02 set

Conheça alguns dos Benefícios que Café pode proporcionar aos seus Treinos

beneficios-do-cafe-nos-treinosTalvez você ainda não saiba, mas o café possui grandes benefícios que podem ajudá-lo em suas atividades físicas. Com certeza vale a pena conhecê-los e tirar o melhor proveito deles.

Para que você tenha uma ideia, um estudo feito por Dr. Ori Hofmekler, autor do livro Maximum Muscle Minimum Fat, o café aumenta o nosso metabolismo em 20%. Segundo ele, a bebida pode ser mais benéfica se consumida antes do exercício, pois nessa condição o nosso corpo permite uma rápida liberação de energia para a atividade física, principalmente quando o treino é feito ainda cedo.

Entretanto, o café deve ser consumindo com cuidado e moderação. Ele é uma substância potente que pode afetar a glândula adrenal, e caso você possua alguma alteração dessa função, tenha ainda mais cuidado. Para que não haja a agressão do sistema adrenal, o café deve ser natural, fresco e orgânico. Usado logo cedo, o café também aumenta o glutamato que é um neurotransmissor excitatório.

A recomendação é que se consuma uma xícara de café, ou expresso, pela manhã antes de treinar. E só durante todo o dia!

Café pode reduzir as dores musculares pós-exercício, consumir o equivalente a duas xícaras de café uma hora antes do treino pode ajudar a reduzir as dores musculares pós-exercício em mais de 48%.

Ao ser comparado com um anti-inflamatório o café apresentou 30% de redução das dores pós-exercício enquanto o medicamento apontou somente 25%.

01 set

Conheça o Manual de Anatomia do Exercício

Manual de Anatomia do ExercícioDesde que aprendemos a nos organizar em sociedade o homem estabeleceu suas práticas, seus costumes e suas aptidões. Para o nosso bem, os costumes mudaram, as nossas práticas se desenvolveram e, consequentemente, nossa saúde melhorou. Já se passou o tempo em que apenas esportistas ou fisiculturistas praticavam exercícios diários, além de também não ser mais exclusividade dos profissionais da saúde saber que atividades físicas regulares são de extrema importância para a manutenção da saúde.

Seja na infância ou na velhice, os exercícios físicos devem estimular nossa articulação e nos proporcionar melhor controle sobre nossas atividades. Assim, cada tipo de idade necessita de um tipo de exercício específico, levando em consideração suas capacidades e limitações. E é nisso que o Manual de Anatomia do Exercício irá te auxiliar.

Para o estudante de anatomia, atuais e futuros treinadores, esportistas ou apenas para aqueles que desejam melhorar seu preparo físico, este livro traz um aconselhamento dinâmico de como executar exercícios fundamentais para a saúde do corpo. Através do conhecimento anatômico corporal, este manual compõe um treinamento não só dinamicamente ilustrado como também cientificamente elaborado.

Organizado em três seções primárias, a composição anatômica será apresentado primeiramente pelas estruturas básicas do corpo: a composição do esqueleto, as formações musculares e nervosas. A seção de visão geral de anatomia fornece, detalhadamente, ilustrações anatomicamente corretas, com legendas claras e informativas para os vários sistemas e regiões do corpo. Cada um dos cinco capítulos do guia de exercício foca uma área muscular específica – membros superiores e ombros, tórax, costas, tronco, membros inferiores e glúteos, sempre lembrando que todos os exercícios são apresentados em duas posições corretas:

Como é o Manual de Anatomia do Exercício

Além de ser cientificamente elaborado, possuir linguagem clara e ilustrações didáticas, o Manual de Anatomia do Exercício possui também um livro para colorir no final da edição, sendo um recurso de apoio ao estudo, que procura facilitar seu entendimento do sistema corporal. A partir do material correto é possível ver os resultados em seu corpo, sempre respeitando seus limites e procurando unir o conhecimento com a motivação física.

Editora:  Blucher

01 set

Dia 01 de setembro é dia do Profissional de Educação Física

Educação FisicaDia 01 de setembro é dia do Profissional de Educação Física e a minha dica de hoje é: tenha motivos para comemorar conosco! Se você acompanha o blog “Dicas de Treino” você já leu muitas dicas dos profissionais colunistas aqui; então, certamente, você já alcançou alguns resultados, não é? Deve ter compartilhado as novidades com os amigos, discutido alguma matéria “polêmica”, refletindo em algum assunto que nunca tinha parado para pensar e adquiriu novos conhecimentos.

