Como é feito o Ciclo de Trembolona? (Prós e Contras)

Como é feito o Ciclo de Trembolona?

A Trembolona, saiba que este anabólico é de uso veterinário, mais especificamente para engorda de gado de corte no pré abate.

A substância comercializada inicialmente pelo nome de Finajet (trembolona acetato), está no mercado há mais de 40 anos.

Estamos falando de um anabólico de fato, poderoso, que brilha para ganhos de massa, graças a sua relevância sobre a testosterona, com poder de ação de até 5 vezes superior a ela.

Vale aqui uma breve distinção entre as versões acetato e enantato de Trembolona. Que nada mais é, que a diferenciação entre os ésteres os quais influenciam para a meia-vida da substância no organismo.

Enfim, a Trembo é uma substância ilícita para desportistas, embora esteja sendo usada para fins estéticos e aumento de performance desde 1990.

É uma droga usada em ciclagens, normalmente com coadjuvantes e que os usuários dizem “não ser para inexperientes” devido aos colaterais.

Enfim, vamos falar neste artigo, sobre o ciclo de Trembolona, além disso, pontuar suas vantagens e desvantagens.

 

O que é um ciclo de Trembolona?

 

Ciclos de esteroides, ou mesmo outras substâncias consumidas em ciclos, representam a quantidade de dias em que a substância será injetada, consumida via oral ou por  aplicações tópicas.

Não há uma regra sobre quantidade de dias ideais para um ciclo, afinal, todas as substâncias têm suas particularidades.

Generalizando, usuários de esteroides anabolizantes esperam mudanças durante os ciclos. São mudanças físicas, as quais envolvem, ganho de massa, aumento da forma, queima de gordura, entre outras.

É assim também que a Trembolona se comporta, porém, em animais. Ou seja, sua propriedade anabólica, acontece porque a droga tem condições de captar íons que influenciam positivamente na síntese proteica.

Em contrapartida, é uma substância que interrompe processos catabólicos nos músculos.

Além disso, ela se destaca em outras situações como retenção de nitrogênio no músculo, ajuda muito na recuperação, age como queimador de gordura entre outras coisas.

Justamente por isso, o ciclo de Trembolona normalmente tem adesão de pessoas que desejam esteroides para as duas fases: cutting e bulking.

Entenda sobre o que é Bulking na musculação, neste artigo:

Bulking na Musculação: O que é o Bulking, como funciona e como fazer?

 

Para que serve a Trembolona?

 

Literalmente é um anabólico injetável para gado de corte com efeitos de crescimento de massa pronunciável.

Ela foi criada com intuito de parear em resultados com a Nandrolona. Foi usada em humanos até 1997, com o nome de Parabolan, quando servia para tratar pessoas anêmicas e com perda de massa corporal, típico em situações clínicas severas.

No entanto, seu uso foi descontinuado, e até hoje é uma droga controlada com certo rigor até mesmo para uso veterinário, e definitivamente proibida para uso em humanos na maioria dos países.

Pessoas que costumam usar esse anabólico, dizem experimentar efeitos androgênicos únicos.

Entre esses efeitos está a maximização do tempo para recuperação de músculos após treinos de força.

Lembrando que é uma droga forte, com efeitos adversos graves e gravíssimos, portanto, usuários não recomendam para iniciantes, os quais poderiam se beneficiar muito mais com a Oxandrolona, por exemplo.

Quer saber mais sobre a Oxandrolona? Leia:

Oxandrolona – Ciclo, Colaterais e Como Tomar

 

Tudo sobre Trembolona

 

(Por Leandro Twin – Via Youtube )

 

Como é feito o ciclo de Trembolona?

 

Com base em experiências, relatos de usuários e ainda considerando as duas ofertas de Trembolona, ou seja, enantato e acetato, podemos dizer que há diferentes ciclos com este esteroide.

Porque o enantato é menos concentrado, tem uma meia vida longa e pode se manifestar no corpo em até uma semana após aplicado.

Enquanto isso, o acetato de Trembolona é mais concentrado e  tem uma meia vida mais curta, que normalmente alcança 48 horas após aplicação.

Essas diferenças são consideradas nos ciclos, pois podem se  manifestar no organismo e influenciar nos resultados com ganhos (versus) efeitos colaterais em determinado tempo de uso.

Em síntese, o enantato, por permanecer mais tempo no organismo, mesmo após interrupção das injeções, continuará prevalecendo e trazendo efeitos colaterais. Já o acetato, após interrupção do ciclo, desacelera esses efeitos.

Assim sendo, é comum um ciclo de Trembolona acetato de no mínimo 4 e estendido até 8 semanas. E para a Trembolona enantato, é de praxe ciclos que variam entre 8 e 12 semanas.

Leia Também:

Lista dos Top 10 Anabolizantes para Secar (emagrecer)
Lista dos Top 10 Anabolizantes para Ganhar Massa Muscular

Em relação às quantidades, as doses injetáveis são normalmente fracionadas e podem variar entre 50 mg iniciais até 100 mg no formato acetato e entre 300 mg e 700 mg no caso do enantato.

Há ainda outros protocolos para fins específicos, como, por exemplo, ganho de massa que pode ser contemplado com ciclos de 50/100 mg/dia, ou para definição com dosagem diária de 100/200 mg/dia.

Enfim, a ideia central aqui é deixar claro que um ciclo com Trembolona tem diferentes finalidades e somente um expert na área, mesmo se comprometendo, poderia indicar uma ciclagem ideal conforme as expectativas do usuário.

 

Prós da Trembolona

 

O ganho em músculos (livres de gordura) é certamente uma das razões para que muitos usuários persistem na Trembolona.

Entretanto, ainda podemos pontuar outros efeitos considerados positivos com esse anabólico. Por exemplo:

 

#1 – IGF-1 em Maior Proporção

O IGF-1 é um dos hormônios mais proeminentes no quesito desenvolvimento de músculos.

Além disso, contribui para reduzir a quantidade de glicose circulante, maximiza a síntese proteica e modifica a oxidação de gordura corporal.

Tudo isso contribui para mais disponibilidade de força energia e um metabolismo acelerado, portanto, ajuda no emagrecimento.

 

#2 – Tem influência sobre a Vasodilatação

O ciclo de Trembolona privilegia a vasodilatação, assim sendo, ajuda a facilitar o envio de nutrientes pela corrente sanguínea diretamente aos músculos.

Igualmente o transporte de nitrogênio é melhorado, desta maneira, as veias ficam com aquela aparência de dilatadas, um dos principais desejos de fisiculturistas.

 

#3 – Ajuda a Eliminar Gordura

De fato, a lipólise acontece com a Trembolona e isso se deve a sua potência superior em até 5 vezes à testosterona.

Além desses 3 importantes benefícios, podemos relacionar ainda:

    • Não aromatiza;
    • Evita a retenção de líquido;
    • Maximiza o tempo do nitrogênio no músculo;
    • Retarda a fadiga durante os treinos.

 

Contras da Trembolona

 

O ciclo de Trembolona pode ser altamente agressivo ao organismo de inexperientes em anabólicos esteroides, e de certa forma, compromete a saúde de todos os usuários.

A lista de colaterais é extensa para a Trembolona e os problemas são de ordem sexual, hepática, neurológica e outros. Podemos citar então:

 

#1 – Aumento súbito da Pressão Arterial

De fato, o aumento da pressão arterial, levando a hipertensão, inclusive, é um problema recorrente da Trembolona e pode se tornar muito grave.

 

#2 – Modificações na Estrutura Lipídica

Há duas influências negativas da  Trembolona sobre o sistema lipídico. A primeira é que a substância reduz o colesterol HDL (bom), em contrapartida, faz aumentar os níveis do colesterol LDL.

Essas influências causam desequilíbrios no organismo, portanto, criam um campo fértil para vários problemas, como maior chance de infartos, AVC, e outros.

 

#3 – Problemas Neurológicos

São várias as maneiras que a Trembolona pode afetar o sistema neurológico dos usuários.

Desde problemas não tão graves como insônia e instabilidade no humor, até graves como agressividade  e depressão são comuns para quem usa a Trembolona.

Além desses, é comum efeitos adversos com o ciclo de Trembolona como:

    • Ginecomastia (mesmo não aromatizando)
    • Queda de cabelo;
    • Desenvolvimento de acne;
    • Tosse atípica;
    • Supressão na secreção das testosterona e as decorrências disso, como, atrofia muscular, perda de libido, diminuição da produção de espermatozoides;
    • Problemas renais.

Enfim, vimos aqui o que é um ciclo de Trembolona, como é normalmente realizado, e dosagens comuns para cada categoria de ciclo.

Além disso, pontuamos os prós e contras no uso da Trembolona em humanos, lembrando que este esteroide é primordialmente para ser utilizado em animais.

Para concluir, se este texto ajudou você de alguma maneira, compartilhe e é claro envie seus questionamentos abaixo para debate.

Leia Também:

Lista dos Top 10 Anabolizantes para Secar (emagrecer)
Lista dos Top 10 Anabolizantes para Ganhar Massa Muscular

 

Referências

ALMEIDA, F. Esteroides anabolizantes: benefícios ou malefícios? Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício 9(2):130-33. abr/jun; 2010.

BIANCO, A. C.; RABELO, R. Introdução à fisiologia endócrina. In: Aires MM. Fisiologia. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1999. cap. 65, p.741-65.

HOFFHMAN, J. R.; RATAMESS, N. A. Problemas médicos associados ao uso de esteróides anabolizantes: eles são exagerados?Revista de Ciência e Medicina do Esporte, v. 5, n. 2, p. 182-93, 2006.

 

Barra Crisp Growt Chamada Grupo Whats

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui