29 nov

Whey Protein faz mal ao Fígado? (todo cuidado é pouco)

Whey Protein faz mal ao Fígado?

Whey Protein faz mal ao Fígado? Essa é uma das principais dúvidas quando se está iniciando o consumo deste suplemento.

Whey Protein é de longe o suplemento mais consumido mundialmente.

Sua fama é grande entre aqueles que frequentam academia. Entretanto, também é um suplemento consumido por atletas de alta performance.

E, com muita aceitação, tem feito parte da dieta de pessoas que estão doentes.

Todas as versões de whey Protein, trazem importantes benefícios ao organismo.

Sendo um, a capacidade de repor rapidamente aminoácidos (proteínas), perdidos durante a exposição do organismo a uma situação de estresse ou fadiga.

Comuns aos momentos de treinos, competições, infecções, interferências cirúrgicas, etc.

Por isso, se você que está lendo este artigo é um iniciante no uso de suplementos ou se já faz parte do grupo de veteranos é importante saber se whey protein faz mal ao fígado.

Antes porém é essencial entender o que é o whey, quais os benefícios e como usar corretamente.

Sendo assim, leia o artigo na íntegra!

 

Whey Protein faz mal ao fígado? Mas o que é este suplemento exatamente?

 

Whey Protein é um tipo de suplemento com alto nível de proteínas, cuja absorção é extremamente rápida, sendo o soro de leite a matéria prima principal.

É um alimento antiguissimo, que conforme a história já era usado por Hipócrates, nossa maior e respeitada referência na área nutricional e médica.

A extração primitiva da proteína do leite, em especial do bovino, ocorre no momento antes de seguir para a transformação em queijos.

Neste processo, proteínas globulares, aproximadamente 80% de caseína, são isoladas diretamente do soro.

Ou seja, essencialmente o resultado final é um superalimento, rico em:

# Betalactoglobulina;

# Imunoglobulinas;

# Alfa-lactoalbumina;

# Albumina.

Elementos essenciais para que diferentes processos positivos ocorram no organismo.

Entretanto, sua fama tem relação direta pela quantidade e qualidade dos aminoácidos que entrega na fórmula em pó de uso fácil e saboroso.

Ou seja, é no whey protein que estão os  maiores construtores de músculos, e principalmente agentes para evitar:

# O catabolismo muscular;

# A perda mineral óssea;

# O excesso de fadiga;

# A desnutrição.

E diminuir riscos enquanto o organismo estiver em exposição a agentes infecciosos e contaminadores.

Tudo graças aos aminoácidos, também chamados de Leucina, Valina, Isoleucina, além de Arginina, Glutamina e BCAA (branched-chain amino acids).

Diante disso, já podemos entender que antes de acreditar cegamente que whey protein faz mal ao fígado é importante conhecer a lista de benefícios.

A qual compartilhamos a seguir. Acompanhe!

 

De construtor muscular até bom para o cérebro, conheça benefícios do whey protein!

 

Talvez o benefício mais comentado sobre o whey protein seja sua capacidade de ajudar a ganhar massa muscular, o que de fato é verdadeiro.

Cientificamente está provado que o soro de leite, graças ao perfil dos aminoácidos que pode ofertar, otimiza ganhos para o corpo de quem busca hipertrofia.

A capacidade de aumentar massa, promovendo consistência por longos períodos, é tarefa de alimentos de alto valor biológico, setor onde whey protein se enquadra.

Logo, quando consumimos whey protegemos músculos diferentes, principalmente de pequenas lesões, que surgem em decorrência da carga de treino, por exemplo.

Além disso, este suplemento, antes mesmo de entrarmos na discussão sobre whey protein faz mal ao fígado, entrega uma lista considerável de benefícios, os quais resumimos em:

# Bom aporte de carboidrato imediatamente após encerramento de treinos ou competições;

# Melhor fonte de Leucina com disponibilidade rápida;

# Garante estabilidade na glicose antes e depois do treino;

# É perfeito para aproveitar “janelas de oportunidades” para o anabolismo;

# Interfere positivamente para reduzir colesterol ‘ruim’;

# É sobressalente quando o assunto é aporte energético.

Entretanto, não é apenas para atletas que os benefícios do whey são designados.

Pois, de acordo com publicações feitas no International Journal of Food Sciences and Nutrition, whey protein poderá, em algum momento servir como coadjuvante para tratar até mesmo asma.

Sabe-se ainda, que pessoas portadoras de HIV, normalmente expostas a infecções reincidentes podem melhorar a qualidade de vida usando whey protein na dieta.

Porque, aminoácidos do tipo imunomodulares, entre eles, glutamina, servirão para fortalecer e melhorar muito o sistema imunológico dessas pessoas.

São motivos importantes que devem ser considerados antes de compreender como funciona o fígado e se de fato whey protein faz mal ao órgão.

 

Qual a relação do fígado com a síntese de whey protein?

 

O corpo humano funciona sinergicamente dentro de um complexo esquema.

Cuja dinâmica, em alguns aspectos ainda é um enigma, talvez jamais passível de descoberta…

Entre órgãos, fluídos, plasma, veias… chegamos aos diversos sistemas, entre eles:

# Cardiovascular;

# Respiratório;

# Nervoso;

# Reprodutor;

# Esquelético;

# Urinário;

# Excretor;

# Endócrino…

E também digestório, onde o fígado se encaixa. Mas o que é o fígado exatamente?

Sabemos que estamos nos referindo a um órgão extremamente importante para a digestão.

Assim como também é imprescindível para metabolização e armazenamento de diferentes itens que servem para nutrir o organismo.

Sua função como glândula, é que o faz ser tão importante para ‘filtrar’ o que chega ao organismo.

Estrategicamente localizado no abdômen, mais na parte superior e junto ao estômago, é um órgão pesado, acima de 1kg e com largura em torno de 22cm.

Dividido em 4 partes, chamadas de Lobos (direto, caudado, esquerdo e quadrado), suas funções incluem transformar toda gordura consumida em energia, graças a bile.

Também é essa tarefa que, quando não executada harmonicamente leva ao desenvolvimento de doenças como a esteatose hepática (excesso de gordura ao redor do fígado).

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth

Leia também:

Whey Protein, o que é, para que serve, benefícios e como tomar

Whey Protein Isolado, para que serve e seus Benefícios

Whey Protein Hidrolisado, para que server e seus Benefícios

Whey Protein Concentrado, para que serve e seus Benefícios

BCAA engorda ou emagrece? Faz Mal? Como Tomar Corretamente?

Devo tomar a Creatina Antes ou Depois do Treino? Qual o melhor horário?

O que é a Glutamina, para que serve, benefícios, efeitos colaterais, como tomar

BCAA – O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais e como tomar

CREATINA – O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais e como tomar

HIPERCALÓRICO – O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

Muito sobre whey protein faz mal ao fígado está relacionado com uma outra tarefa, a de filtrar e armazenar.

Ou seja, trabalha para que impurezas não cheguem a corrente sanguínea e a outros órgãos.

Noutro plano, o fígado ainda serve para fixar minerais e vitaminas.

Contudo, para que a insulina não resulte em processos que levem a queda ou alta, o fígado interfere com veemência.

Filtrar metais pesados como magnésio, zinco, potássio, alumínio e outros, além de  compostos químicos como amônia, também é possível graças a atuação do fígado.

Tudo isso, sem dúvidas, servem de indicadores sobre quanto importante é este órgão.

Mas, para a dúvida tema deste artigo, ainda não encontramos resposta.

 

Afinal, whey protein faz mal ao fígado?

 

De acordo com alguns estudos, entre eles o realizado nos Estados Unidos, pelo  Centro Médico da Universidade de Pittsburgh:

Um dos aminoácidos presente no whey protein, chamado de Cisteína, é um indicativo de que o suplemento pode vir a fazer mal ao fígado ou não.

Apesar de precisarmos deste aminoácido, em proporções descontroladas poderá trazer complicações ao órgão.

Mesmo presente em diversos alimentos, a quantidade fornecida pelo suplemento faz elevar os níveis naturais.

Mas, estamos diante de duas situações antagônicas: Pois, se é também, graças a cisteína, que glutationa (antioxidante) se eleva no fígado, protegendo o órgão e o organismo de diversas doenças, é ela também a responsável por exigir demais que o órgão trabalhe.

Na mesma pesquisa porém, percebeu-se que pessoas que sofrem de doenças hepáticas se beneficiaram do whey, tanto para melhorar a cisteína, como para elevar glutationa.

O que então mudaria  a ideia de que whey protein faz mal ao fígado para um elemento provável de auxílio a pessoas com disfunções hepáticas.

De certo, o que sabemos é que não existe estudo conclusivo, nem sobre o quanto whey prejudica o fígado, nem sobre como o suplemento poderia ajudar o órgão quando doente.

 

Qual efeito colateral que whey protein causa ao fígado

 

Definitivamente não podemos generalizar, tão pouco afirmar que whey protein irá fazer mal a todas as pessoas.

Muito provavelmente, whey protein faz mal ao fígado de quem já possui histórico de doenças no órgão.

Como a quantidade de proteína no whey é considerável, uma pessoa com problema hepático encontraria dificuldades para processar o aminoácido.

Gerando assim acúmulos, que, em determinado tempo resultam, inicialmente, em um colapso no órgão.

Entretanto, consequentemente o excesso de resíduos toxicológicos em outros órgãos.

Pesquisas como a realizada por Kerry Whitt, médico americano a mais de 10 anos, comprovaram que: whey protein ou mesmo outros suplementos que carregam aminoácidos, podem comprometer ainda mais a saúde de pessoas que sofrem com lesão colestática, por exemplo.

Mas, de lá para cá muitas novas pesquisas foram realizadas sobre este suplemento, inclusive, sobre whey protein faz mal ao fígado.

E, se de um lado, algumas opiniões afirmam que o suplemento pode reduzir a vitalidade do órgão, de outro, argumentos firmados na ação que vimos antes, whey protein melhora a produção de glutationa, são taxativos de que o suplemento, na verdade, poderia ser usado para tratar pessoas com alguns tipos de doenças no fígado.

 

Como usar corretamente whey protein para não prejudicar o fígado?

Partindo do princípio que até água de mais faz mal, podemos afirmar com total convicção que whey protein faz mal ao fígado, indiscutivelmente quando pessoas extrapolam na quantidade.

Como já dizia  Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, mais conhecido por Paracelso: “A diferença entre veneno e remédio é a dose.”

A prudência no consumo do suplemento em questão e também de tudo que “colocamos” para dentro do organismo é o diferencial para vida longa ao fígado.

Sendo assim, é vital seguir a quantidade diária recomendada de whey protein fornecida por cada fabricante, e, acima de tudo respeitar as formas de uso.

 

Para quem esta em busca de Whey Protein de qualidade…

Vale conhecer a linha de Whey Protein que Growth Supplements disponibiliza.

Com foco voltado para atender todas as demandas de suplementos para desportistas, a empresa preza pela legitimidade da matéria prima e modernidade nos processos de fabricação do whey protein e outros produtos do nicho.

Acesse o site da Growth Supplements, confira mais sobre o suplemento indicado para antes de dormir, que chegam até 40% a menos que lojas convencionais. Clique aqui e confira!

Para concluir nossa conversa sobre whey protein faz mal ao fígado, sugerimos que leia mais sobre o assunto, acessando nossos artigos, e se ainda tem dúvidas entre em contato.

 

Referências

Sgarbieri, V.C. Propriedades FisiológicasFuncionais das Proteínas do Soro de Leite. Revista de Nutrição. Campinas. Vol. 17. Núm. 4. 2004.

HARAGUCHI, F. K.; ABREU, W. C.; PAULA, H. Proteínas do soro do leite: composição, propriedades nutricionais, aplicações no esporte e benefícios para a saúde humana. Campinas: Revista de Nutrição. 2006.

Pacheco, M.T.B.; Dias, N.F.G.; Baldini, V.L.S.; Tanikawa, C.; Sgarbieri, V.C. Propriedades Funcionais de Hidrolisados a partir de Concentrados Protéicos de Soro de Leite. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas. Vol. 25. Núm. 2. 2005.

 






DICAS RELACIONADAS


2 comentários em “Whey Protein faz mal ao Fígado? (todo cuidado é pouco)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Ir para o topo

Copyright© 2018 Dicas de Treino.