01 jan

O que é DEXTROSE, para que serve, como e porque tomar?

A dextrose nada mais é do que uma molécula de glicose. Como a maltodextrina, a dextrose passa por uma conversão enzimática do amido de milho. Sua classificação se dá por carboidrato simples por ter sua estrutura reduzida de tamanho, aumentando a oferta de glicose no sangue, seu índice glicêmico (IG) tem valor por volta de 110, e desta forma, é uma das principais fontes energéticas utilizadas pelo corpo, fazendo com que o corpo “quebre” as calorias provindas do carboidrato (dextrose) para gerar energia aos músculos. Geralmente a dextrose tem maior utilidade no pós-treino, aumentando a oferta de glicose e induzindo uma maior liberação de insulina para absorver os nutrientes.

O que é DEXTROSE, para que serve, como e porque tomar

 

Para que serve a DEXTROSE?

 

Sua utilização se dá por três fatores:

  1. Maior disponibilidade de glicose na corrente sanguínea – A dextrose é uma molécula de glicose, ou seja, tem sua digestibilidade e absorção muito rápida, o que é sempre bem-vindo após um treinamento/competição/jogo, pois a recuperação para a preservação das proteínas pode ser um fator determinante em atletas;
  2. Mais glicose circulante + liberação de insulina – A glicose circulante decorrente do uso da dextrose ou de qualquer outro carboidrato não pode continuar por muito tempo, e geralmente é o que acontece em indivíduos que não possuem a diabetes. Com a liberação da insulina das células beta do pâncres, o hormônio cai na corrente sanguínea quando a glicemia se encontra alta (após refeição), com a função de absorver todos os nutrientes e destiná-los para seus respectivos lugares, desta forma, além da glicose, a insulina acaba carregando aminoácidos para a síntese de proteínas e ácidos graxos para gerar energia (gliconeogênese) nos adipócitos;
  3. Maior disponibilidade de glicose para formação de glicogênio – Após ser utilizada a glicose que se encontra circulante na corrente sanguínea, o que sobra vira nos hepatócios (fígado) glicogênio. O glicogênio encontrado no fígado além de gerar energia, mesmo que pouco, fornece novos monômeros de glicose para formação de glicogênio muscular, este que é uma das maiores fontes de combustível para o músculo no exercício, certa de 50% do consumo energético quando submetidos a mais que 70% VO2 máx (Biesek et al, 2005).

 

Benefícios da DEXTROSE

 

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Melhor recuperação após o exercício, melhora a biodisponibilidade dos nutrientes (aminoácido, ácidos graxos e glicose) por uma maior estimulação da insulina e está envolvido na formação de glicogênio, quando consumido em grandes quantidades.

 

Malefícios da DEXTROSE

 

Altas doses de insulina decorrente da maior disponibilidade de glicose da ingesta de dextrose, força o pâncreas a liberar enormes quantidades do hormônio, e se mal administrada em relação ao gasto e valor total energético acaba se acumulando em mais gordura.

 

Ingestão da DEXTROSE

 

A dosagem deve seguir o rótulo do suplemento, o que se vê em média são 40g da dextrose em 200mL de água. Mas, se sabe que o consumo de carboidratos se dá por volta dos 60-70% do total de calorias ingeridas diárias.

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Posso utilizar a dextrose com maltodextrina no pós-treino? Sim, é uma estratégia muito utilizada por fisiculturistas. Os atletas utilizam no pós-treino para obter uma janela de oportunidade maior e que dure mais tempo, absorvendo desta forma mais nutrientes para dentro da célula. A dextrose com um alto índice glicêmico iria aumentar a insulina de imediato e a maltodextrina com índice glicêmico intermédio iria dar mais energia por mais tempo.

É recomendado usar a dextrose no pré-treino? Não. A dextrose por possuir um alto índice glicêmico (I.G) eleva a liberação da insulina, com um pico de insulina em um período onde se precisa de energia, mas não tão rápida, a dextrose pode levar a tonturas, náuseas e dores estomacais. Sem contar na sobrecarga renal decorrente de uma maior concentração de glicose para converter em insulina nos receptores GLUT4 do fígado.

Dextrose engorda? Não, claro que se usada no período adequado! A dextrose como qualquer outro açúcar é utilizado sem problema algum. Porém, quando a insulina é liberada na corrente sanguínea que absorve toda a glicose para dentro da célula a mesma acaba seguindo outra rota, desta vez servindo como combustível para os adipócitos. Tudo tem que se ter um bom senso!

 

Referência Bibliográfica

Biesek, S.; Alves, L. A.; Guerra, I. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte. Barueri-SP: Editora Manole, 2005, Cap. 1, p. 3-18. 506p.

 

Esperamos que o post tenha ajudado você a sanar suas dúvidas!
Passe essas informações adiante, compartilhe!

 

Salvar

Salvar






DICAS RELACIONADAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.