Início Artigos Vinicius Tonioli Creatina na fase de Cutting – Inimiga ou aliada?

Creatina na fase de Cutting – Inimiga ou aliada?

Fala galera! Hoje vamos falar de um tema que ainda gera muitas dúvidas para as pessoas que estão entrando em fase de definição muscular, a creatina na fase de Cutting.

Sabemos que nesta fase, precisamos reduzir o consumo calórico, seguir uma dieta a risca com alimentos específicos e também uma suplementação adequada. No que diz respeito à suplementação, vamos falar sobre a utilização da creatina na fase de emagrecimento, e derrubar alguns mitos que rondam este tema.

 

O que é a creatina?

Nada mais é que um derivado de aminoácidos, glicina, metionina e arginina. Tem função de captar glicogênio na célula muscular, otimizar entrada de água na célula muscular, fornecer energia (ATP) para prosseguirmos e podermos ir além em exercícios principalmente de força.

 

Creatina retém líquidos?

Apenas dentro da célula muscular. A creatina não te deixa com aspecto roliço ou retido, ao contrário do que muitos pensam. O que te deixa retido é uma dieta rica em sódio, e não a creatina.

 

Vale a pena usar a creatina em fase de cutting?

Na minha opinião, sim. A creatina ajuda a mantermos a massa magra, e mantermos níveis de força. Mantendo massa magra, gastaremos consequentemente mais calorias, sendo pertinente para a perda de peso. Manter o nível de força é importante, pois em fase de cutting nossa dieta é hipocalórica, resultando em queda de rendimento.

 

Abaixo explano um pouco mais minha opinião sobre o assunto deem uma olhada!

 

 
  

Espero que tenham gostado, um grande abraço e ótimos treinos!!!

 

Salvar

4 COMENTÁRIOS

  1. Cara, vou confiar em você! Excelente explicação e vídeo!
    Dessa vez vou criar meu treino e dieta baseados no que você falou!
    Grande abraço e valeu demais!!!!!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile