08 ago

A importância da Testosterona para Definição Muscular

A importância da Testosterona para Definição Muscular

Tão importante quanto o tipo de treino, a testosterona para definição muscular é sempre um tema complexo e que merece debate como propomos neste artigo. Acompanhe!

Para começar este artigo, precisamos antes de algumas explicações da sociologia, pois entender como interfere na vida e acima de tudo “aceitar” que o homem depende da testosterona, são situações não muito antigas na sociedade.

Conforme estudos, a referência principal sobre um dos temas totalmente ligado a redução orgânica do hormônio no homem – o climatério masculino – tem data de 1930.

A partir disso, mas, somente 10 anos mais tarde, desordens clínicas em homens mais velhos passaram a ser reconhecidas como consequência da queda da testosterona.

Acredite ou não, mesmo com toda relevância da década de 60 para a humanidade, com fatos épicos como o feito de Neil Armstrong (primeiro homem a pisar na lua); explosões musicais como Beatles e Rolling Stones; lançamento pela IBM do circuito integrado, entre outras coisas. Instigar que um homem pudesse fazer uso da reposição de testosterona, principalmente para melhorar a performance amorosa, era considerado um ato imoral.

Felizmente no contexto pós-moderno, a compreensão sobre a importância deste hormônio associada a possibilidade de debates abertos na internet como o tema proposto no artigo de hoje, viabilizam que mais homens sejam nutridos com informação sobre a testosterona.

A importância da testosterona para definição muscular é o tema deste artigo que foi preparado para auxiliar quem busca hipertrofia (homens e mulheres), mas também para aqueles que prezam sua performance masculina. Leia na íntegra!

 

Testosterona para Definição Muscular, mas o que ela é?

 

Testosterona é um hormônio esteroide e o principal para o homem (mulheres também possuem, mas em quantidades irrisórias).

A secreção do hormônio ocorre em grande parte no testículo em particular nas células de Leydig (de humanos e de alguns vertebrados) e, em menor quantidade, mulheres produzem testosterona nas glândulas suprarrenais (localizadas um pouco acima dos rins) e também nos ovários.

O papel da testosterona é fundamental, inigualável e começa já quando uma mulher recebe a notícia que está grávida. Pois na fase embrionária ela irá interferir para definir o gênero do bebê e então formar a genitália masculina.

É também a testosterona a responsável, principalmente para compor características físicas globais inerentes ao homem, como por exemplo:

  • Desenvolvimento dos órgãos (pênis, testículos, próstata),
  • Desenvolvimento e maturação óssea,
  • Crescimento longitudinal;
  • Produção de espermatozoides;
  • Crescimento de pelos;
  • Engrossamento da voz.

E também é ela quem vai auxiliar para o desenvolvimento da massa corporal.

Um homem produz 20 vezes mais testosterona que uma mulher diariamente, contudo, à medida que a idade avança, quedas são inevitáveis.

Na primeira fase da puberdade a testosterona eclode, passando a ser produzida em boas quantidades para garantir a definição masculina. Neste período, o hipotálamo – liberador da gonadotropina – torna-se efetivo e estimula incansavelmente a produção da testosterona.

O hormônio que “define” a masculinidade, no mais amplo sentido da palavra, foi recriado quimicamente em 1939. Desde então, estudos incessantes sugerem que a testosterona para definição muscular é imprescindível.

 

Testosterona para definição muscular e os Benefícios do Hormônio

 

Sabe-se que bem cedo, por volta dos 30 anos, a testosterona inicia o processo natural de declínio. Diferente das mulheres, para o homem essa queda não tem como maior problema a diminuição da fertilidade.

Porém, a deficiência androgênica, interfere na vida do homem de forma muito negativa.

Neste contexto, conhecer os benefícios de manter a testosterona sob controle, é fundamental e entre alguns podemos citar:

  • Maior capacidade para administrar a rotina, justamente porque a testosterona influencia na mente;
  • Melhoras no humor, mantendo-se mais positivo;
  • Ereções duradouras;
  • Libido em alta;
  • Melhorias no sistema imunológico;
  • Auxilia na produção de hemácias;
  • Sentimento de autoconfiança;
  • Manutenção do peso.

E ganho de massa magra e redução de gordura.

 

Sobre este último item, é importante compartilhar o resultado surpreendente com o título Restoring testosterone to normal levels in elderly men is efficacious in weight reduction a follow-up study over 5 year, realizado pelo colaborador e pesquisador da Bayer Pharma, Farid Saad e outros.

Publicada em 2013 a pesquisa baseou-se em aplicar injeções do hormônio em homens maduros (entre 60/61 anos). Dentre os 115 que participaram, unanimemente apresentaram redução importante na circunferência do abdômen.

Ou seja, durante os 5 anos de tratamento o aumento da massa, mas com redução da gordura que se acumula na barriga foi evidente, e para todos os participantes do estudo.

