06 fev

Dor na Canela ao Correr: sintomas, cuidados, como evitar, tratamento

Dor na Canela ao Correr: sintomas, cuidados, como evitar, tratamento

Uma queixa bastante comum dos corredores é a presença de dor na canela ao correr. Essas dores na canela costumam acometer principalmente com pessoas que realizam corridas de média e longa distância e estão intimamente relacionadas com a inflamação ou pequenas lesões nos tendões, nos músculos ou nos ossos da canela.

Os músculos dessa região da canela são indispensáveis aos movimentos que envolvem os pés, os tornozelos e os dedos.

A corrida é um exercício anaeróbico, de baixa intensidade quando comparado aos exercícios praticados nas academias, mas por outro lado são de maior duração.

Esse tipo de exercício desencadeia uma melhora no metabolismo celular, aumenta a capacidade cardíaca do atleta e melhora a respiração pulmonar.

No entanto, por ser um exercício de maior duração, ele exige que sua musculatura trabalhe por mais tempo consumindo energia gradativamente e potencialmente abrindo margens para possíveis lesões e surgimento de dores.

Se unirmos o aumento do tempo de trabalho da sua musculatura ao tipo de impacto que seus ossos e articulações sofrem durante o exercício nos mais diversos terrenos, podemos acabar desenvolvendo algumas lesões.

Pois bem. Neste post trataremos sobre os pontos essenciais no que diz respeito a dor na canela ao correr, esclarecendo alguns pontos e dando algumas dicas interessantes.

 

A origem da Dor na Canela ao Correr

 

Suas articulações funcionam como uma rampa de pouso para seu organismo tanto durante o andar como durante o correr.

A sua massa corporal incide sobre essa “rampa articular” e torna-se mais pesada à medida que seus saltos na corrida se tornam mais altos e largos.

Quando em superfície plana o impacto é de uma intensidade que chamaremos de “X”, e quando a superfície não é plana a intensidade “X” é somada à diminuição do equilíbrio e da assimetria da aterrissagem.

Em determinados terrenos, a superfície plantar dos seus pés podem não estar apoiadas adequadamente no momento da aterrissagem, seja devido a problemas anatômicos ou ao desequilíbrio na execução do exercício.

O impacto do seu corpo sobre a estrutura musculoesquelética poderá gerar lesão e inflamação nos tendões, na musculatura ou mesmo nos ossos da região da sua canela.

Leia também:

Saiba o Que Provoca a Câimbra e Como Evitar

Corrida e Musculação “conheça as razões para unir as duas práticas”

O resultado será aquela velha dor na canela ao correr. Que em alguns casos pode chegar a ser insuportável.

A intensidade da dor estará relacionada ao local da inflamação e/ou lesão e a intensidade da corrida que você irá executar caso persista o exercício após início das dores.

Essas dores se originam principalmente em decorrência de uma mecânica errada, ou seja, uma pisada errada, de desequilíbrios musculares e de acidentes durante a prática do exercício.

 

Os sintomas da Dor na Canela ao Correr

 

As principais enfermidades relacionadas a dor na canela ao correr é conhecida entre os atletas como canelite, seguida pela dor no músculo tibial anterior.

A canelite é o resultado de infamação na região anterior da canela.

A dor no músculo tibial anterior é similar.

Inicialmente as lesões que desencadeiam as dores, que são o principal sintoma, acometem uma fina camada celular que recobre os ossos, conhecida como periósteo.

É comum que a dor comece no início do exercício, “desapareça” durante um período de execução e retorne no final do exercício de maneira mais intensa.

Diferentes graus de lesão e consequentemente de dor podem ser descritos a depender de 3 fatores:

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth
  • Inflamação: vem acompanhada de vermelhidão, calor, inchado e dor no local, geralmente a porção anterior da canela;
  • Microfissuras: o impacto que ocasiona a lesão ou a continuidade da prática do exercício após uma lesão e dor inicial podem progredir para microfissuras na estrutura óssea e intensificar a dor;
  • Fratura por intensidade do exercício: pode ocorrer como uma consequência das microfissuras quando o tratamento não for realizado ou quando o atleta continuar o exercício após lesão inicial;
  • Fratura por acidente: seja por acidente/queda ou decorrente da progressão de microfissuras, apresentam um grau extenuante de dor.

 

Cuidados que devem ser tomados para evitar dor na canela ao correr

A intensidade de uma corrida de 2km não é a mesma para alguém que corre regularmente e um recém convertido à prática de atividade física.

  • Comece aos poucos: a intensidade e o volume do exercício precisam ser equilibrados;
  • Escolha o local apropriado: nem todo lugar é um bom lugar para correr. Falamos mais acima dos impactos do terreno. Eles podem estar associados a um terreno muito duro, assim como a um terreno de muito relevo;
  • Preparação pré-corrida: realize alongamento e aquecimento antes da corrida. Sinalize ao seu organismo o que está por vir.
  • Respeite seu corpo: ao surgirem os sintomas a consciência precisa ser consultada. Não continue a corrida caso a dor apareça.

 

Dor na canela ao correr: como tratar adequadamente

 

Alguns fatores podem ocasionar naturalmente lesões e dor na canela ao correr. O tratamento vai depender se esses fatores são anatômicos do indivíduo ou se se referem à prática do exercício executada de maneira inadequada e/ou excessiva.

Anatomicamente algumas pessoas apresentam uma estrutura plantar chata (plana) enquanto outras apresentam um pé cavo (um arco na região plantar).

Observando por um outro ângulo, os atletas podem apresentar três diferentes variações de pisada durante ou andar e/ou correr. São elas:

  • Pisada Pronada: comumente conhecida como “pisada pra dentro”;
  • Pisada Neutra: conhecida como pisada normal;
  • Pisada Supinda: comumente conhecida como “pisada para fora”.

Conforme imagem abaixo:Tipos de pisadas Pronada neutra e Suinada

Nesses casos o tratamento requer a utilização de equipamentos médicos como palmilhas especializadas para adaptar a anatomia dos pés aos calçados que serão utilizados para correr.

Além de realização de tratamento ortopédico e fisioterapêutico.

Nos casos onde a dor na canela ao correr é decorrente de lesão ou inflamação causada por execução incorreta do exercício os tratamentos são os seguintes:

  • Compressas de gelo: é uma alternativa imediata para alívio da dor local e melhora da inflamação no local. Geralmente é realizada durante 20 minutos várias vezes ao dia;
  • Preparação muscular: neste caso ela é útil para minimizar novas dores por meio de alongamentos;
  • Escolha do tênis: é uma alternativa para minimizar os impactos da corrida e do terreno.

 

Por hoje ficamos por aqui, esperamos que o post tenha ajudado você, fique atento pois todos os dias temos posts novos aqui no site!

Passe essas informações adiante, compartilhe! Forte abraço e até mais!

 






DICAS RELACIONADAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.