Início Artigos Eduardo Marinho Entenda porque a Creatina e Cafeína não combinam no mesmo Período!

Entenda porque a Creatina e Cafeína não combinam no mesmo Período!

Sabemos que a creatina é um dos aminoácidos mais procurados por praticantes de exercícios físicos e culturistas, graças ao seu efeito “esponja” que leva água para o interior da célula do músculo, fazendo com que o ambiente seja propício ao crescimento, pois se mantém hidratado e pronto para receber nutrientes. Outro benefício que também é procurado é a participação na contração muscular (fosfocreatina).

A cafeína retém líquido por ser um diurético, já se pode perceber uma grande diferença entre os dois. O que quero mostrar é que um não anula o efeito do outro, mas convenhamos que também não favorece.

O correto seria usá-los em momentos distintos. Mas e se bater aquela vontade ao sentir o cheiro do café? Beba! Mas lembre-se de se hidratar mais.

 

Só a cafeína poderia atrapalhar 100% do acúmulo de creatina? 

Não, pois existem muitos diuréticos como bebidas alcoólicas, chás, molho de soja, alimentos salgados e em conserva (por conter alto teor de sódio).

 

Então como a cafeína “atrapalha” na absorção desse aminoácido?

Os estoques de creatina são armazenados na mitocôndria e os diuréticos, como o café, excretam o que está guardado em situações onde o corpo está com pouca hidratação.

Ai está mais um ponto onde eles não “combinam” em um mesmo período. Atletas e praticantes de exercícios físicos, utilizam esses diuréticos em períodos antes de competições ou metas a serem atingidas, pois ao ingerirmos, o organismo reage acelerando o metabolismo.

Uma das reações químicas é a homeostase, que em situações de calor externo ou interno, enzimas liberam gotículas de água para manter a temperatura ideal da pele e não ocorrer um futuro ressecamento (por isso a recomendação de beber mais de 2 litros de água quando usar a creatina) e outra, talvez o ponto chave do artigo,  se perde mais líquido para o meio externo através da urina, adivinha o que vai junto? Sim, a creatinina, a substância precursora da creatina.

 

O que quero passar é!

Cafeína e creatina podem sim ser usadas juntas, mas é o mesmo que investir em um carro velho numa corrida de fórmula 1, ambos levarão mais tempo para chegar a seu ápice.

O carro velho para chegar até o final dará várias voltas e a creatina, tão cedo não vai chegar a guardar grandes quantidades na mitocôndria, para ser usados nos momentos adequados do exercício.

Usá-las em momentos distintos, como fase de ganho muscular e outra buscando a definição ou perda de peso, seria o mais coerente.

Caso você tenha interesse em se aprofundar mais no assunto leia o post Cafeína e Creatina no Esporte e controvérsias de complicações do uso da Creatina a funções renais e hepáticas.

11 COMENTÁRIOS

  1. Sugiro novos estudos sobre o tema!
    pois o que falar dos pré-treinos da vida em sua formula vem a combinação de cafeina e creatina?
    acho que o texto ficou bastante superficial…

    Elias Sabino II
    Nutricionista Esportivo

  2. Esse artigo foi em 2014, novos estudos hoje já demostra a grande e vasta vantagem de se usar a CRE + CAF, não desmerecendo o trabalho do Eduardo, mais pros dias de hoje esta ultrapassado. Sou nutricionista esportivo a mais de 20 anos e atleta fisiculturista profissional, participante da America stone. ( cafeína e creatina podem sim ser usadas juntas, mas é o mesmo que investir em um carro velho numa corrida de fórmula 1) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Essa foi triste.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile