24 ago

GH para Perda de Peso (benefícios e cuidados)

GH para Perda de Peso: Benefícios do hormônio e Cuidados

Para quem deseja, preza ou é forçado a buscar boa forma, recursos inusitados como exemplo utilizar GH para perda de peso é uma estratégia que pode dar muito certo.

O uso de GH para prover emagrecimento é um assunto com muitas controvérsias, apoiadores, inclusive médicos, garantem que não há grandes riscos no uso, desde que exista acompanhamento clínico, de outro lado estão aqueles que repungiam o uso, argumentando que a lista de colaterais não compensa expor a pessoa.

A Nature International Jornal of Sience, importante revista, na sua página sobre endocrinologia, disponibiliza vários artigos científicos referente a influência do GH (hormônio do crescimento) sobre funções biológicas em humanos.

Entre essas, algumas referem-se ao uso do GH como forma de tratar obesidade, vistas que as consequências negativas desta, são maiores que os próprios riscos de usar o hormônio.

Ensaios científicos e clínicos demonstraram que a concomitância do GH com IgF1 (Fator de crescimento Insulina-1), exercem efeitos significantes para reduzir gorduras, em especial viscerais e abdominais.

Passados quase 50 anos dos primeiros experimentos sobre utilizar o growth hormone (GH) para perder peso, hoje, ele é um dos assuntos mais discutidos na comunidade média e científica, e obviamente no mundo fitness.

Será o GH para perda de peso um modismo? Quais seriam os benefícios de usá-lo? Todos podemos consumir?

Essas são indagações, que como dissemos, pessoas que prezam por um corpo atraente, ou mesmo aqueles que se veem forçados a emagrecer e assim evitar uma dezena de doenças precisam de resposta.

Neste artigo a intenção é responde-las. Leia na íntegra!

 

GH para Perda de Peso, mas o que é GH

 

GH é um hormônio também chamado de somatotrofina, ou ST – somatotropina, que tem essencialmente na sua formação proteína, peptídeos, cuja função mais conhecida é promover o crescimento em especial na puberdade.

Mas, quando o Dr. Daniel Rudman, nutricionista e endocrinologista e um dos idealizadores da fórmula sintética do hormônio, iniciou os experimentos em voluntários, acreditava piamente que estava de frente com a possibilidade de rejuvenescer aqueles que sentiam a fadiga da idade e o infortúnio da doença.

Talvez você nunca ouviu falar do impacto que o filme épico Cocoon ocasionou para este público afoito por “uma nova oportunidade” de se sentir jovem, e talvez tenha sido ele o fruto da inspiração iniciada por Daniel Rudman.

Um, entre vários estudos liderados por ele, mostrou que injeções de GH aplicadas em homens maduros (60 e 80 anos) durante seis meses, resultaram em mudanças fisiológicas internas e externas gigantes, com patamar semelhante a 20 anos ou mais de decréscimos na idade cronológica.

Continuadamente pesquisas foram e estão sendo feitas sobre a somatotrofina, inclusive o quanto o GH para perda de peso pode se tornar um aliado na vida de quem luta contra a balança.

Sim, o hormônio do crescimento age sobre diversas funções orgânicas e medicamentos a base deste, impreterivelmente, são usados para tratar doenças.

É usado com afinco por bodybuilders pois combina naturalmente potencial esteroide que leva ao anabolismo, além de melhorar a vascularização.

Além disso, serve para: reparar e regenerar células; melhora a libido; ajuda a crescer massa e distrofia músculos.

 

Benefícios do GH para perda de peso e outros

 

A fabricação humana de Gh ocorre na hipófise (glândula minúscula localizada no cérebro). O controle de produção é de responsabilidade das células somatotrofinas, enquanto que o hipotálamo tem a responsabilidade de libera-lo.

Os principais estudos sugerem que durante um dia – porções de GH são liberadas na proporção de acordo com a fisiologia da pessoa. Jovens liberam quase 50% a mais que outros grupos.

Sabe-se ainda que em apenas um dia, em mais de 10 momentos quantidades são liberadas, entretanto é durante a noite que o pico de secreção se manifesta.

Infelizmente, bem cedo (por volta dos 50 anos) quedas na produção e secreção de GH são perceptíveis e é neste momento que fórmulas sintéticas se tornam supremas em expectativa.

Contudo, homens e mulheres ainda jovens recorrem ao GH para emagrecer, modificar o corpo e ganhar mais qualidade de vida. Isso acontece graças aos benefícios, como veremos:

  • Melhoras no sono: Níveis adequados de GH evitam que a pessoa desperte muitas vezes ou que não alcance o sono reparador REM;
  • Músculos mais fortes e densos: Que permanecem por mais tempo evitando a degradação do físico;
  • Manter a densidade óssea;
  • Amadurecimento de células musculares;
  • Melhorias no humor e mais energia;
  • Ampliação de processos cognitivos;
  • Transforma gorduras em energia: Fundamental para manter o peso sob controle e evitar o catabolismo;
  • É essencial para que a síntese proteica ocorra: Imprescindível para recuperar músculos e construir massa.

Contudo, não podemos deixar de mencionar o quão valioso é para tratar enfermidades de crianças com problemas decorrentes da falta genética ou adquirida, como Síndrome de Prader-Willi, Síndrome de Noonan e nanismo.

 

Efeitos colaterais do GH

 

GH para perda de peso é sim viável, mas, mesmo existindo esse elemento naturalmente no organismo, a reposição sintética também oferece riscos.

Podendo ser usado por homens, mulheres, crianças e idosos com as respectivas recomendações, não há isenção de consequências e danos.

Efeitos colaterais sutis, até complicações gravíssimas podem surgir, como exemplo:

  • Retenção hibrida o que leva ao inchaço;
  • Sensação de que ganhou mais peso;
  • Dor muscular;
  • Articulações doloridas;
  • Formigamentos nas mãos e pés;
  • Dor de cabeça;
  • Vômitos;
  • Alteração na visão;
  • Hipertensão intracraniana.

Na versão injetável o local pode ser acometido por vermelhidão e muita dor.

 

A importância do GH para Perda de Peso

 

A chegada do clone do hormônio do crescimento humano, então denominado sintético, foi consolidado no ano de 1983.

Neste momento, quando o evento chamado de The Orphan Drug Act – lei que favoreceu pesquisas, uso de recursos e medicamentos chamados órfãos – passou a favorecer o uso de drogas diferentes para tratar patologias atípicas e raras.

Uma dessas substâncias era o hormônio de crescimento devidamente manipulado e transformado em remédio.

GH para perda de peso é eminente a forma que metaboliza a glicose, gordura e proteínas. Em casos de pessoas obesas (que apresentam GH baixo naturalmente) são tratados com terapia para reposição e se mostram como reguladoras da insulina e assim auxiliam para que a glicose fique normal no organismo.

Da mesma forma, o metabolismo de proteínas também depende da regularização da insulina que em contrapartida depende de níveis ideais de GH.

Já a degradação de lipídios também é um problema severo em pessoas com sobrepeso e ocorre devido ao déficit do hormônio do crescimento.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Leia também:

GH: O que é, para que serve, benefícios, função, como tomar

Como aumentar GH (Hormônio do Crescimento) naturalmente?

O que é a Trembolona, para que serve, benefício, como tomar

Dieta para aumento de Testosterona + Suplementação Adequada

Serotonina: o que é, para que serve, benefícios, função, suplementação

Outras pesquisas indicam que níveis baixos de somatotrofina, podem prejudicar ainda o alargamento de artérias deixando-as duras, levando a formação acumulada de plaquetas, neste caso, resultando em doenças cardíacas intensas.

Partindo do princípio que as quedas inevitáveis de GH (porque o organismo passa a não produzir mais) que ocorre em torno de 25%menos a cada 10 anos, uma pessoa com 70 anos já não produz.

Mas, pensemos em uma mulher jovem de 30 anos, por exemplo, que além de sofrer com os primeiros sinais da diminuição natural de GH ainda está acima do peso…

…quanto significado teria poder aproveitar com sabedoria GH para perder peso, mesmo na forma de suplementação?

Flávia Lúcia Conceição, docente adjunta da Universidade Federal do Rio (UFRJ) explica que os efeitos lipolíticos do GH para pessoas obesas, é fundamental para o emagrecimento, pois promove a “quebra de gorduras”.

 

Gh Injetável

 

Tratar a falta de GH em casos específicos, e onde a deficiência está comprovada, com injeções subcutâneas é o ideal. Estas devem ser aplicadas diariamente – em ciclos – na nádega, coxa, abdômen ou braços.

Adolescentes e Crianças com distúrbio no crescimento, doentes de AIDS ou aqueles com problemas na hipófise recebem o tratamento legalmente e de forma lícita. Contudo, para ganhos de massa ou mesmo emagrecimento, não há recomendações clínicas de uso.

Mas, quando prescrito por um médico a injeção pode ser usada como coadjuvante nessas propostas.

Neste caso deverá ser tomada a noite que é o período propício para instigar a produção do hormônio do crescimento.

 

Gh Ciclo

 

Injeções para um ciclo de GH para perda de peso não é um dos recursos mais “baratos”. O timig para aproveitar o melhor do hormônio do crescimento leva em conta questões fisiológicas, contudo temos que a absorção da dose ocorra por volta de 3 horas após injetada.

Não há também uma única estratégia (ciclo). Aplicar a injeção quando perceber o pico de cortisol (muito catabólico) é uma alternativa para quem visa ganho muscular. Além disso, poderá optar entre os dois períodos recomendados:

  1. A noite antes de deitar;
  2. E de manhã logo ao acordar.

Ciclos curtos com GH chegam a 90 dias, enquanto que maiores podem ser estendidos para 6 meses.

Uma dose diária de GH para perda de peso oscila entre 2 e 4UI.Para exemplificar, um ciclo pode-se optar por 2UI/dia, por até seis meses, ou para aqueles acostumados com o uso de esteroides e suplementos 2UI a noite + 2UI de manhã.

Há quem diga que consume GH por períodos prolongados de até 12 meses sem efeitos colaterais.

Atletas incorporam ainda insulina de meia-vida (4/6horas) depois de períodos de treinamento.

 

Gh em Jejum

 

O programa alimentar conhecido como “Jejum Intermitente” tem como aporte aumentar os níveis de Gh naturalmente. Isso significa – que esse período de fato – poderá também ser indicado para aplicar a injeção de GH para perda de peso.

Quando a insulina está em queda, como exemplo ao acordar, é o momento ideal para entrar em cena o Gh para acelerar a queima de gordura, ou seja, é também o seu momento de pico.

Obviamente que não se pode confiar apenas no hormônio para queimar gordura, é fundamental associar a uma dieta específica e naturalmente praticar atividades físicas, sendo que essa última tem ação direta com a secreção de GH no organismo.

 

Ciclo de Gh Feminino

 

Alguns dados indicam que para mulheres, pequenos resultados de GH para perda de peso são percebidos já com doses mínimas de 0,5 UI/dia, mas, com o uso de 1UI/dia os ganhos para o emagrecimento são bastante significantes.

Em relação ao período, 16 semanas consecutivas de aplicação com pausa de igual tamanho podem ser apropriadas para evitar efeitos colaterais.

 

Suplementos que estimulam o aumento do nível de GH

 

Para saber, recorrer a fórmula sintética de Gh para emagrecer exige receita médica e disponibilidade financeira.

Cuidar da alimentação e suplementar são formas também eficientes de melhorar os níveis deste hormônio, diante disso, separemos um importante suplemento para ajudar nesta empreitada, que é o: ZMA.

 

#ZMA

ZMA estimula o aumento do nível de GH? Sim. O ZMA é primordial para GH para perder peso, sua produção é de responsabilidade da Growth Supllements.

Serve para ampliar a performance e a produção natural de hormônios, entre eles androstenediona e androstenediol, precursores da secreção de testosterona.

Você encontra o ZMA no site oficial, clicando aqui!

 

Para concluir este post…

Salientamos que utilizar GH para emagrecer é sim uma proposta sustentável, contudo, depende de avaliação clínica e fisiológica de cada indivíduo.

Lembre-se de compartilhar este post e se ainda dúvidas surgirem sobre como emagrecer e usar os suplementos citados, não hesite… envie-nos suas dúvidas.

 

Referências

PEREIRA, L. R. L.; FREITAS, O. A evolução da Atenção Farmacêutica e a perspectiva para o Brasil. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 44, n. 4, out./dez., 2008.

PORTES, E. S.; BARBOSA E. Condução do tratamento com hormônio de crescimento (GH) nos pacientes com diagnóstico de deficiência GH (DGH) durante o período de transição da criança para o adulto. Arquivo Brasileiro de Endocrinologia & Metabologia, v. 52, n. 5, 2008.

“O ato de droga órfão de 1983” (PDF). EUA Food and Drug Administration.  de janeiro de 1983. Recuperado em 27 de outubro de2015.

 






DICAS RELACIONADAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.