Para que serve o Inositol (Vitamina B8), Benefícios, Colaterais, Ingestão

Para que serve o Inositol (Vitamina B8)
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth
Whey Protein Growth

Para que serve o Inositol, quem pode usar, do que se trata e muito mais sobre este suplemento, conhecido como “Vitamina B8” ou mesmo como “suplemento definitivo para a saúde feminina”.

Possui papel importante em diversos processos corporais, e existem diversos estudos que forma e continuam sendo feitos para provar seus efeitos benéficos.

Existe, de certa forma, várias formas desta molécula, e cada uma delas tem uma estrutura química parecida com o do principal açúcar que é encontrado no corpo – a Glucose.

Então, como é algo que traz diversos benefícios à saúde, nós traremos neste artigo tópicos para mostrar a relevância dessa substância, além da informação principal que é para que serve o Inositol.

Assim sendo, continue a ler para saber mais!

 

Para que serve o Inositol, mas o que é a Substância

 

Inositol é um açúcar carbocíclico, encontrado em abundância no cérebro e em diversos outros tecidos nos mamíferos.

Ele funciona basicamente como mediador do sinal celular, emitido em resposta a vários hormônios neurotransmissores, além de fatores ligados ao crescimento. Também participa da osmorregulação.

Outras funções do inositol são:

    • Metabolismo, ajudando a queimar gordura;
    • Sinalização de insulina;
    • Bom funcionamento nervoso;
    • Ajuda em problemas relacionados com infertilidade feminina.

Ele é produzido naturalmente a partir da glicose, e é chamado comumente como pseudovitamina, pois exerce importantes funções no corpo, mas não causa maiores problemas de saúde quando não ingeridos regularmente.

Leia também:

Oxandrolona – Ciclo, Colaterais e Como Tomar

Ioimbina – O que é, para que serve, benefícios, colaterais e como tomar

Apesar de ser encontrado tanto em plantas quanto animais, além de ser produzido pelo próprio corpo (o rim humano produz cerca de 2 gramas de Inositol por dia), suplementar algumas vezes é necessário.

Existem 9 formas de Inositol, mas apenas duas delas, a saber:

    1. Myo-Inositol (também conhecido como MYO);
    2. D-Chiro-Inositol(também conhecido como DCI).

Foram estudados para efeitos biológicos, especialmente para mulheres com Síndrome de Ovário Policístico, quando se trata de utilizar adequadamente a insulina e aliviar a resistência à ela.

Cada tecido do corpo tem sua própria proporção entre as duas formas de Inositol, com o MYO tendo maiores quantidades e sendo convertido em DCI quando necessário.

Ele pode ser encontrado em fontes de alimentos como:

    • Repolho;
    • Grão de Bico;
    • Levedura de cerveja;
    • Melaço (não refinado);
    • Nozes;
    • Frutas cítricas (excetuando limões);
    • Passas;
    • Grãos integrais.

Entre outros. O DCI não é tão abundante nos alimentos, já que o corpo humano o produz a partir do MYO, através de uma enzima chamada Epimerase.

Inclusive, é importante não confundir o Inositol que tratamos aqui com Hexanicotinato de Inositol, que é um derivado da Niacina.

 

Para que serve o Inositol

 

Inositol é usado principalmente para o armazenamento e metabolismo de aminoácidos.

É uma parte importante do ciclo do ácido cítrico, ou a principal série de reações químicas que leva à conversão de alimentos em energia.

Este açúcar também pode beneficiar o sistema imunológico, a saúde do cabelo e gerenciar outras condições, como mal de Alzheimer.

Creatina Growth
Creatina Growth
Creatina Growth
creatina Growth

Além disso, pode ajudar a gerenciar problemas de saúde mental. Psiquiatras holísticos recomendam suplementos nutricionais como Inositol, Triptofano e gorduras Ômega-3 para pacientes com transtorno bipolar.

Essa vitamina, também pode ajudar aqueles diagnosticados com transtorno do pânico, depressão e transtorno obsessivo-compulsivo.

Um estudo de 2010 descobriu que ele pode ajudar a minimizar os sintomas de psoríase e promover a estabilização do humor para pessoas com transtorno bipolar.

Enquanto isso, o MYO demonstrou benefícios para a ansiedade trabalhando como antidepressivo.

O MYO também pode ajudar a promover a fertilidade e melhorar a qualidade do embrião.

 

Para que serve o Inositol na saúde feminina

 

Outros benefícios desta substância, se mostra como o suplemento mais promissor no apoio aos níveis de insulina, particularmente em mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) e diabetes tipo 2.

A suplementação deste açúcar também pode ajudar a aliviar os sintomas da TPM (Tensão Pré-Menstrual) e TDPM (Transtorno Disfórico Pré-Menstrual).

Mas é notável para tratar sintomas da Diabetes tipo 2 e neste caso o Inositol ajuda a aliviar, por exemplo:

    • Peso;
    • Ovulação e fertilidade;
    • Sensibilidade à insulina;
    • Níveis de Colesterol;
    • Nível de Triglicérides;
    • Níveis de testosterona e estrogênio;
    • Níveis de glucose no sangue;
    • Diabete gestacional.

Além disso, há estudos realizados sobre para que serve o Inositol e benefícios para transtornos de ansiedade.

Eles mostraram que altas doses da substância podem diminuir os sintomas de ansiedade, incluindo ataques de pânico.

Algumas outras sugerem que seus efeitos do são comparáveis ​​à droga Fluvoxamina.

Ele também reduz significantemente os sintomas do Transtorno Obsessivo-Compulsivo, e em alguns casos de Psoríase, especialmente aqueles que são causados por tratamentos à base de Lítio.

Ainda sobre para que serve o Inositol, devemos ressaltar que também pode se demonstrar bastante efetivo para algumas condições, e sua suplementação pode ser bastante útil para:

    • Autismo;
    • Déficit de atenção e Hiperatividade;
    • Mal de Alzheimer;
    • Esquizofrenia;
    • Câncer;
    • Problemas relativos ao crescimento do cabelo;
    • Insônia;
    • Colesterol alto;
    • Síndrome de desconforto respiratório.

Entre várias outras.

 

Excesso e Efeitos Colaterais

 

Após compreender para quer serve o Inositol, saiba que este suplemento tem sido considerado seguro.

Porém, o excesso de uso pode levar a efeitos colaterais como:

    • Náusea;
    • Fadiga;
    • Dor de cabeça;
    • Tontura.

As mulheres grávidas e lactantes devem evitar tomar Inositol porque não se sabe o suficiente sobre seu uso para essas condições.

Embora ele tenha sido reconhecido como seguro para bebês prematuros com síndrome do desconforto respiratório agudo em hospitais, você deve evitar que as crianças tomem este medicamento, a menos que seja aconselhado por um especialista em saúde.

Os pacientes com transtorno bipolar são aconselhados a minimizar sua ingestão excessiva, pois isso poderia piorar sua condição.

Leia também:

Existem relatos de um homem com Transtorno bipolar controlado que foi mandado para o hospital depois com agitação extrema e impulsividade.

Isto depois dele ingerir um energético que continha Inositol, cafeína, taurina e outros ingredientes.

Além disso, ele pode diminuir o nível de açúcar no sangue, o que pode levar a um quadro de hipoglicemia.

Então, se está usando esta suplementação, preste atenção aos seus níveis de açúcar.

 

Como Usam o Inositol

 

Não há consenso sobre a dosagem mais efetiva, mas as pesquisas mais atuais sugerem o seguinte:

 

Para controlar o açúcar no sangue, em caso de diabetes tipo 2

1 grama de Inositol (DCI) diariamente pr 6 meses;

 

Para síndrome metabólica

2 gramas (MYO) diariamente por um ano;

 

Para síndrome do ovário policístico

1,2 gramas(DCI) diariamente, ou 2 gramas(MYO) diariamente por 6 meses;

 

Para condições de saúde mental

De 12 a 18 gramas (MYO) uma vez por dia por 4 a 6 semanas.

 

Neste artigo explicamos para que serve o Inositol, seus benefícios, malefícios e como administrá-lo, você gostou de ler o post?

Então lembre-se de compartilhar nas redes e enviar seu feedback, afinal é isso que nos ajuda a redigir cada vez melhor artigos interessantes para você!

 

Referências

C.S. Martindale – GUIA COMPLETO DE CONSULTA FARMACOTERAPEUTICA. 2º edição. Pharma Editores, 2006.

Myo-inositol content of common foods: development of a high-myo-inositol diet. Clements RS Jr, Darnell B.

Effects of myo-inositol supplementation in postmenopausal women with metabolic syndrome: a perspective, randomized, placebo-controlled study. Giordano D1, Corrado F, Santamaria A, Quattrone S, Pintaudi B, Di Benedetto A, D’Anna R.

 

...VEJA TAMBÉM...



Whey Protein Growth

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui