09 out

Musculação para reabilitação, verdade ou mito?

A atividade física hoje em dia, tem sido preconizada como estimuladora e reabilitadora de vários distúrbios musculoesqueléticos. O uso da musculação como método de fortalecimento, vem sendo utilizado por fisioterapeutas como certo êxito, pois estimula as estruturas musculares a desenvolver força e resistência, gerando funcionalidade nos pacientes (SILVA, et al, 2007).

O uso de exercícios resistidos tem sido preconizado como facilitador e gerador de benefícios, não encontrados em atividades aeróbicas, segundo Campos et. al (2009). Enquanto exercícios aeróbicos ajudam na prevenção de doenças crônicas, tais como doenças cardiovasculares, o treinamento de força, por acrescentar um bom tônus muscular, vem sendo o primeiro método de intervenção para melhor manter a independência funcional. Alguns parâmetros para prescrição de exercícios contra resistência têm sido estabelecidos, devido à crescente demanda pelos bons resultados.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Alguns parâmetros de aptidão e saúde apresentam incremento em seus valores de medida, em função da atividade resistida, entre eles massa óssea, massa muscular, taxa metabólica, gasto calórico, força, potência, resistência, entre outros (LUSTOSA et al, 2007; SAMELA et al, 2001).

Os principais objetivos da prescrição de exercícios são: profilaxia, tratamento e reabilitação de doença e deformidades, promoção de aptidão para as atividades da vida diária, para o trabalho, para o lazer, além do estimulo à estética corporal e ao bem estar psicológico (CAMPOS, et al, 2009).

Segundo Lucas Caseri, et al (2008), para pessoas com diferentes tipos de comprometimentos ósseos, musculares e articulares, como no caso de dores referidas ou irradiadas da coluna vertebral, os exercícios resistidos (ER) tem sido utilizados e recomendados como atividade segura e eficaz, para melhoria da capacidade funcional e aptidão física. É extremamente fundamental, o conhecimento de todos os aspectos benéficos da prática resistida, pois, apesar de ainda discreta, essa prática tem tudo para se tornar essencial, e se torna mais uma das especialidades de academias de todo o país.

 

Referências Bibliográficas

RAFAEL, Leonardo Medeiros; COSTA, Vera Marcia Lopes da; CHIAPETA, Andrês Valente. Aplicação de musculação terapêutica no ganho de força muscular e amplitude de movimento de mmss em paciente com discopatia degenerativa submetida à técnica de artrodese cervical: estudo de caso.

 

Salvar






DICAS RELACIONADAS


Um comentário em “Musculação para reabilitação, verdade ou mito?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.