28 maio

ALBUMINA: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

ALBUMINA O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

A Albumina ou Albus, é uma proteína presente no plasma humano, porém, se diferencia das demais por não se ligar a frações da hemoglobina glicosilada.

Provinda de aminoácidos, pode ser facilmente descaracterizada quando em contato com o calor, enquanto que ao ser dissolvida em elementos salinos ou água se torna solúvel.

No organismo humano a concentração da produção está no fígado (aproximadamente 40%) e os papeis são muitos, entre os principais, “carregar” ácidos graxos para nutrir células famintas e ligar corpúsculos (moléculas) hidrofóbicas.

Pouco conhecida, mas, relevante para o organismo humano, especialmente para a síntese proteica, crescimento e/ou reparação dos tecidos a albumina age como elemento importante nos casos de pressão coloidosmótica.

Outrora, os estudos sobre Albumina indicavam a clara do ovo como a fonte externa mais rica desta proteína, que com a pasteurização era transformada em suplementação oral.

Ideia válida e que permanece até hoje.

Muitas pesquisas existem sobre a Albumina, mas, em especial um elaborado pela Universidade americana de Illinois e publicado na revista:  American Journal of Clinical Nutrition, se destaca.

Na ocasião, ponderou o estudo entre um grupo de homens que comiam ovos inteiros em comparação com aqueles que comiam somente a clara.O que é ALBUMINA, para que serve, como e porque tomar

Leia também:

BCAA: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

CREATINA: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

A resposta foi clara, a síntese da proteína foi 40% superior no segundo grupo.

Entre as muitas propriedades já conhecidas do ovo, especialmente o quanto aumenta a virilidade, o quanto é afrodisíaco, a que mais sugere o uso de Albumina é para fazer crescer músculos.

A ovoalbumina é sem dúvida um alimento complexo e de alto valor biológico, tanto que um dos pratos mais famosos da China o “ovo de mil anos” ou Peedan é uma iguaria que promete força e virilidade para homens.

Para o ocidente, ovo cru sempre esteve na lista dos melhores anabolizantes, ou você acha que Silvester Stallone comia alguns todos os dias apenas por prazer?

Inclusive até hoje fisiculturistas seguem a risca essas especificações, preparando shakes a base de frutas, Whey Protein e proteína da clara do ovo.

No início do século XIX, a Albumina em pó (desidratada) surge como suplemento. Graças ao processo conhecido como Spray Dryers (secadores) a clara pode ser convertida em pó.

 

O que é Albumina

 

Albumina é um tipo de proteína, presente no plasma do sangue humano, neste caso, chamada de (seroalbumina).

Porém, além do ovo, o leite também é rico em Albumina, e, de acordo com estudos da Universidade Wuhan (China), concomitante com a Universidade de Albany (Nova Iorque) e National Research Council (Canadá), o arroz também oferece quantidades interessantes desta proteína.

Usada por muitos anos no mundo dos culturistas, a albumina é uma das proteínas preferidas por atletas – fisiculturistas especialmente – por se tratar de um suplemento com valor acessível, transferindo ao consumidor ótima relação custo x benefício.

Além disso, é também um dos suplementos com maior valor biológico, e isso, graças aos aminoácidos essenciais:

  • Lisina;
  • Leucina;
  • Isoleucina;
  • Metionina;
  • Fenilalanina;
  • Treonina;
  • Triptofano;

E entre todos, vale destacar a Leucina como um dos mais relevantes por produzir efeito catabólico e muita facilidade de “entrar” nos tecidos.

Além disso, a Albumina oferece quantidades importantes de ácido pantatênico, magnésio, riboflavinas, potássio e magnésio.

 

Para que serve o Albumina (função)

 

Para o organismo humano a Albumina é responsável para que várias ações metabólicas aconteçam, como transportar nutrientes (magnésio, cálcio e birriblubina) pelo sistema circulatório chegando até os órgãos.

Outra função importante, é a capacidade de se ligar a metais pesados e que são tóxicos para o organismo.

Assim como qualquer outra proteína animal, a albumina tem sua importância na construção muscular, e muitos não deviam subestimá-la por no mínimo quatro motivos:

  1. Contém vários aminoácidos valiosos e importantes para um melhor funcionamento do metabolismo, especialmente e Leucina;
  2. Rica em vitaminas e minerais que dão mais energia durante o treinamento (ferro, fósforo, vitaminas do complexo B e potássio);
  3. Melhora na redução de gordura corporal por se tratar de uma proteína que não sofre hidrólise e tem a absorção mais lenta, aumentando assim o tempo de processo digestivo, reduz sensação de fome auxiliando a perda de peso;
  4. Baixo custo de mercado, viabilizando maior consumo e por mais pessoas.

 

Benefícios da Albumina

 

Entre os vários benefícios elencados abaixo, destaca-se a Albumina como totalmente relevante para o sucesso nos processos de cicatrização (em todos os estágios).

Em níveis séricos, suplementação em quantidades equivalentes a 0,6 gramas por quilo trará benefícios como a otimização do processo.

Mas, quando utilizada por atletas e praticantes de musculação por exemplo, os benefícios se ampliam.

De acordo com o estudo da Ball University – universidade dos Estados Unidos – a Albumina é a principal responsável pela reestruturação muscular após os treinos.

Contudo, a relação de benefícios compreende também:

  • Previne os sintomas comuns em situações de overtraining;
  • Ajuda para a massa muscular aumentar mais rapidamente;
  • Serve para retardar o esvaziamento gástrico;
  • Auxilia no sistema circulatório;
  • Diminui a fome;
  • Ajuda a evitar o catabolismo muscular;
  • É uma fonte de proteína isenta de lactose;
  • É absorvida rapidamente pelo organismo;
  • Funciona como fonte de proteína para alimentação vegana;
  • Serve para complementar a dieta nos casos de desnutrição proteica grave;
  • Ajuda no tratamento de doenças (Doença de Crohn e Doença Celíaca).

Entre outras situações em que seu uso é muito positivo.

 

Efeitos colaterais do Albumina

 

Algumas patologias como: a sarcoidose, desidratação tromboangeíte e outras, aumentam os níveis de albumina no organismo.

Enquanto que colagenopatias, hipertiroidismo, hepatite, diabetes e outros tendem a reduzir os níveis de albumina.

Neste caso o tratamento clínico é recomendado, com medicamentos específicos.

Efeitos colaterais de medicamentos a base desta proteína podem ser tênues como severos, os mais comuns são normalmente coceiras, excesso de salivação, náuseas e vômitos tendem a aparecer e diminuir ou até desaparecer com o uso.

No caso de suplementos a base de Albumina, os efeitos colaterais comuns percebidos são:

  • Aumento de gases;
  • Diarreia;
  • Raramente enjoos;
  • Retenção de líquidos (influenciando assim para o aumento da pressão arterial);
  • Problemas renais quando consumida em excesso.

 

Albumina: para quem não é indicado

 

Pessoas com insuficiência renal, hemofílicos, patologias hepáticas, pancreatite, doentes cardíacos não devem consumir Albumina.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Grávidas, lactentes, idosos, e menores de idade também não devem consumir suplementos com Albumina.

Alérgicos aos componentes da fórmula, em particular pessoas com alergia ao ovo jamais devem consumir medicamentos e suplementos a base desta proteína.

 

Como tomar Albumina

 

O sabor e o odor da Albumina são marcantes, e para torna-los menos repugnantes ao paladar, fabricantes recomendam diluir o pó diretamente em sucos de frutas, podendo temperar com canela e aveia.

Mas, nada impede de ser misturada a água e também ao leite Para facilitar a diluição o ideal é utilizar o mixer ao invés do liquidificador para assim evitar a intensidade de espuma.

Contudo, a Albumina pode ser adicionada a receitas quentes como omeletes, mingaus, bem como biscoitos e pães.

 

Melhor horário para tomar Albumina

 

Não existe regra rígida sobre o período de consumo, normalmente a recomendação é de intercalar a ingestão com períodos de 3 horas.

Nas quatro situações usuais de consumo de suplemento, a Albumina tem ação:

#Albumina ao acordar: para nutrir o organismo após o período de jejum noturno;

#Albumina antes do treino: para auxiliar na proteção do tecido muscular, contudo deve-se respeitar o período de uma hora antes do treino;

#Albumina após o treino: indicado para quem não utiliza Whey Protein, e neste caso é possível mistura-la com dextrose;

#Albumina antes de dormir: auxilia para a produção hormonal e anabolismo.

Contudo, devido a degradação lenta, após exercícios exaustivos a ingestão não é recomendada.

 

Quantidade indicada para ingestão de Albumina

 

As proteínas seguem uma recomendação de ingestão para todos os níveis de exercício e assim descritos:

  • Sedentários (0,8g/Kg): 5 a 6 vezes semanalmente exercícios de 60 minutos (1,2g/Kg a 1,4g/Kg);
  • Esforços maiores que 60 minutos 5 a 6 vezes por semana (1,6g/Kg)
  • Praticantes habituais de exercícios de força (1,8g/Kg)
  • Pessoa praticante de exercício de força com 80 Kg = 80 X 1,8 = 144g/dia de proteína.

Salientando que a cada 30 gramas de Albumina na forma de suplemento são ingeridos 24 gramas de proteína.

É interessante avaliar o tipo de dieta do atleta, para assim evitar o consumo excessivo de proteína.

 

Diferença da Albumina e do Whey Protein

 

A base destes dois suplementos é a proteína, contudo, a proteína do Whey Protein é provinda do soro do leite, enquanto que a Albumina é a proteína do ovo.

A Albumina tem absorção mais lenta, e por isso influencia para manter os níveis de energia ao longo do dia.

Além dos 9 aminoácidos presentes é enriquecida com vitamina e ferro. Normalmente é restrita para alérgicos ao ovo, e não apresenta efeitos colaterais severos.

Leia também:

WHEY PROTEIN: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

HIPERCALÓRICO: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

O Whey Protein é encontrado em 3 versões: Hidrolisado, Isolada e Concentrada.

O período de absorção é rápido e por isso traz benefícios quase que instantâneos para a hipertrofia, como também agindo como interventor rápido para curar microlesões.

 

Perguntas e Respostas sobre Albumina

 

Tomar Albumina com outros suplementos aumenta os resultados?

Sim. Porém deve se ter um maior cuidado já que a proteína da clara do ovo (albumina) contém os 9 aminoácidos essenciais em grandes quantidades.

A adição de mais aminoácidos em excesso e longo prazo pode trazer desconfortos abdominais dos néfrons (rim), trazendo cálculos renais.

 

Albumina engorda?

Não. Se consumida exatamente seguindo as recomendações de uso é na verdade auxiliar para o emagrecimento.

Ela tem como proposta o saciamento e isso afasta o hábito de “beliscar”, principalmente evita o consumo de guloseimas fora e hora.

 

Albumina prejudica os rins?

Depende. Qualquer suplemento se consumido além da recomendação diária ou por período prolongado, sem análises clínicas, pode vir a comprometer a função renal a longo prazo.

Pessoas pré dispostas a problemas nos rins, podem vir a sofrer efeitos colaterais, na mesma proporção se usar outros tipos de suplementos.

 

Porque a albumina é usada antes de dormir?

A albumina é uma proteína de lenta degradação do tipo Time Release, consequentemente sua absorção precisa de mais tempo.

Neste caso, se consumida antes de dormir ela traz benefícios por conter muito aminoácidos, estes que servem para manter, além dos músculos, unhas, cabelo, cartilagens saudáveis.

Elementos da albumina como o zinco, por exemplo, eleva o hormônio do crescimento (GH), este muito importante para o crescimento muscular.

Permitindo assim que o corpo suplementado com albumina antes do sono, tenha todo favorecimento para o anabolismo.

 

Albumina pode ser utilizada com frutas nas “vitaminas”?

Até pode. Porém, ao mesmo tempo em que a frutose libera insulina para absorver mais proteínas e aminoácidos da albumina…

… algumas frutas de coloração branca apresentam o pigmento tanino, que quebram as proteínas, fazendo que a absorção da proteína seja menos biodisponível.

A recomendação é intercalar o consumo de albumina, em momentos com suco de frutas e em outros apenas com água.

 

Posso usar a albumina com aveia?

Não, a aveia contém o ácido fítico (fitato) que acaba tornando alguns minerais menos biodisponíveis pelo mesmo fato de atrapalhar a absorção.

Ou seja o cálcio, potássio, ferro, zinco e fósforo não seriam melhores aproveitados.

 

Onde comprar Albumina

Suplementos de Albumina são acessíveis e podem ser encontrados em gôndolas de farmácias, supermercados, lojas de academia e até mesmo em vários sites da internet.

Porém, essa mesma facilidade é uma via de mão única para que aproveitadores e atravessadores elaborem Albumina de má qualidade, expondo a vida do usuário e efeitos colaterais desconhecidos.

Na Growth Supplements, fabricante de Albumina é possível adquiri o produto com qualidade e preço justo, que chega em até 40% menos que lojas convencionais. Clique aqui e confira!

 

 

Esperamos que o post tenha ajudado você a sanar suas dúvidas!
Passe essas informações adiante, compartilhe! 

 

 

Referências Bibliográficas

Novak F, Heyland DK. Glutamine supplementation in serious illness: a systemic review of the evidence. Crit Care Med 2002; 30(9): 2022-2029

Benati G, Delvecchio S, Cilla D, Pedone V. Impact on pressure ulcer healing of an arginine-enriched nutritional solution in patients with severe cognitive impairment. Arch Gerontol Geriatr 2001; 7:43-47

Biesek, S.; Alves, L. A.; Guerra, I. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte. 2 ed. rev. e ampl. Barueri-SP: Manole, 2010.

 

Salvar

Salvar




DICAS RELACIONADAS


11 comentários em “ALBUMINA: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

  1. Muito bom o post, porém, uma dúvida:

    Eu posso ingerir a albumina mistuarada com água juntamente com o ZMA antes do sono? Ou qual seria a melhor forma de ingerir os dois suplementos já que é aconcelhável ingerir o ZMA 30 minutos antes de repousar?

    Desde já agradeço!

    1. Bacana a pergunta.. Eu particulamente fui orientado pela minha Nutricionista Esportiva para ingerir o ZMA logo pela manhã em jejum.. E a Albumina no período da noite devido sua lenta absorção..

    1. Eu também tomo remédios para depressão, faço a ingestão de whey, bcaa e já fiz a ingestão de albumina, sem problemas algum.

      Particularmente a creatina eu evito pois, já fiz uso e tive uma certa retenção hídrica, fiquei um pouco inchado só por isso.

      Agora o que evito tomar devido ao remédio anti-depressivo são os termogênicos e pré-treino, pois me deixam extremamente ansioso..

  2. Tomo em jejum uma colher de sobremesa de albumina com gelatina batida no liquidificador, foi a maneira que encontrei para amenizar o sabor e cheiro de ovo!

    1. Nada impede de você ingerir pela manhã, mas geralmente a albumina é ingerida a noite antes de dormir devido sua absorção ser lenta, dessa forma ela pode fornecer proteína por um longo tempo ao seu corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.