09 maio

Vitaminas Anabólicas: Vitamina Turbinada para ajudar no Ganho de Massa Muscular

vitaminas-para-ganhar-massa-muscularSaber se alimentar antes e depois da prática de exercícios é fundamental para potencializar os efeitos do treino, principalmente aos que buscam por aumento de massa muscular.

Logo depois dos treinos ou de qualquer atividade física, o corpo precisa de reposição de nutrientes e por isso é normal sentir fome. Já que o organismo está carente de alimentação, ele age como uma esponja e absorve o que for ingerido de maneira bem intensa. Por isso, tome cuidado para não abusar de calorias e alimentos gordurosos — de preferência nos 30 minutos após o término do treino.

Para os praticantes de atividade física e alto rendimento, as vitaminas e shakes são velhos conhecidos da rotina de treinos. Por serem mais práticos, leves e refrescantes,Banner-Combo são uma ótima pedida para quem não é acostumado a fazer grandes refeições logo após as séries de exercícios. As vitaminas possuem grandes vantagens para quem treina periodicamente: são mais fáceis de serem absorvidas pelo organismo; mais práticas de transportar (colocadas numa garrafinha térmica que pode ficar dentro da mochila ou no carro); são feitas com uma diversidade maior de ingredientes e sabores.

Essa receita é uma ótima pedida para quem busca um pós-treino mais leve, diferente e gostoso. É muito importante recuperar as vitaminas e os sais minerais perdidos no treino, e nada melhor do que uma vitamina refrescante, nutritiva e de fácil preparo, rica em proteínas, carboidrato, vitaminas, minerais e fibras.

 

INGREDIENTES

  • 2 bananas;
  • 1 mamão papaia;
  • 1 maçã;
  • 5 morangos;
  • 3 copos de leite desnatado ou leite de soja (de preferência gelado);
  • 1 colher (chá) de aveia;
  • 1 colher (chá) de quinoa;
  • 1/2 colher (chá) rasa de mel;
  • 1 scoop de whey Protein de chocolate ou baunilha.

 

MODO DE PREPARO

  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador, bata em torno de 1 minuto;
  • Se quiser que a vitamina fique mais fina, basta acrescentar um pouco mais de leite;
  • Adicione algumas pedras de gelo para deixar a vitamina mais refrescante e saborosa.

 

Recomendação Dicas de Treino: Para quem está em busca de Ganho de Massa Muscular, é possível adquirir o Combo para Ganho de Massa Muscular pelo site do nosso parceiro HTPro, clique aqui para conferir o KIT!

 

Sirva, e desfrute dessas vitaminas a vontade!!!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

09 maio

Como o Treino de Pernas pode influenciar no Desenvolvimento dos seus Braços

Treino de Pernas influência nos BraçosO treino de pernas pode influenciar diretamente do desenvolvimento dos braços. Já vamos entender como!

Nos dias atuais, já compreendemos que o nosso tecido muscular funciona como uma verdadeira glândula. O tecido estimula a liberação de uma série de hormônios anabólicos. Principalmente, IGF-1, MGF, GH e TESTOSTERONA.

Nada é tão fácil quando se fala em hipertrofia. Diferentemente das outras glândulas, o tecido muscular só desempenha o seu papel de glândula quando é exigido com treinamentos. O tipo de treinamento que mais estimula a liberação destes tipos de hormônios são os exercícios com cargas e de alta intensidade, como a musculação.

Assim, fica fácil raciocinar que, quanto MAIOR o MÚSCULO, MAIS INTENSO é o estimulo e liberação desses hormônios. O treino de pernas, pelo grande volume muscular dos membros inferiores, é o treinamento com maior potencial de liberar estes hormônios. Muitos trabalhos provam isso.

O que eu acho mais interessante é um que comparou dois grupos de atletas. O primeiro grupo treinou apenas bíceps por um determinado tempo enquanto o segundo treinou apenas bíceps e pernas. Qual foi o resultado?

O segundo grupo, que efetuou o treino de pernas e bíceps, obteve um desenvolvimento de bíceps maior do que o grupo que treinou apenas o membro. Existem outros pontos que também comparam o aumento de GH, testosterona e IGF-1 no período intra e pós treino. Sendo o treinamento de pernas o que gera um maior aumento.

Você pode até aproveitar para treinar um músculo menor, como as panturrilhas, logo após o treino de pernas. Justamente para aproveitar os altos índices de hormônios anabólicos circulantes após o treino.

Mesmo que você não ligue para pernas finas, só use bermuda e calças e odeie treinar pernas. Se você quer bíceps, glúteos, ombros, tríceps ou qualquer outro grupamento muscular maior, o treinamento de PERNAS pode ser o estímulo que faltava. Eu faço o treino de pernas toda semana sem falta, mesmo que eu não consiga ir treinar todos os dias. Particularmente, ainda quero melhorar bastante esse grupo muscular, então…

 

…não dá pra ter folga do Treino de Pernas!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

08 maio

Lesão no Ombro: Cuidados com possíveis Lesões nas Articulações dos Ombros na Hora da Musculação

lesão no ombro e articulação dos Ombros no treino de MusculaçãoCertamente, muitos de vocês já ouviram falar em exercícios perigosos ou proibidos, capazes de causar uma lesão no ombro, porém, são poucos os artigos que explicam satisfatoriamente quais os mecanismos de sobrecarga ou os riscos envolvidos.

Se juntarmos esta informação à estatística de que entre 22 e 36% dos praticantes de musculação lesionam esta articulação (Keogh, 2006), acabamos por criar um cenário bastante preocupante e que precisa ser discutido com atenção.

Sendo assim, através deste artigo, tentarei explicar como uma lesão no ombro pode ser gerada, em quais exercícios, como evitá-la e o que fazer se já for tarde demais. Boa leitura!

 

Qual o Risco para Ombro?

 

Nosso ombro é formado por uma articulação chamada glenoumeral, que se dá entre a cabeça do úmero (osso do braço) e a cavidade glenoide da escápula. O encaixe ósseo entre essas peças é bem raso, fato delicado, haja vista que, ao mesmo tempo em que gera muita instabilidade, também permite grande diversidade de movimentos.

Um deles é a abdução com rotação externa (ilustrada na imagem),lesão nos ombros que será o carro-chefe da nossa discussão, uma vez que está diretamente envolvida no contexto da lesão do ombro, por vulnerabilizar a glenoumeral, deixando-a apenas sob a ingerência dos ligamentos, excluindo a participação dos músculos na estabilização do movimento, não importando o quão forte a pessoa seja.

Vejamos, a seguir, alguns exercícios onde ela está presente (Gross et al., 1993).

 

Desenvolvimento para Ombros por Trás

 

O problema aqui já começa ao tirar a barra do suporte, criando uma rotação externa brutal. Mesmo que alguém lhe ajude a sacá-la, o problema não seria totalmente resolvido, pois ela continuaria acontecendo durante toda a execução, para evitar que você choque a barra no crânio.

Além disso, a ativação muscular neste movimento está bem longe de ser uma das melhores, perdendo para o desenvolvimento frontal e para a elevação no plano da escápula.

Por fim, ao contrário do que diz a lenda, essa modalidade não enfatiza a porção posterior do deltóide, ficando praticamente TODO o trabalho com as porções anterior e média!

 

Puxada por Trás para Costas

 

Quando o cabo fica muito inclinado, afastado do eixo do sujeito, acaba-se aumentando consideravelmente a rotação externa, que também ocorre ao se pegar a barra bem aberta, descendo-a demasiadamente.

Outro ponto negativo é que a puxada nas costas limita o trabalho de dorsais, uma vez que gera um movimento apenas de adução, sem extensão, o mesmo valendo para a realização da barra fixa nesta modalidade, inclusive no que tange à rotação externa.

Sendo assim, a pergunta que resta é: podemos fazer puxada nas costas? Vamos, necessariamente, causar uma lesão no ombro?

A resposta dependerá de inúmeras variáveis: perfil do aluno, trajetória do cabo do aparelho, postura e cargas adequadas, execução sem rotação externa, objetivos de enfatizar apenas a adução do movimento, etc. Sendo assim, dá para fazer, mas a maioria esmagadora das pessoas colherá maiores benefícios utilizando a puxada pela frente.

 

Pec Deck

 

Aqui o problema não está no exercício em si, mas sim na forma como ele é executado: é comum que as pessoas não utilizem adequadamente os ajustes que a máquina proporciona, como altura do banco, distância de pegada para os braços e amplitude de movimento, sendo este último o mais grave, pois caso o aparelho permita uma amplitude grande, com os braços indo muito para trás, conseguir-se-á gerar uma bela abdução com rotação externa, aumentando a probabilidade de uma lesão no ombro.

Para piorar, este tipo de movimento é incentivado dentro das academias, por conta de uma lenda de que faz bem utilizar uma grande amplitude para “alargar o peito”…

Saiba que isto NÃO EXISTE, por dois motivos: ao aumentar muito a amplitude ao final do movimento, acaba-se alongando demais o músculo e ele perde capacidade de gerar tensão, ou seja, vai trabalhar menos. Além disso, vai abrir espaço para uma lesão no ombro por conta da rotação externa!

 

Pullover

 

Ao mesmo tempo em que o pullover é um ótimo exercício, ele também é perigoso e serve melhor a um grupo específico de indivíduos que, ou tenham excelente técnica, ou naturalmente façam pouca rotação externa durante a adução do movimento.

O músculo peitoral maior possui várias funções, como flexão de ombro, adução horizontal, extensão e rotação medial. Quando ele realiza esta última, a tendência natural é a de que abramos os cotovelos, porém, ao fazermos isto, executamos uma rotação externa, que é proporcionalmente dependente. Somando isto a altas cargas e a um poderoso braço de alavanca criado pelo pullover, o estrago pode ser muito grande, causando uma lesão no ombro, sendo assim, fique ligado e não o utilize se não for capaz.

 

Supino

 

O supino é um excelente exercício e, se bem feito, não tem nada de perigoso e não irá lhe presentear com uma lesão no ombro, porém, a ressalva que faço em relação ao seu uso é que, na hora de retirar e guardar a barra no lugar, você tenha o auxílio de alguém, pois, ao realizarmos estas ações, inevitavelmente, fazemos a abdução com rotação externa e podemos, no longo prazo, abrir espaço para alguma lesão oportunista.

 

Ganhei uma lesão no ombro e agora?

 

Lesões ligamentares, seja na glenoumeral ou não, infelizmente, são um bocado lentas para se curarem, pois ocorrem num tecido de baixo metabolismo, sendo assim, o primeiro passo é parar a atividade e procurar um ortopedista para avaliar o grau do dano.

Se o diagnóstico for de ruptura total, avaliar-se-á a possibilidade de intervenção cirúrgica e, de qualquer maneira, o processo de recuperação será um bocado lento, girando, em média, em torno de 12-18 meses.

Em casos menos graves, com ruptura parcial, a recuperação estará atrelada ao grau de rompimento, podendo a recuperação levar desde semanas, até meses. Este, pessoalmente falando, é o cenário mais delicado, pois, por conta de certa manutenção na integridade do ligamento, a pessoa ainda preservará muitos movimentos, com estabilidade, e, dependendo do grau de teimosia, não irá parar de treinar, insistindo no erro… Moral da história: cedo ou tarde, irá rompê-lo completamente, estendendo uma lesão que poderia se recuperar em 1 mês, para o prazo de 18 meses, por exemplo.

Para encerrar, deixa claro que, sem respeito ao descanso e exame e supervisão médica, de nada adiantará passar pomadas em casa, bolsa de água quente e chupar drops de antiinflamatório, afinal, você só estará insistindo no erro, mascarando o problema.

 

Conclusão

 

No artigo de hoje, vimos que a abdução com rotação externa é um movimento que expõe a articulação glenoumeral a grandes sobrecargas, aumentando as chances de que uma lesão no ombro apareça, sendo assim, devemos tomar algumas precauções de forma a evitar, ou mesmo minimizar, riscos, sobretudo na escolha e execução dos exercícios.

Vimos que o puxador por trás pode ser feito se algumas precauções forem tomadas, porém, a atividade muscular nele é inferior e só serve para enfatizar um movimento de adução.

O pec deck e o supino, por sua vez, apesar de serem exercícios ótimos e seguros, requerem certa atenção durante a execução: no primeiro, a amplitude adequada deve ser respeitada; já no segundo, seria interessante ter alguém lhe auxiliando para retirar e guardar a barra.

O pullover também se mostra um bom exercício, porém, não é uma opção para todas as pessoas, pois, se você não tem boa técnica ou faz muita rotação externa, por abrir demais os cotovelos, estará se expondo desnecessariamente a lesões.

Para fecharmos, o único exercício que realmente não recomendo fazer é o desenvolvimento para ombros por trás, haja vista que o recrutamento muscular é baixo, não enfatiza posterior de deltóides e a rotação externa está sempre presente, ou seja, ele necessariamente expõe sua articulação a riscos totalmente desnecessários.

Ficamos por aqui. Espero que tenham gostado do artigo e que eu tenha acrescentado algum conteúdo de relevância na vida de vocês, sobretudo no quesito “lesão de ombros”. Até a próxima!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

08 maio

Vitaminas Anabólicas: Vitamina de Banana Hiper Proteica

vitamina proteica bananaA correria do dia a dia torna a praticidade algo muito relevante para todos nós. Por esse motivo, uma vitamina que possui um rápido preparo é excelente!

Além de refrescante, a receita é uma ótima fonte de fibras, proteínas, ferro, magnésio, fósforo, zinco, manganês, vitaminas B1 e B5.

Essa receita é uma ótima pedida para quem busca uma refeição rica em proteínas para ingerir durante o dia entre as refeições, ou como um pós-treino para turbinar a quantidade de proteínas em sua dieta, além de recuperar as vitaminas e os sais minerais perdidos no treino.

Como já sabemos, depois de um longo treino é preciso reabastecer – de preferência nos 30 minutos após o término do treino. Para quem tem o foco de Ganhar Massa Muscular, essa é uma vitamina que cumpre muito bem esse papel.

 

INGREDIENTES

  • 1 banana;
  • 30 g de aveia;
  • 20 g de amendoim torrado;
  • 300 ml de leite desnatado;
  • 30 g de Whey Protein sabor chocolate ou baunilha;
  • 5 cubos de gelo (ou quantidade de sua preferência).

 

MODO DE PREPARO

  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata em torno de 1 minuto;
  • Se quiser que a vitamina fique mais fina, basta acrescentar um pouco mais de cubos de gelo ou de leite.

 

Sobre os principais Nutrientes

As fibras solúveis contribuem para o controle das taxas de colesterolBanner Pre Treino HTPro e de açúcar no sangue, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares;

As proteínas fornecem material para a construção e manutenção de todos os nossos órgãos e tecidos;

O ferro é essencial para o transporte de oxigênio e formação de glóbulos vermelhos no sangue;

O magnésio contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico e para o desenvolvimento dos ossos;

O fósforo, possui o papel fundamental na saúde de ossos e auxilia a regeneração de tecidos;

O zinco é fundamental para o sistema de defesas do organismo e para a fabricação do material genético;

O manganês é um mineral que atua junto com diversas enzimas para facilitar os processos metabólicos e tem ação antioxidante;

As vitaminas do complexo B garantem a produção de energia pelo organismo e o bom funcionamento do sistema nervoso e hormonal;

 

Recomendação Dicas de Treino: Para quem está em busca de Ganho de Massa Muscular, é possível adquirir o Combo para Ganho de Massa Muscular pelo site do nosso parceiro HTPro, clique aqui para conferir o KIT!

 

Sirva a Vitamina, e saboreie a vontade!!!

 

Salvar

  • 22.9K
  •  
  •  
  • 5
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

08 maio

Dicas de como se fazer um bom Off Season: Planejamento + Padronização + Alimentação + Pontos fracos

como fazer Off SeasonNeste post, esclareço alguns pontos do conhecido Off Season de acordo com minha visão e experiência.

O termo em inglês “off season” significa algo como “fora de temporada”. No caso de nós atletas, fora de temporada das competições. Trata-se de período no qual o atleta busca melhorar seu físico e busca correções para falhas de acordo com a categoria que irá participar.

Esses ajustes são feitos de acordo com critérios exigidos no fisiculturismo competitivo e pode estar relacionado com a melhora da proporção, simetria e o ganho de massa magra, principal critério que a maioria de nós profissionais buscamos. Logicamente, as variações aparecem de acordo com a necessidade de cada atleta.

Minha intenção não é encerrar de maneira definitiva o tema. O assunto é extremamente complexo. Por isso, separei quatro tópicos (planejamento, padronização, não comer demais, enfatizar pontos fracos no físico) que considero de extrema importância na hora de iniciar um planejamento de off season.

Nos tópicos abaixo, uso o termo “atleta”. Lembre-se que os tópicos não se aplicam somente a atletas de fisiculturismo, mas também a todos os praticantes sérios de musculação que desejam ter um físico agradável,  harmônico e similar ao de atletas competitivos, que são nossas referências.

 

Planejamento

 

Tenha sempre em mente a duração do período de off season. Faça um planejamento de quantas semanas ou meses você irá focar nesse trabalho. Costumo ouvir muitos comentários de pessoas que dizem fazer um “mini off” ou um “offzinho”  para logo entrar em fase de “cutting” (definição muscular).

Meus amigos, ganhos de massa muscular sólidos e reais não são tão rápidos assim. Se você não é um iniciante, quanto mais avançado o seu nível mais difícil será o ganho de massa muscular. Você deve estabelecer um prazo no mínimo razoável para que seu corpo possa responder de maneira efetiva todas as novas adaptações em relação aos treinos e dieta.

Caso contrário, você provavelmente irá se frustrar logo nas primeiras semanas. Você deve enfatizar o ganho de massa magra e não confundi-lo com aumento de peso, devido à retenção hídrica – que é um aumento e peso ilusório e bem fácil de se obter. Se você é um iniciante ou intermediário, recomendo que consulte alguém com experiência necessária para avalia-lo de maneira coerente, com um olhar clínico.

Atletas experientes procuram consultar os outros, pois nem todas as pessoas possuem uma autocrítica sensata. Algumas pessoas podem acreditar que estão muito melhor do que realmente estão enquanto outros poderão achar que estão bem piores, mas na verdade não.

 

Padronização

 

A padronização a que me refiro se refere a consistência. Vocês podem perguntar, se tiverem a oportunidade de ter uma conversa com algum atleta sério, que tenha conquistado títulos relevantes no fisiculturismo. Eu garanto a vocês que a resposta será unânime, só é possível melhorar seu físico de maneira expressiva e duradoura se tiver consistência, algo que está ligado a padronização.

A dieta deve ser padronizada da mesma forma como é padronizada no período de pré competição. É muito comum ver atletas perderem totalmente o foco em períodos de off season. Principalmente, em relação com a dieta quando seguem um plano corretamente até certo ponto e em outros dias fazem a distribuição dos macronutrientes completamente diferente;

Isto causa um desequilíbrio na dieta que se reflete na queda dos treinamentos e do físico. Uma boa padronização leva a constância necessária para a evolução. Eu garanto que a intensidade dos treinos serão constantes e progressivas. Sendo assim, o progresso será contínuo de acordo com as condições e dedicação de cada pessoa.

 

A importância da Padronização

 

A padronização também é importante para quando forem feitos ajustes na dieta. Se você sabe exatamente o que está fazendo, ficará muito mais fácil seu nutricionista ou treinador realizar ajustes mais efetivos, pois terá um ótimo ponto de partida pra iniciar seu trabalho.

É importante enfatizar que não estou dizendo que o atleta deva se restringir a batata doce e frango o ano inteiro. Não é isso. A dieta deve ser planejada de acordo com o objetivo e calculada por critérios individuais. De preferência, por um nutricionista profissional ou um bom treinador de fisiculturismo que ajuste SEMPRE a dieta com as mudanças no  seu físico. Por exemplo, a dieta que você faz hoje pesando 75 kg será diferente de quando você tiver 80 ou 85kg. Trata-se de outro corpo e outras necessidades de nutrientes.

Também acredito que o período de off season é muito eficaz para que você possa inserir refeições ou refeições livres de maneira planejada. Dependendo do caso, um dia livre para comer o que tiver vontade na quantidade que quiser em um plano inteligente e estratégico. De feita de forma planejada, irá trazer benefícios tanto na parte psicológica e até mesmo ao físico do atleta.

 

Não comer demais

 

Um atleta sério quer se parecer como um atleta durante o ano todo. Ainda mais, hoje em dia, com a valorização e a maior exposição do esporte. É importante que o atleta apresente um bom visual para eventuais fotos e presenças em eventos. Ainda mais se ele busca obter patrocinadores.

No Brasil, há muitos anos atrás, se ouvia muito sobre um espécie de período de “engorda”. Cansei de ouvir coisas do tipo: “primeiro você tem que engordar, ai depois você seca” ou até mesmo “se você não engordar primeiro, você nunca vai crescer”. Esta é clássica.  No off, você precisa comer muito e isso significa, na minha visão, algo muito vago e relativo. Até possui um fundo de verdade, mas pode confundir a cabeça dos menos experientes. A expressão correta seria: no off season, você irá comer para estimular o crescimento e estimular o aumento de massa muscular magra.

Obviamente, pelas maiores quantidades de calorias, principalmente de carboidratos com carga glicêmica ou índices glicêmicos baixos (supondo que você coma limpo a maior parte do tempo), haverá uma maior retenção de líquidos em algumas pessoas, por fatores genéticos. Em alguns casos, o ganho de gordura também será inevitável. Eu digo ALGUNS. É importante citar que você deve estar atento ao que é gordura e o que é apenas retenção hídrica. Vou dar um pequeno exemplo abaixo:

Não estou querendo comparar ninguém a atletas profissionais da elite do fisiculturismo. No entanto, você pode notar em algumas semanas, após o termino da temporada de pré competição, um aumento grande na retenção de líquidos. Muitos atletas da elite apresentam aquele rosto bem inchado e até mesmo em poses (apresentações especiais em eventos). Apresentam um físico bem diferente quando comparado com o de semanas anteriores.

 

Percentual de Gordura

 

Nas vésperas das competições mais importantes, os atletas de elite da atualidade mantém sempre o percentual de gordura bem baixo o ano inteiro, devido a qualidade e quantidade de recursos utilizados. Seus treinadores compreendem a importância de manter o percentual de gordura controlado no off season. No caso deles, esse controle é muito mais acentuado. O que temos ali é apenas retenção de líquidos. Quando a pele está fina e contraírem seus abdominais, provavelmente, você verá os six packs (seis gomos) presentes, mesmo com retenção hídrica acentuada. Aquilo não é gordura.

Vejo muitos atletas que buscam copiar a forma de comer dos atletas profissionais de elite ou atletas amadores tops, como Lee Priest, Juan Diesel Morel, Jay Cutler. Há cópias de refeições livres extremamente carregadas e refeições limpas em quantidades enormes. Um atleta comum de nível mais baixo ou que ainda não está no nível desses atletas irá, com certeza, engordar muito com esse tipo de parâmetro. Ele não está fazendo o uso nem de 10% dos recursos que muitos desses profissionais ou amadores fazem. Assim como provavelmente estão muito longe de ter a massa muscular REAL que esses atletas profissionais carregam.

Portanto, você deve respeitar a sua individualidade, massa magra, idade, seu tipo de metabolismo, físico, tipo de trabalho que você realiza profissionalmente, seu nível de treinamento e recursos utilizados.

 

Enfatizar pontos fracos

 

Este é o principal motivo para que você esteja fazendo o off season.

Você deve de maneira honesta se auto avaliar e, se possível, pedir ajuda de algum atleta ou treinador com boa experiência na área para avaliar seu físico.

Com base nessa análise de pontos fracos, seu programa de treinamento deverá ser montado. Um atleta sério, muitas vezes, terá que fazer alguns exercícios ou enfatizar treinos que não gosta muito para obter uma melhora em seu físico. As partes que estão boas devem continuar a serem treinadas. Já os pontos fracos precisam sempre ganhar prioridade e a atenção redobrada. Isto para que esse período de off season não cause assimetrias e desproporções cada vez maiores no seu físico.

Um atleta que procura melhorias deve treinar de acordo com a sua necessidade e não da maneira que mais lhe agrada. Garanto que até mesmo esses grupos musculares de difícil desenvolvimento, quando começarem a responder de maneira positiva, farão você tomar gosto por exercícios que anteriormente não gostava. Já que bons resultados são muito animadores e motivadores.

Espero que eu possa ter ajudado vocês com essas dicas. Se quiserem saber de mais alguns temas relacionados ao assunto, entre em contato com o site. Abraços e continuem firmes nos treinamentos…

 

…e um bom off season para todos vocês!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

05 maio

Fatores que ajudam a prevenir e tratar as celulites

Fatores que ajudam a Prevenir e Tratar as CelulitesAs temíveis celulites, tormento de muitas mulheres, é o assunto de hoje. As celulites são alterações que deixam a pele com a aparência de casca de laranja, pois formam furos profundos ou superficiais. Aparecem nas regiões do abdômen, parte de trás dos braços, pernas e glúteos geralmente. Vou fazer um resumo para ajudar vocês a conseguirem se livrar ou pelo menos preveni-las.

A celulite nada mais é que um acúmulo de gordura sobre a pele. Quanto mais velha a pele fica, há uma maior tendência de seu aparecimento. Isso acontece porque, com a idade, perdemos a elasticidade da pele pela diminuição do colágeno.

Jovens também podem ser vitimas por maus hábitos alimentares e o sedentarismo: dois fatores que causam o acumulo de gordura. Quase 90% das mulheres possuem celulites enquanto homens sofrem menos deste mal. No entanto, ninguém está livre das celulites.

É possível prevenir ou tratar? Sim, confira…

 

Fatores que influenciam na prevenção de celulites

 

01 – Evitar açúcar e sal refinado;
02 – Evitar anti anticoncepcionais orais;
03 – Evitar farináceos;
04 – Evitar filtro solar (usar filtro soltar bloqueia sua absorção de Vitamina D3 e ainda gera celulites)
05 – Evitar café em excesso;
06 – Evitar refrigerantes e bebidas gaseificadas;
07 – Evitar sedentarismo;
08 – Evitar hábitos alimentares errôneos.

 

Para combater ou amenizar meu quadro atual

 

01 – Consumir frutas vermelhas e cítricas;
02 – Consumir cacau, linhaça, chia e aveia;
03 – Consumir chás como o verde, espinheira santa e carqueja;
04 – Massagem, drenagem linfática e carboxterapia;
05 – Tratamento estético com ventosas e eletroestimulação;
06 – Modulação hormonal (deixar níveis de testosterona sempre bons);
07 – Verificar também os níveis de GH e cortisol, ajusta-los se for preciso;
08 – Beber muita água;
09 – Tomar banho de sol pelo menos 20 minutos ao dia
10 – Praticar atividades físicas (de preferência, esportes de força como a musculação).

 

Fatores que causam as celulites

 

01 – Genética – herança que já vem da mamãe e vovó;
02 – Alterações hormonais – São as principais causas das celulites. O estrógeno e a progesterona favorecem a retenção hídrica e prejudicam a circulação. Como esses dois hormônios são predominantes femininos, as mulher tem chances de ter celulites. Homens possuem testosterona em alta escala e, por isso, raramente são vitimas desse tormento.

Por esse motivo, o uso em menor escala de testosterona no sistema de reposição é indicado às mulheres. Procure um endocrinologista e um nutrólogo para compreender melhor sobre o assunti. Tratamentos estéticos, alimentação correta, treino com pesos e uso hormonal não deixam as celulites com ampla escala. Reparem nas atletas fitness.

Em outra oportunidade, me aprofundo mais no assunto. Um grande abraço!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.

04 maio

Construindo um Corpo Trincado (Treino para Secar)

Corpo Trincado Treino para SecarComo obtivemos muito sucesso com o Tema para Ganho de Massa “Construindo um Corpo de Aço”, estamos trazendo agora uma rotina para Construir um Corpo Trincado ou seja um Treino para Secar. O foco é dar aquele brilho após toda a fase de ganho, afinal não tem nada melhor do que desfrutar de um belo Corpo Esculpido.

O mais importante aqui, além de um treino especifico para esse objetivo, é incluir os trabalhos de cardio (aeróbicos) e uma alimentação voltada para o mesmo objetivo. Devo salientar que para reduzir gordura e expor os músculos é muito importante ter uma alimentação adequada para seu objetivo, porque de nada adianta se matar na academia fazendo o treino mais top do mundo sendo que a sua alimentação não vai contribuir com os resultados.

Então fica aqui o aviso: Se quer resultados, além do treino, descanse e se alimente de forma adequada.

 

Organização no Treino

 

Para o pessoal que seguiu o programa de Construir um Corpo de Aço, vamos agora após 9 semanas dar inicio com o Treino para Secar e Construir um Corpo Trincado .

Vamos trabalhar com 2 treinos em uma organização de aumento de gasto calórico e uma e manutenção da massa muscular, para quem cuidar da alimentação e do sono manter esse físico massudo e trincar com essa estrutura de 60 dias.

Abaixo possui a lista contendo o treino para cada grupo muscular que será aplicado na Organização:

Construindo OMBROS Trincados…
Construindo PEITORAIS Trincados…
Construindo TRÍCEPS Trincados…
Construindo COSTAS Trincadas…
Construindo BÍCEPS Trincados…
Construindo ABDÔMEN Trincado…
Construindo GLÚTEOS Trincados…
Construindo PERNAS Trincadas…

 

Vou trabalhar com 2 linhas para que vocês se organizem e vejam qual o seu corpo responde melhor, afinal nem tudo que é bom para você é bom para os outros.

 

ESTRUTURA 1

  • PEITO + BÍCEPS + TRICEPS
  • PERNAS + COSTAS + OMBRO
  • ABDÔMEN + GLÚTEO

 

ESTRUTURA 2

Com as planilhas de treino na mão você realiza um circuito:

  1. No treino 1 realiza o primeiro exercício de cada grupo muscular;
  2. No treino 2 realiza o segundo exercício de cada grupo muscular.

Assim sucessivamente até reiniciar os treinos.

 

Aeróbico

 

Como estamos sempre nessa vida agitada e alguns com pouco tempo, ou outros que tem seu treinador e que trabalham com tempo de 60 minutos, programei dois treinos cárdio onde um irá completar esses 60 minutos, e o outro, estica um pouco mais.

Treino para complementar os 60 minutos:

  • Realizamos o treino de pesos e vamos para o cardio em aparelho (esteira, bike ou elíptico) até completar 60 minutos de treino.

Treino para quem possui mais tempo:

  • Realizar um trabalho de no mínimo 30 minutos, intercalando entre esteira, bike, elíptico. Exemplo: 10 minutos em cada aparelho.

 

Esse é um treino intenso que vai exigir uma musculatura madura,Banner Pre Treino HTPro peça ajuda ao seu professor para evitar lesões ou para adaptar da melhor forma a sua necessidade.

Seguindo este roteiro de treino de forma regrada com a supervisão do seu treinador, com certeza os resultados serão visíveis em algumas semanas.

É importante lembrar que a suplementação precisa ser adequada ao objetivo especifico que é Manter a Massa Magra e Reduzir o percentual de Gordura, aliando a orientação de um nutricionista para equilibrar a alimentação.

E por último, mas não menos importante, o descanso noturno adequado é fundamental para recuperação dos músculos nesse período.

 

E agora, bora usar esse Treino para Secar!

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sempre que for iniciar uma rotina de treinamento, consulte um Educador Físico. Sempre que for fazer uso de suplementos alimentares, procure a recomendação de um Nutricionista.

Todo o post publicado possui autorização expressa do autor. Não é autorizada a cópia total ou parcial de nenhum conteúdo disponível no site.