Jovem morre por usar medicamentos para perder peso após gravidez

Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth

Lucero Priscila Garza CamposApós ganhar mais peso durante a gravidez, uma jovem mexicana morreu após tomar remédios para emagrecer sem acompanhamento médico. Com 24 anos, Lucero Priscila Garza Campos entrou em coma após o uso dos medicamentos. Ela ficou hospitalizada por seis dias, em Monterrei, e não resistiu mesmo após uma série de tratamentos intensos.

Pelas informações do portal mexicano “El Universal”, Lucero ficou internada após começar a sentir dificuldades para respirar e fortes dores de cabeça. De acordo com sua família em depoimentos à mídia, ela se automedicava há um mês justamente por ter ganho mais peso durante a gravidez.

Remédios para Emagrecer Avitia Cobrax Lucero GarzaA causa da morte seria a decorrência de uma inflamação no cérebro. De acordo com o diagnóstico divulgado, a complicação teria acontecido por conta do “Avitia Cobrax”. Trata-se de um produto que se apresenta com base de ingredientes naturais e geralmente é vendido pela Internet.

 

Avitia Cobrax

 

O produto pode ser adquirido de 1000 a 1500 pesos. No México, é um dos medicamentos para emagrecer proibidos. Por ser vendido pelas redes sociais, o produto pode ter procedências nem sempre confiáveis, pois não há um regulamento que o fiscalize.

Já no Brasil, recentemente houve a aprovação do projeto de lei que libera a produção e comercialização de alguns remédios para emagrecer. No caso, produtos como sibutramina, anfepramona, femproporex e mazindol. Avitia Cobrax não faz parte da lista e continua proibida no país.


 

Remédios para emagrecer?

Em 2011, esses remédios para emagrecer era proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O projeto ainda aguarda a sanção do presidente Michel Temer. Sobre as substâncias contidas nos remédios para emagrecer, há uma grande debate em relação a seus efeitos. São fármacos anorexígenos sintetizados responsáveis pela perda de apetite. Além disso, podem causar dependência química.

 

Efeitos de alguns Remédios para Emagrecer

 

Sibutramina: Vendidas em cápsulas, o medicamento pode causar dores de cabeça, prisão de ventre, secura da boca, dor de estômago, aumento da pressão arterial, insônia, náuseas, tonturas e o aumento do batimento cardíaco;

Anfepramona: De acordo com especialistas, o uso do medicamento pode reduzir entre 9,7 a 17,5 quilos em pacientes, no período de 84 dias. O remédio para emagrecer, no entanto, traz efeitos colaterais como boca seca, insônia causada por pesadelos, depressão e irritabilidade;

Femproporex: O remédio para emagrecer se origina de uma anfetamina, que atinge o sistema nervoso central. Seus efeitos colaterais são tonteiras, suor excessivo (sudorese), taquicardia e a perda do sono;

Mazindol: Seus efeitos colaterais são boca seca ou gosto desagradável na boca, depressão, diarreia, insônia ou sonolência excessiva, náusea, nervosismo ou inquietação.

Esses são alguns dos remédios utilizados para o tratamento de obesidades mais severas. A autorização de projeto de lei brasileiro facilita a comercialização de mais remédios para emagrecer. Por isso, consumidores ou pessoas que buscam perder peso devem procurar conhecer as consequência desses produtos.

Leia também:

Venda de Sibutramina e outros Inibidores de Apetite é liberada

Para quem quer perder peso esteticamente, recomenda-se a prática de atividades físicas e uma dieta balanceada. Quando o objetivo é manter a saúde em dia, a conversa com nutricionistas profissionais também pode ser um boa opção. O uso de remédios para emagrecer deve sempre ser indicado por médicos. Após um processo de diagnóstico, que varia a cada paciente, você conhecerá os métodos recomendados para emagrecer.

 

Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui