Início Testosterona PRÓS e CONTRAS do uso de TESTOSTERONA por MULHERES

PRÓS e CONTRAS do uso de TESTOSTERONA por MULHERES

O uso de testosterona por mulheres é um tema que gera sempre  polêmica. De fato, existem pontos positivos e negativos.

Devido à desinformação, ainda existem muitas mulheres que não sabem que produzem testosterona naturalmente.

 

Pois, esse hormônio anabólico é produzido, sutilmente, no organismo feminino, especialmente no ovário.

 

No entanto, é um hormônio limitado e que ao ser convertido pela aromatase em DHT (di-hidrotestosterona) fica disponível, em doses pequenas em mulheres, para o organismo usar em suas funções.

 

No corpo da mulher, a testosterona tem influência direta sobre funções orgânicas e corporais. Por exemplo, manter a saúde de ossos, elasticidade da pele e garantir massa magra.

 

Além disso, para a função sexual, como, por exemplo, a libido, esse hormônio esteroide androgênico é fundamental.

 

Em síntese, à medida que a mulher envelhece as taxas de testosterona despencam, então é comum a reposição hormonal, entretanto, mulheres jovens também buscam pelo uso exógeno da testosterona.

 

A explicação é simples: a testosterona ajuda para resultados estéticos muito desejados, como, músculos secos e duros, redução da celulite e também perda de peso.

 

E é sobre isso que vamos falar neste artigo, ou seja, prós e contras do uso exógeno da testosterona por mulheres. Acompanhe!

 

Quando o uso de Testosterona por Mulheres é Validado Cientificamente

 

 

Quando a queda da testosterona se manifesta, os sinais mais frequentes são a indisposição generalizada e o desinteresse pelo sexo.

 

No entanto, as oscilações de humor, cansaço contínuo, perda de massa muscular e ósseo, aumento no peso e da circunferência abdominal, também são indicativos que a testosterona está em queda.

 

Ao contrário do que pensamos, a testosterona pode baixar drasticamente em homens e mulheres jovens, inclusive.

 

Aprofunde sua leitura sobre as causas e efeitos da baixa testosterona, neste texto:

 

Testosterona Baixa: conheça suas causas, malefícios e como aumentar

 

Então, após o diagnóstico, é possível reparar essa queda através da reposição hormonal.

 

Em casos de reposição, o uso de testosterona por mulheres, sejam elas maduras ou jovens, é supervisionado e tem propósitos.

 

Igualmente, em outra fase da mulher, como a menopausa, especialmente em mulheres com mais de 55 anos, e que sofrem com os sintomas do período como ondas de calor, inapetência sexual e falta de lubrificação vaginal, a testosterona é providencial.

 

Entretanto, é somente após exames e diagnóstico médico, que o uso da testosterona será uma opção em casos clínicos.

 

 

Qual é a quantidade de testosterona na mulher? E em comparação com os homens?

 

 

O uso de testosterona por mulheres não pode ser uma atitude aleatória, por vontade própria, lembre-se disso.

 

Porque existe bastante diferença na produção de testosterona no corpo masculino e no feminino (qualquer excesso em mulheres traz efeitos de masculinização).

 

Inclusive, é por isso que os aumentos musculares costumam ser maiores nos homens do que nas mulheres.

Afinal de contas, eles têm um nível de testosterona que chega a ser 30 vezes mais alto do que elas.

No entanto, ao chegar próximo aos 50 anos, naturalmente homens começam a produzir menos testosterona. Este fenômeno é conhecido como andropausa.

Mas o que nos interessa aqui é saber o nível deste hormônio nas mulheres com relação a idade.

Vamos também comparar com os níveis no corpo masculino para termos uma referência.

A saber, mulheres entre 16 e 21 possuem de 17,55 a 50,41 ng/dl.  Já acima de 21 anos até a menopausa os níveis ficam entre 12,09 e 59,46 ng/dl.

Para homens, com idade entre 22 e 49 anos, os níveis de testosterona estão entre 241 a 827 ng/dl, ou seja, cerca de 20 vezes mais que mulheres da mesma idade.

No entanto, quando mulheres chegam na menopausa, seu nível não passa de 48.93 ng/dl.

Veja Também:

 

 

Prós do uso de Testosterona por Mulheres

 

 

A mulher tem sua testosterona produzida tanto nos ovários quanto nas glândulas suprarrenais, certo?

De fato, este hormônio é secretado em quantidades menores do que no homem. No entanto, eles possuem diversos benefícios para a saúde global da mulher.

Por exemplo, a testosterona ajuda a aumentar a libido, além de aumentar o ganho de massa muscular durante a prática de exercícios físicos.

O desbalanceamento da testosterona na mulher também leva a quadros de depressão, fadiga extrema, cansaço muscular, ganho de peso, perda de cabelo e diminuição na produção de colágeno.

De fato, os prós que a terapia com este hormônio proporciona a mulher, são muitos.

Um deles é a melhora da qualidade do cabelo e pele. Pois, como dissemos, a falta dela interfere na produção de colágeno.

Sem dizer que você terá um aumento de energia ao longo do dia. E é claro, mais garantia de manter a libido estável.

Contudo, estudos, os quais foram publicados no Harvard Men’s Heallth alertam ainda que o uso de testosterona por mulheres, ou melhor, manter as taxas desse hormônio em dia, tem influência direta na saúde mental.

Além disso, pode ajudar a queimar mais calorias durante exercícios físicos.

Por fim, a massa óssea é aumentada e também ajuda a melhorar a saúde do coração.

Conheça mais benefícios da testosterona para mulheres neste texto aqui:

Saiba a importância do hormônio Testosterona para Mulher

 

 

Contras do uso de Testosterona por Mulheres

 

 

De fato, não existem apenas benefícios no uso sintético da testosterona, mas sim, há pontos negativos, portanto, contrários ao uso de testóides masculinos por  mulheres.

Por isso, se você está buscando uma terapia com este hormônio, precisa ficar atenta aos efeitos colaterais.

Eles aparecem especialmente se o hormônio for administrado em altas doses.

Entre estes efeitos podemos citar o aparecimento de acne, pois as glândulas sebáceas passam a produzir mais óleo e início de calvície. Especialmente em quem tem predisposição genética.

Além disso, é possível notar a voz ficando mais grave e crescimento de pelos no corpo, especialmente no rosto.

Outros efeitos colaterais da testosterona que podem acabar ocorrendo é o aumento do clitóris (hipertrofia clitoriana) e algumas irregularidades na menstruação.

Se for usada com muito exagero, pode levar até a problemas cardiovasculares, pois acontece uma diminuição do bom colesterol e aumento do mau.

 

E contínuas injeções com testosterona podem acabar levando a problemas no fígado. Por isso, é bom ter  muito cuidado quando for administrar testosterona no corpo.

Veja Também:

 

 

É possível aumentar naturalmente a testosterona em mulheres?

 

 

A saber, o uso de testosterona por mulheres, é feito normalmente através de injeções.

 

No entanto, comprimidos ou mesmo o gel, neste último caso com o Propionato de Testosterona também são opções comuns para tratamento.

 

De fato, o estilo de vida, dieta e hábitos ruins interferem negativamente nos hormônios, podendo gerar desequilíbrio.

 

Igualmente, bons hábitos, geram resultados positivos, melhorando as taxas basais de hormônios, inclusive, a testosterona.

 

A dieta, por exemplo, pode ser pensada para evitar o uso de testosterona por mulheres, pelo menos adiando a necessidade.

 

Sendo assim, você pode melhorar as taxas de testosterona, melhorando a ingestão de fontes de vitaminas, especialmente A e D e de minerais.

 

Bons exemplos de alimentos com esses nutrientes são:

 

    • Peixes;
    • Ovos;
    • Sementes;
    • Castanhas;
    • Vegetais escuros.

 

Em contrapartida, reduzir ao máximo alimentos industrializados, ricos em gordura e açúcar é uma ação positiva para manter a testosterona.

 

Além disso, praticar exercícios físicos, particularmente musculação, servirá para melhorar os níveis de testosterona na mulher.

 

Temos um artigo que fala sobre como aumentar a testosterona naturalmente, confira em:

 

Dieta para aumento de Testosterona + Suplementação Adequada

 

Enfim, vimos neste texto, prós e contras do uso da testosterona por mulheres, além disso, pontuamos as quantidades desse hormônio na mulher em relação ao homem.

 

Falamos também que usar a testosterona de forma exógena por mulheres deve ser  supervisionado por um médico de modo a evitar mais malefícios que benefícios.

 

Por fim, pontuamos que algumas mudanças na rotina podem ajudar na melhora dos níveis de testosterona tanto para homens como para mulheres.

 

 

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, ou gostaria de dar sua opinião, fique à vontade. E se gostou do artigo, então você deve compartilhar para auxiliar mais mulheres a entenderem sobre a influência da testosterona no organismo feminino.

 

REFERÊNCIAS

 

GEIST, S.; SALMON, U. Androgen therapy in gynecology. JAMA, Chicago, v. 117, n. 26, p. 2207-2215, 1941.

 

Shifren JL. Sexual disfunction in women: management. UpToDate online; 2009

 

Udoff LC. Androgen production and therapy in women. [Monograph on the Internet]. UpToDate online; 2009.

 


Salvar

...VEJA TAMBÉM...



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile