leva oxigênio e nutrientes até o músculo, principalmente nas atividades físicas de ganho de massa muscular, como o fisiculturismo (bodybuilding) e os treinamentos de vale tudo (MMA). Trata-se de um gás molecular natural responsável pela melhora do desempenho físico e diminuição da fadiga.

 

O que é o Ditalex?

 

Desenvolvido pelo laboratório da Power Supplements, o vasodilatador possui a tecnologia OxyPump, que oferece um efeito eficaz para estímulo do óxido nítrico. Estudos apontam que o OxyPump pode manter o efeito PUMP por mais tempo e gerar efeitos progressivos no ganho de massa.

 

Quais são os resultados do Ditalex?

  • Bombeamento muscular permanente de cinco a sete dias de uso;
  • Ganho rápido de massa muscular;
  • Maior vascularização (veias saltadas);
  • Ganho surpreendente de força;
  • Aumentos consideráveis de carga nos exercícios;
  • Mais resistência e fôlego;

Além disso, o Dilatex tira a fadiga sem forçar seu sistema nervoso central. Você ultrapassa os horários que geralmente ficaria cansado naturalmente, estimulando a carnosina. Além do efeito principal: o pump monstro.

 

Qual é a fórmula do Dilatex?

A fórmula de Dilatex é baseada nos componentes que geram o efeito NO nos suplementos pré-treino mais vendidos do mercado como: Jack 3d, Nano Vapor, NO Shotgun, No Xplode, Plasmajet e outros. A tecnologia combina um composto de Alanina e Arginina por meio dos minerais quelatos. Quando uma molécula de mineral está ligada a um desses aminoácidos, facilita a assimilação pelo organismo, promovendo uma rápida absorção dos aminoácidos.

A estabilidade destes complexos quelatos foram potencializadas em laboratório pela tecnologia denominada OxyPump®, garantindo um equilíbrio maior. Este

complexo possui a vantagem de ser melhor biodisponível (até 90% de absorção, contra 10 a 20% dos minerais inorgânicos). Além disso, não interfere na absorção de outros nutrientes, sem possuir efeitos colaterais ou causar dopping. No caso do Dilatex, este equilíbrio garante uma rápida assimilação da Arginina e da Alanina, que são precursores do óxido nítrico e da carnosina (substância natural responsável pelo desenvolvimento dos músculos, no coração, fígado, cérebro e nos rins).

Em uma porção de 2,12g (quatro cápsulas), o valor energético é de 3 kcal = 11kJ (0% VD). Possui 0,8g (1% VD) de proteína e 185mg (18%VD) de calcio. Em cápsulas de 500mg, 47mg (5%VD) de calcio. éticas. Não contém quantidade significativa de carboidratos, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, fibra alimentar e sódio. % Valores Diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

 

No Dilatex, há quantas mg de arginina e alanina?

A Arginina e Alanina são aminoácidos encontrados em alimentos proteicos, como a carne, leite e derivados.Vaso Dolatador Dilatex As cápsulas do Dilatex tem a tecnologia OxyPump, que somam 2,12g do complexo de Arginina e Alanina em 4 cápsulas. A proporção exata não nos é informada pelo laboratório que desenvolveu a tecnologia. O que se sabe é que a proporção foi determinada por estudos para gerar os resultados que conhecemos do produto.

A grande diferença do Dilatex é que ele tem um alto grau de absorção pelo seu organismo. Se você manipular 3g de Arginina, somente 300mg estarão biodisponíveis para seu organismo absorver. O restante será expelido sem que seu organismo aproveite. No caso do Dilatex, por causa deste composto OxyPump, das 2,12g de Arginina+Alanina, 90% fica biodisponível. É o que faz a diferença.

 

Como devo tomar?

Cada frasco de Dilatex contém 152 cápsulas e rende 38 doses. Indica-se tomar quatro cápsulas entre 30 minutos e uma hora antes do treino uma vez por dia.

 

Devo tomar o Dilatex nos dias em que não treino?

Nos dias em que não há treino, é importante tomar seu Dilatex, porque a vasodilatação ajuda no transporte dos nutrientes ingeridos na suplementação e na sua

alimentação. Algumas pessoas tomam Whey Protein e o organismo só absorve 20% da suplementação. O Dilatex cria uma biodisponibilidade de até 85% dos nutrientes ingeridos pela alimentação e a suplementação.Vaso Dolatador Dilatex Tomando nos dias em que não treina, você otimiza sua alimentação e sua suplementação. Como resultado: um maior crescimento muscular em menos tempo.

 

Há alguma contraindicação?

Pessoas com hipercalcêmica, litíase renal e demais distúrbios orgânicos somente devem consumir o produto sob orientação de médico ou nutricionista. Crianças, gestantes, idosos e portadores de qualquer enfermidade devem consultar o médico e ou nutricionista. Deve-se manter a embalagem bem fechada, ao abrigo da luz, calor, umidade e fora do alcance de crianças.

O Produto é liberado pela ANVISA para venda no Brasil conforme RDC 27/2010 ANVISA. Lembre-se que se trata de um suplemento para atletas, que não deve ser consumido em excesso, mas sim conforme a dosagem descrita na embalagem.

 

O Dilatex dilata as veias do coração?

Não. Seus componentes atuam realizando o efeito Pump sem que tenha alteração cardiovascular. Os componentes do fator OxyPump não tem efeito no coração.

 

Qual é o preço médio do Dilatex?

O preço do vasodilatador varia de R$60 a R$90 de acordo com a quantidade de cápsulas.

 

Recomendação Dicas de Treino: Para quem se interessou e gostaria de comprar o Suplemento DILATEX, a Loja parceira Suplementos Mais Baratos possui o produto com qualidade e preço baixo, clique aqui e confira!

 

Esperamos que o post tenha ajudado você a sanar suas dúvidas!
Passe essas informações adiante, compartilhe! 

 

Salvar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
15 maio

Lesão no Joelho: Cuidados com possíveis Lesões nos Joelhos na Hora do Agachamento

Lesão no Joelho MusculaçãoNo presente artigo, discutiremos mecanismos de sobrecarga que poderão levar a uma lesão no joelho, dentro do contexto do famoso e polêmico agachamento. Sendo assim, iremos explorar este exercício na tentativa de entender como um dano pode ser gerado na articulação, como evitá-lo e o que fazer se já for tarde demais. Boa leitura!

 

Amplitude e Ativação Muscular

 

Quando o assunto é agachamento, cedo ou tarde surge a pergunta “até onde posso descer?”. Como todos devem saber, esta polêmica acaba dividindo os marombas em dois times: o que abomina a forma profunda, defendendo, normalmente com sensacionalismos, o até 90°; e o que exige, com fúria, que se agache até o chão, não admitindo outra possibilidade de execução.

O que posso adiantar ao leitor é que ambos os grupos estão errados e veremos o porquê na sequência!

BARONE et al. (2008) compararam os agachamentos parcial e completo no que tange à ativação eletromiográfica dos músculos quadríceps, glúteo máximo (GM), posteriores de coxa e adutores e obtiveram o seguinte resultado: quanto mais profundo o agachamento, maior o recrutamento muscular. Além disso, quem mais teve seu trabalho incrementado com a descida até o chão, se comparados à de 90°, foram o quadríceps (foi de 55 a 89%) e o GM (foi de 50 a 74%).

Com isto, já tiramos algumas informações valiosas: as pessoas que defendem o agachamento profundo estão certas quando dizem que ele aumenta a solicitação muscular, porém, muitos argumentam de forma errada, dizendo que tal prática deve ser realizada em favor dos posteriores de coxa…

Eles de fato acabam trabalhando mais, é verdade, porém, quem domina a brincadeira são o quadríceps e o GM! Entenda que a solicitação da dupla já era bastante alta até 90°, passando a ser gigantesca até o chão, enquanto que, em relação aos posteriores de coxa, na versão parcial eles trabalhavam pouco (23%) e na profunda, um pouquinho mais (38%), continuando com singela participação.

 

Amplitude e Sobrecarga

 

Bom, mas muitos devem estar pensando: Fernandão, bacana isso tudo, mas não vou ganhar uma lesão no joelho caso agache tudo??

Faz sentido, sobretudo quando lhes informo que a compressão patelofemoral, do osso da patela no fêmur, aumenta conforme flexionamos esta articulação. Por curiosidade, a força compressiva gerada é de duas vezes o seu peso corporal somado à carga, ou seja, se você pesa 100kg e agacha com 150kg, terá um impacto de 500kg (2x[100+150])!!! (ESCAMILLA et al., 1998, 2001).

Assustador, não?! Especialmente quando imaginamos isto sendo aplicado, cronicamente, no joelho de uma pessoa despreparada, que terá a cartilagem da articulação desgastada, desenvolvendo, no longo prazo, uma condromalácia (doença que possui diversos níveis, causa muita dor e, o pior, é irreversível)!

“Ah, agora entendi! Então é por isso que devemos agachar até 90°, Fernandão?!?!”

Não! O grande problema de todo este cenário é que as pessoas ouvem informações de maneira dispersa, fora de contexto e sem embasamento, e saem divulgando e reproduzindo a desinformação.

Para começo de conversa, 80° é onde atingimos o máximo da compressão patelofemoral, ou seja, quem vai “só” até 90°, não só “forçou” o joelho mais do que gostaria, mas também trabalhou de forma parcial a musculatura, ou seja, errou duas vezes.

Por outro lado, engana-se quem pensa “já que é assim, vou agachar até o chão, pois já estava lidando com o máximo da compressão mesmo…”.

Ocorre que a sobrecarga pode não aumentar em intensidade, mas aumenta em tempo, ou seja, ao invés de levar aquela carga de 500kg por 1 segundo, a estará recebendo por 3, por exemplo, o que faz muita diferença quando o assunto é lesão no joelho.

Bom, agora acredito que todos ficaram confusos, pois ora falei bem, ora falei mal dos tipos de agachamento. Sendo assim:

 

Como proceder?

 

O primeiro passo é entender que não necessariamente receber uma sobrecarga é algo ruim, que irá lhe brindar com uma lesão no joelho, desde que você esteja preparado para lidar com ela. A cartilagem patelofemoral, como qualquer outra, vai incrementando em resistência ao longo do treino, adaptando-se, igual ao músculo, porém, de forma muito mais lenta.

Em outras palavras, conforme o programa avança, o sujeito fica mais apto a lidar com cargas cada vez maiores, contudo, são poucos, atualmente, os que fazem um treinamento bem planejado, com repouso adequado e respeito aos limites corporais, sendo assim, a maioria acaba gerando sobrecargas excessivas e crônicas, ganhando uma lesão no joelho e acusando o agachamento como o culpado tempos depois…

Tenha em mente que a amplitude é algo que podemos trabalhar sim, sobretudo em pessoas iniciantes, sedentárias, obesas, idosas e lesionadas, porém, isso não pode ser feito no achismo, pois, como vimos, o tal do 90° não é a melhor opção.

Se este for o seu caso, a dica que dou é para trabalhar com as duas incógnitas, carga e amplitude, de forma separada, mantendo a primeira fixa e incrementando somente a segunda, um pouco a cada semana. Quando estiver agachando até o chão, aumente o peso e recomece o jogo.

Por outro lado, se você é um atleta, uma pessoa experiente na musculação ou alguém acostumado a praticar atividades físicas, o que recomendo é que use o agachamento profundo sim, pois ele é o melhor em termos de ativação muscular e vai lhe proporcionar os melhores resultados. Não há porque ser cauteloso com esse perfil populacional, uma vez que ele já está preparado a receber sobrecarga e a lidar bem com ela.

 

Tenho uma Lesão no Joelho.. E agora?

 

Uma lesão no joelho por degeneração da cartilagem patelofemoral é muito delicada, haja vista que, quando percebida/sentida, já é tarde demais, uma vez que é irreversível, pois este tecido não se recupera.

Para piorar, a dor no joelho é um sinal que pode levar tempo para aparecer, haja vista que, por não ser inervada, a cartilagem não acusa quando sofre, sendo que a dor só é percebida por conta de um processo inflamatório que ocorre num quadro um pouco mais adiantado.

Sendo assim, caso você esteja percebendo que algo não vai bem com seus joelhos, a recomendação é a de parar a atividade e visitar um ortopedista, de modo a avaliar os danos. Independentemente do diagnóstico, passado o processo agudo de dor, chegará a hora de voltar a treinar, para fortalecer a musculatura, haja vista que este é o melhor tratamento, porém, dessa vez, com mais sabedoria e melhor orientação.

Digo isto porque um quadríceps fortalecido irá melhorar a absorção de impacto e a estabilidade articular, impedindo que a degeneração se agrave, estagnando-a, e, inclusive, devolvendo a qualidade de vida perdida para a pessoa com lesão no joelho, em maior ou menor grau, dependendo da extensão do dano.

 

Conclusão

 

Hoje, vimos que existem diversos mitos e alardes acerca da lesão no joelho dentro do contexto da amplitude do agachamento, contudo, também há razões para ficarmos em alerta e repensarmos a maneira com a qual dialogamos com este exercício.

De maneira geral, as pessoas se dividem em dois grandes grupos: os que temem a amplitude completa, realizando o exercício até 90°, e aqueles que defendem o modo profundo.

Pudemos perceber que a primeira turma erra duas vezes, seja por achar que não está gerando uma sobrecarga alta, seja por proporcionar uma ativação muscular baixa. A segunda, por sua vez, pensa apenas no recrutamento muscular, ignorando possíveis mecanismos de lesão no joelho, que fatalmente poderão ocorrer caso a pessoa não esteja preparada para lidar com a sobrecarga. Sendo assim, repensem seus conceitos e treinem apenas sob a orientação de um profissional capacitado!

Ficamos por aqui! Espero que tenham gostado da leitura e até a próxima!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

15 maio

SINEFLEX: Saiba tudo sobre o Termogênico Sineflex

Sineflex Funciona e Como TomarMuitos atletas e praticantes de exercícios físicos buscam melhorar suas medidas corporais por meio da perda de peso. Além da prática de atividades, entram em dietas alimentares e se esforçam em exercícios aeróbicos e de musculação. Isto é, seguem as melhores recomendações. No caso, ainda há quem busque por estimulantes que aceleram esse objetivo, já que se trata de um processo demorado. É o caso do termogênico Sineflex, que possui uma fórmula inédita e eficaz para a queima e bloqueio de gordura. Pensando nisso, a equipe do Dicas de Treino responde algumas das principais questões em relação a esse tipo de suplementação.

 

O que é um Termogênico?

 

Trata-se de substância usada por atletas que buscam manter o metabolismo acelerado e, com isso, atingir uma maior queima de calorias ao longo do dia. A ação termo transforma as calorias da gordura corporal e da alimentação em energia (BRAGA, 2014). Isto é, aumenta a taxa metabólica basal do seu corpo. Muitas vezes, a cafeína, por exemplo, é utilizada como estimulante para esse objetivo.

 

O que é o Sineflex?

 

Sineflex é uma termogênico com formulação inédita. São dois tipos de cápsula em um único frasco (somando 12 substâncias biodisponíveis), que são utilizadas em conjunto: Pure blocker, um blend exclusivo da Power Supplements que queima e bloqueia a gordura de forma inovadora. Dynamic Focus, um estimulante que acelera o metabolismo. Aliados, Sineflex cria uma termogênese que derrete a gordura e age sinergicamente.

 

Quais são os resultados do Sineflex?

  • Aumenta a queima de gordura corporal;
  • Gera efeito o termogênico, aumentando a resposta térmica do organismo;
  • Aumenta a atividade metabólica;
  • Reduz a absorção de gordura;
  • Melhora a atividade do gastrointestinal eliminando mais calorias;
  • Provoca sensação de saciedade;
  • Dificulta a absorção de colesterol e lipídeos, evitando o acúmulo de gordura;
  • Aumenta a liberação de adrenalina.

 

Qual é a fórmula do Sineflex?

No Brasil, o Sineflex possui uma combinação exclusiva entre cafeína e sinefrina (presente no blend Pure Blocker), que promove um aumento na quantidade de AMPc (adenosina 3′,5′- monofosfato cíclico). Isso resulta em forte estímulo da quebra de gordura. Estudos comprovam que os tratamentos com p-sinefrina promovem uma diminuição significativa do ganho de peso, o que confirma a ação lipolítica da p-sinefrina devido à estimulação dos receptores beta3-adrenérgicos (ARBO, 2008).

De A a Z, entre os componentes do Sineflex, você encontra a biotina, cafeína, cianocobalamina, cromo,  fibra de laranja, magnésio, niacina, nicotinamida, picolinato de cromo, quitosana; sinefrina; vitamina C & ácido pantotênico. Substâncias relacionadas ao metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas; a potencialização do estado de alerta e da diminuição da fadiga, além de contribuírem no aumento de ganho na massa muscular, gasto calórico e reconstrução.

 

Como tomar Sineflex?

Cápsula incolor (Pure Blocker): use duas cápsulas, duas vezes ao dia, 30 minutos antes das principais refeições. Por exemplo, duas cápsulas 30 minutos antes do almoço e mais duas antes do jantar, 30 minutos antes.

Cápsula bordô – bordeaux (Dynamic/Focus): use uma cápsula ao dia, uma vez ao dia. Indica-se, 30 minutos antes do almoço. Pode-se tomar junto com as cápsulas de Pure Blocker.

Este produto é indicado para auxilio na redução da absorção da gordura dos alimentos. Você deve ingerir no mínimo dois copos de água em cada vez que tomar as cápsulas de Pure Blocker.

 

Há alguma contraindicação?

Sim. É contra indicado à pessoas com hipertensão, arritmia cardíaca e outros históricos de problemas no coração,termogenico sineflex já que seus efeitos colaterais podem causar ansiedade, dores de cabeça, insônia, nervosismo e taquicardia. Efeitos relacionados também ao uso da cafeína. Além disso, crianças e gestantes devem evitar seu consumo.

 

Qual é o preço médio e onde comprar o Sineflex?

Em um frasco, há o Pure Blocker (600mg) com 120 cápsulas e o Dynamic Focus (210mg), com 30 cápsulas. As 150 cápsulas duram 30 dias. Em média, Sineflex pode ser adquirido por cerca de R$60 até R$90. Há combos e promoções que alteraram seu preço.

Sineflex aliado com dieta, treino, foco e determinação podem resultar em perdas de até 10kg em quatro meses. Seus usuários ficam animados quando notam a diferença em poucas semanas. As perdas de peso variam para cada pessoa, mas sempre resultam em um nível de satisfação muito grande.

 

Recomendação Dicas de Treino: Para quem se interessou e gostaria de comprar o Suplemento SINEFLEX, a Loja parceira Suplementos Mais Baratos possui o produto com qualidade e preço baixo, clique aqui e confira!

 

Referência: BRAGA, Renan Marinho. Avaliação dos suplementos termogênicos mais comercializados na cidade de João Pessoa: uma abordagem farmacológica social. 2014.

 

Esperamos que o post tenha ajudado você a sanar suas dúvidas!
Passe essas informações adiante, compartilhe! 

 

Salvar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
12 maio

Quer beber Bebida Alcoólica e ainda Ganhar Massa Muscular ou Secar? Desculpe mas isso não vai acontecer..

Bebida Alcoólica e musculação

Todas já sabem que a bebida alcoólica não faz bem. No entanto, sua influência no Ganho de Massa ou Definição Muscular é uma questão pouco discutida. Bem, a hipertrofia muscular é algo bem complexo e envolve uma série de cascatas enzimáticas e hormonais.

Para que ocorra o crescimento muscular, é necessário basicamente que os estímulos anabólicos (como treinamentos, hormônios, dieta, nutracêuticos, suplementação) superem os efeitos catabólicos, aqueles responsáveis pela degradação muscular. Afinal, há relação da bebida alcoólica com todo esse complexo processo? Atrapalha muito ou pouco?

Infelizmente, para aqueles que adoram chutar o balde quase todo fim de semana, a resposta é sim. Atrapalha e MUITO. A bebida alcoólica e seus metabólitos afetam o crescimento muscular de várias maneiras. Bloqueia tanto as cascatas enzimáticas quanto os estímulos hormonais que levam à hipertrofia.

7 fatores sobre a ingestão de bebida alcoólica e sua influência no crescimento muscular:

01 – Inibe a via enzimática da mTOR (uma das principais da hipertrofia), mais precisamente sobre a enzima S6K;

02 – Diminui a produção hepática de glicose, que é uma das principais fontes de energia para recuperação muscular;

03 – Seu consumo afeta, principalmente, as fibras musculares tipo IIx (as mais responsivas aos estímulos anabólicos);

04 – Aumenta a produção do hormônio CORTISOL (um hormônio catabólico);

05 – Diminuem a produção de TESTOSTERONA E GH, dois dos principais hormônios anabólicos:

06 – A concentração sanguínea do álcool de 0,2% e 0,55% reduz a síntese proteica em 30% e 60%, respectivamente. A diminuição do GH e TESTOSTERONA, devido ao consumo do álcool, começa a ocorrer a partir de um consumo superior a 1,5g/kg do seu peso corporal. Isso corresponde a 5-6 copos de cerveja ou 160ml de vodka para uma pessoa com 70kg, por exemplo. Algo bem fácil de atingir em uma noite, não é!?

07 – Sabemos que o estímulo às vias metabólicas da hipertrofia, gerado pelo treinamento, dura até 10 dias. Quando ingerimos bebida alcoólica este estímulo é bloqueado.

Quem deseja um corpo mais atlético, com menos gordura corporal e mais massa muscular, o ÁLCOOL é uma das principais substâncias que devemos consumir com muita cautela ou até mesmo retirar do nosso menu. O que na minha opinião, é muito mais eficiente. Já que aquela cervejinha de fim de semana causa um efeito deletério nos seus ganhos.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.