É fato, para todas as idades a disponibilidade anabólica natural da testosterona tem ligação direta com o desenvolvimento de músculos e crescimento de ossos. Situação que começa na puberdade e que pode ser otimizada seguindo os principias básicos de cuidado com a saúde.

Outro ponto positivo e relevante deste hormônio, é sua função como estimulador da síntese proteica. Quando a testosterona interage com receptores na célula dos músculos a absorção de proteína é otimizada.

A quantidade de força também tem relação com o hormônio, e justificativa para isso está na liberação de GH (hormônio do crescimento) e da influência sobre neurotransmissores que são fundamentais para a contração dos músculos.

 

Testosterona para definição muscular e a importância para quem Treina

 

Para marombas, a testosterona tem ainda mais significado, pois ela age diretamente na composição dos músculos deixando-os com mais volume e predispostos a suportar o impacto do treino.

Níveis menores de testosterona prejudicam o desempenho de quem visa a definição muscular, justamente por que ela é um anabólico natural eminente a condição humana.

O pico hormonal em homens ocorre entre 15 e 18 anos, mas, já aos 30 anos, a quantidade começa a diminuir. Estima-se que reduções de até 1% já são percebidas após 35 anos.

Esses parâmetros são considerados normais, levando em conta que o homem mantenha uma vida saudável, caso contrário a testosterona poderá sofrer quedas ainda maiores.

De acordo com dados científicos a média de testosterona para pessoas adultas, no caso de homens fica entre 300 até 1000 ng/dl, e para mulheres 25 até 90ng/dl, contudo, especialmente no primeiro caso, os valores podem alcançar médias bem mais elevadas quando existe a manipulação dos músculos visando hipertrofia.

Sabe-se ainda que, a mistura de exercícios do tipo aeróbicos com musculação, levam ao favorecimento para formação de massa magra e em contrapartida a diminuição de gordura, principalmente no abdômen.

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia alerta que homens obesos tem ainda mais chances de serem afetados com a queda de testosterona.

Porém, a mesma entidade também afirma que quanto mais natural for o processo para acréscimo do hormônio, principalmente com a mudança de hábitos, melhorias na dieta e suplementação, mais benéfico e muito mais promissor a longo prazo o processo para aumentar a testosterona.

Neste artigo complementar poderá saber mais como aumentar a testosterona naturalmente: 10 dicas para Aumentar a Testosterona Naturalmente

 

A relação entre Testosterona e Massa Muscular

 

O ganho de força é interligado a melhorias na coordenação neural, além do adicional na área conhecida como seção transversa do músculo.

Sabemos que para aumento de massa, a síntese proteica deve ser otimizada, igualmente conhecemos que essa ocorre devido a ação de hormônios anabólicos, sendo o mais relevante a testosterona.

Continuadamente pesquisas são feitas para entender ao certo a função deste hormônio na formação de massa muscular e consequentemente o anabolismo. Uma das hipóteses – a mais sustentável – é a influência sobre o músculo esquelético.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

As longas fibras dos membros inferiores, recebem positivamente o impacto da testosterona graças a interação desta com receptores andrógenos, mesmo na fase de recuperação e assim proagindo para hipertrofia e força.

Pode o organismo sozinho dar conta de tamanha responsabilidade para manter a testosterona para definição muscular em alta? A resposta é não, e por isso que suplementos pré hormonais são indicados.

 

A testosterona para definição muscular é importante, e para redução de peso?

 

Sim, a testosterona tem muita importância quando o assunto é manter o peso. Taxativamente ela tem responsabilidade juntamente com outros 4 hormônios para que a queima de gordura ocorra.

O quarteto HGH (hormônio do crescimento) + Tiroxina + Epinefrina + Leptina + testosterona = shape definido, sem gordura sobressaliente e acima de tudo, chances grandes de hipertrofia substancial.

Além de todas as tarefas da testosterona, como a de favorecer o crescimento e fortalecimento ósseo, manter desperto o desejo amoroso, disparar alertas para o cérebro se manter ativo e focado, ela ainda auxilia para queimar gordura.

Naturalmente que aumentar a testosterona para definição muscular deve estar nos planos de quem visa manter a forma, e neste caso outras ações como:

  • Manter boas quantidades de proteína magra na dieta;
  • Consumir preferencialmente carboidratos complexos;
  • Aderir a gordura natural e saudável;
  • Dormir o adequado para se sentir descansado;
  • Não consumir fumo;
  • Beber com moderação;
  • Suplementar o organismo com produtos de qualidade;
  • E exercitar-se.

São todas situações que favorecem para que o hormônio se faça presente mais tempo no organismo.

O uso da testosterona sintética (injeção e implantes) associada a outros hormônios, por mulheres inclusive, faz parte da realidade.

Se trata de uma estratégia comum para grupos que buscam emagrecimento e tonificação, contudo, é importante salientar sobre os efeitos colaterais e riscos que isso pode causar.

Alguns irreversíveis… como alerta o Departamento de Endocrinologia Feminina em conjunto com a entidade Andrologia da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

 

A importância da Testosterona para Definição Muscular

 

São mais de 150 funções anabólicas protagonizadas pela testosterona. Logo, sua presença no organismo em doses preponderantes, serve para auxiliar na definição corporal.

Como dito, sua função de melhorar a síntese de proteínas associada a alta performance para captar e distribuir aminoácidos agrega a definição corporal, mas, de um modo incrível e notório.

Aminoácidos são importantes para praticantes de atividades físicas, entre as principais a musculação, principalmente porque contribuem para que novas proteínas sejam construídas, reparando músculos e protegendo-os.

Recaptação de energia é outro fator que atletas devem levar em conta, e o ideal é que essa ocorra através do consumo de gordura.

A ideia central sobre a importância da testosterona para definição muscular ainda precisa ser entendida através da sua função de transportar mais oxigênio até os músculos. Situação fundamental para hipertrofiar.

Redução na quantidade de cortisol é outro feito onde a testosterona aparece como coadjuvante. Como sabemos, o excesso de cortisol é um dos fatores que mais contribuí para o ganho de peso.

Ditos como hormônios antagônicos, andam em vias contrárias no organismo humano. Um sempre estará alto enquanto o outro permanece baixo.

Porém, o fato crucial e que prejudica consideravelmente o objetivo da hipertrofia é o potencial catabólico do cortisol, que destrói células, inibe a produção de proteína e deixa livre a oportunista lipogênese.

Contrariamente, a testosterona é um hormônio anabólico, que otimiza a queima de lipídeos.

 

Ciclo de Testosterona para Definição Muscular

 

Como vimos até agora, remédios para repor testosterona são indicados para casos onde a reposição hormonal é necessária (sempre com orientação médica).

Um dos ciclos com o hormônio sintético para definição muscular muito utilizado é o uso de Enantato de Testosterona (Testoviron).

Neste caso, uma dose de 500mg é injetada semanalmente durante 10 semanas e ainda associada a Oxandrolona (esteroide) – quantidade para iniciantes.

Atletas que estão acostumados ao uso de anabolizantes relatam o uso de até 1000mg/por semana.

Outro nome muito usado para quem visa definição muscular podendo contar com a testosterona é o Deca-Durabolin (Decanoato de Nandrolona). Ciclos básicos iniciais conjugam 400 mg de Deca + 500mg de Durateston, divididos em duas vezes por semana, durante 4 semanas.

Leia também:

OXANDROLONA (Anavar), para que serve, benefícios, colaterais e como tomar

Deca Durabolin (nandrolona): O que é, benefícios, função, colaterais, como tomar

STANOZOLOL (winstrol), para que serve, benefícios, excesso, colaterais e como tomar

A partir da metandrostenolona, o Anabol é muito indicado para volume em pouco tempo, além de aumento de força. É fácil de consumir por ser em cápsulas, sendo 4 distribuídas em duas tomadas diárias para o ciclo, normalmente de 12 semanas, com intervalos de duas semanas.

Já, o Stanozolol (winstrol) indicado para reduzir gordura e definição do shape. O ciclo é diferente, pois pode ser administrado 100mg diariamente em dias alternados. A forma oral é diária e a cada 6 horas.

 

Suplemento para produção de Testosterona

 

Esperamos que a importância da testosterona para definição muscular esteja comprovada com os argumentos apresentados neste post.

Entretanto, quem deseja iniciar a reposição a fim de conquistar músculos fortes e duráveis encontra no pré hormonal, vantagens relevantes, e que se sobressaem ao esteroide injetável.

Um bom exemplo de pré-hormonal é o Tetodrol Cycle Por concentrar elementos diversos como cálcio; zinco; vitamina D3; Boro; Ácido Málico; Vitaminas (B, B3, B6, B12) e Magnésio, serve para converter lipoproteínas em testosterona.

Os tabletes de Tetodrol Cycle são consumidos duas vezes ao dia e por tempo indeterminado, justamente por não apresentar efeitos colaterais como a testosterona injetável.

Acessando este post Testodrol Cycle: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar você poderá conhecer com mais profundidade a composição, função, como tomar Tetodrol e como interferirá no ganho de testosterona para definição muscular.

 

Para finalizar, lembramos que homens dependem de sua testosterona e mulheres encontram nela um tipo de necessidade ainda não muito explicado…

Mas, considerações filosóficas e sociológicas a parte… vale compartilhar este post para que mais saibam como é importante a testosterona para definição muscular, como também enviar perguntas no chat abaixo. Participe!

 

Referências

Rohden F. “O homem é mesmo a sua testosterona”: promoção da andropausa e representações sobre se_ualidade e envelhecimento no cenário brasileiro. Horiz Antropol. 201.

Angell M. A verdade sobre os laboratórios farmacêuticos. 5a ed. Rio de Janeiro: Record; 2010

Loe M. Fixing broken masculinity: viagra as a technology for the production of gender and se_uality. Cult. 2001.

 




DICAS RELACIONADAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.