30 jan

Conheça quatro grandes Erros no Treino de Peito e como Evitá-los

Erros no Treino de Peito

O peitoral está entre os principais músculos trabalhados na academia. Mas quatro grandes erros no treino de peito podem fazer o tiro sair pela culatra.

Um peito como volume e bem definido pode ser um belo cartão de visita. No entanto, erros comuns durante o treino de peito podem reduzir o seu rendimento e o ganho de massa muscular que o exercício normalmente proporcionaria.

Assim como trazer algumas consequências indesejadas tanto estética como fisicamente.

A região do peitoral não é uma das mais complexas da sua musculatura, mas é uma das mais ativadas durante a musculação.

Mesmo que você não esteja trabalhando o peitoral diretamente, um simples exercício de tríceps é capaz de ativar alguns músculos da região do seu peitoral.

Embora muitos exercícios possam ser praticados para cada região da sua musculatura, é necessário praticar exercícios que trabalhem cada uma das áreas do peito da melhor maneira possível e específica.

Isso potencializa seus resultados e minimiza os erros durante o treino.

Embora existam muitos erros, aqui neste post nós iremos trabalhar os quatro grandes erros no treino de peito.

São eles:

  • O excesso de exercícios;
  • A escolha errada dos exercícios;
  • Executar os exercícios de maneira incorreta;
  • Distribuição incorreta do tempo durante o exercício.

 

 

Quatro Grandes Erros no Treino de Peito

 

 

O 1º dos 4 grandes erros no treino de peito: Exercícios Demais

O treinamento de peito é o mais cobiçado pelos novatos da academia seja por motivos culturais, estéticos ou vaidade.

O treinamento de peitoral requer concomitantemente a execução de outros exercícios para o desenvolvimento do tronco, dos deltoides e dos braços.

O problema surge quando outros exercícios já exercem influência sobre a musculatura peitoral.

Por isso a sobrecarga de exercício é o primeiro dos quatro grandes erros no treino de peito.

Em alguns casos a ênfase durante o treino acaba sendo dada aos músculos auxiliares e não à musculatura do peitoral.

Embora exercícios simples sejam capazes de promover um bom resultado, a simplicidade acaba subindo à cabeça dos iniciantes que fazem exercícios atrás de exercícios para aparecimento imediato dos resultados.

A boa hipertrofia está relacionada a uma carga que seu corpo seja capaz de suportar. Aliado a isso temos a frequência do treino.

A sobrecarga extensiva vai apenas lhe presentear com uma possível lesão muscular.

 

O 2º dos 4 grandes erros no treino de peito: Escolher o exercício errado

Muitas vezes a escolha errada não estar no exercício, mas sim na comodidade de se repetir sempre os mesmos exercícios e exercitar a mesma área da musculatura.

Nossa musculatura é inteligente e dinâmica.

O peitoral é formado por dois grandes grupos musculares: peitoral maior e menor.

Não tente utilizar técnicas de treino avançadas sem primeiro ter dominado o básico, a chance de erro na execução ou escolha do exercício é bem maior.

No momento de escolher o exercício atente-se e não se prenda aos mesmos exercícios.

Por exemplo, além do supino reto, podem ser utilizadas sequências de supinos para o peitoral inferior, crucifixos que irão estimular a região média do peitoral, e os supinos para a parte superior.

Aqui ainda podemos incluir a complexidade dos exercícios a serem escolhidos.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Dê preferência a exercícios mais complexos, eles são capazes de trabalhar melhor a musculatura que os exercícios simples, porque utilizam uma quantidade muito maior de músculos.

 

O 3º dos 4 grandes erros no treino de peito: Execução errada do exercício

Escolher uma carga que se adeque a sua musculatura em desenvolvimento, mas que não a sobrecarregue evita lesões nos membros superiores e inferiores do corpo.

Para que os exercícios do peitoral sejam melhor trabalhados o posicionamento é essencial. Assim você diminui o recrutamento dos músculos deltoide e tríceps quando deveria fazer a correta expansão do peitoral.

A irregularidade na execução dos exercícios pode levar ao desenvolvimento da musculatura de maneira desigual.

A amplitude dos seus movimentos durante o exercício garante uma perfeita execução, desenvolvimento da musculatura e eficiente ganho de massa muscular.

Quando digo amplitude dos movimentos me refiro a realizar o exercício da maneira mais completa possível, de modo que o seu corpo tenha tônus e liberdade para flexionar a musculatura desde o início até o término da execução do exercício.

Leia também:

Super Treino para Peito e Costas

Treino para Peito e Tríceps (para avançados)

Criando Peitorais Gigantes, quebrando mitos e Montando um Planejamento

A execução completa de um exercício, ou de uma série de exercícios, será muito mais proveitoso que uma sobrecarga de peso com a qual você não será capaz de executar o exercício adequadamente.

Conheça os exercícios, aprimore sua técnica e amplie os seus resultados.

Assim você irá erradicar o terceiro dos quatro grandes erros no treino de peito.

Alguns aplicativos para smartphones Android, por exemplo, trazem vídeos com a correta execução dos exercícios e podem ser utilizados por você durante seu treino.

 

O 4º dos 4 grandes erros no treino de peito: dividindo o tempo

Não dedique sua semana inteira aos exercícios de peitoral, distribua seu tempo e seus exercícios equitativamente durante a semana para adquirir um bom desenvolvimento de massa corporal como um todo.

Talvez este seja o principal dos quatro grandes erros no treino de peito, porque pode sabotar todo o seu exercício, mesmo que a escolha dos exercícios esteja certa.

O ideal seria trabalhar sua musculatura peitoral durante 2 a no máximo 3 vezes por semana.

Você pode apropriar-se de exercícios que trabalhem a região superior do peitoral, a região inferior e unir a esses, exercícios que trabalhem a musculatura dessa região como um todo.

No seu treino diário, você pode dividir o seu tempo realizando os seguintes exercícios:

  • Supino reto: comece com ele e trabalhe a região peitoral;
  • Supino declinado: foco na região peitoral inferior;
  • Supino inclinado: foco na região peitoral superior.

 

As consequências dos Erros no Treino de Peito

O excesso exercício pode gerar alargamento exagerado do seu peitoral, dando a impressão de que você está literalmente inflado.

Enquanto por outro lado, a repetição de um mesmo exercício pode retardar o desenvolvimento da musculatura.

Permita que sua musculatura trabalhe de maneira livre, execute os seus movimentos de maneira adequada e no tempo certo. O desenvolvimento muscular requer tempo e adaptação.

A insistência vai simplesmente sabotar seus exercícios.

 






DICAS RELACIONADAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.