Acredito que a busca por conhecimentos é o que nos motiva nos dá direção, e a capacidade de analisar o conhecimento adquirido também é uma ferramenta muito importante para saber onde se está indo. Por isso gostaria de incentivar você a valorizar o Profissional de Educação Física que esteja aí do seu lado, ajude-o a ser melhor em todos os sentidos, verifique se ele é capacitado para atuar onde atua, seja crítico. A fim de que possamos ter o reconhecimento que merecemos, por ajudar a toda uma sociedade a viver com mais saúde, prepará-los para os declínios fisiológicos do envelhecimento, estudar e divulgar os benefícios dos exercícios físicos para o corpo a mente e o espírito.

 

“Fique à vontade para comentar seus alvos, suas conquistas e parabenizar seu/sua professor/treinador de Educação Física por este dia!”

 

31 ago

Respiração Vs. Treino

Respiração Vs. TreinoJá imaginou que sua capacidade física pode estar reduzida pela metade somente pela má respiração? Quando executamos nossos exercícios levamos em conta a série, a carga, o ritmo das repetições, tempo de descanso, etc, contudo um fator muito importante que temos que aprender a controlar e utilizar é a respiração.

O oxigênio é primordial a nossa existência, dele produzimos energia para manter nossas atividades, a respiração que pode ser através da boca, nariz ou pele é fator primordial em nossas atividades físicas. Respirar de forma correta ou não pode significar um ganho ou uma redução no seu desempenho.

Além da demanda energética a respiração correta dá suporte para a coluna vertebral proporcionando mais estabilidade, isso acontece porque a pressão intra-abdominal é elevada pela contração da musculatura abdominal, do diafragma e dos músculos intercostais. Mas para que isso ocorra você precisa saber a hora certa de inspirar, expirar ou travar a respiração, é o que vamos entender agora.

Temos então alguns tipos de respiração, são elas:

  1. Continuada ou também chamada de Livre, é quando respiramos sem nos preocuparmos com a hora certa de respirar, simplesmente respiramos. Provoca troca de gases de forma constante e é bastante indicada para iniciantes, já que estes tem tantas coisas para prestar atenção e teriam baixa intensidade de treino. É uma boa técnica, porém seu uso constante pode prejudicar sua performance;
  2. Respiração Ativa-Eletiva ou simplesmente ativa, menos indicada ao aluno iniciante é bastante utilizada em exercícios de força dinâmica, como os de hipertrofia tradicionais, inspiramos na fase concêntrica e expiramos na fase excêntrica;
  3. Respiração Passiva-Eletiva ou Passiva, também indicada a alunos que já passaram da sua fase de iniciação, utilizada em treinos de força, potência, hipertrofia e também muito aplicada em gestos desportivos como saques de tênis, arremessos, chutes, etc. Esse tipo de respiração possibilita uma compressão na cavidade abdominal que facilita a respiração e promove maior estabilidade na coluna;
  4. Respiração bloqueada, apeia ou manobra de valsava, esta é a mais complexa, essa técnica deve ser aplicada com precisão já que a oxigenação do sangue não pode parar. Quando a respiração é bloqueada o retorno venoso fica diminuído a pressão sanguínea se eleva, com esse aumento de pressão também fica aumentada a sobrecarga cardíaca, isso exige que o coração desenvolva maior pressão para ejetar o sangue, tornando o trabalho cardíaco mais difícil (FLECK e KRAEMER, 2006). Mcardle et AL.2011 relata que essas respostas representam um perigo potencial para indivíduos com doença cardiovascular.

Existe a hora certa de utilizar esse tipo de respiração, contudo cabe ao educador físico explicar e incentivar, principalmente os iniciantes, a criar um padrão contínuo de respiração durante as séries do exercício, evitando, assim, a realização da manobra de valsalva (TEIXEIRA e
GUEDES JR., 2010)

Importante deixar claro que esse tipo de respiração se torna inevitável em exercícios com intensidade igual ou superior a 80% de 1RM (Souza Nery et AL, 2012).

Acredito que a respiração deva ser instruída e controlada quando necessário, contudo o aluno tem que se sentir confortável com determinada técnica de respiração empregada, com a proporção de 1 ciclo respiratório para cada repetição haverá oxigenação constante e o desempenho será ótimo. Para a maior parte dos alunos de uma academia, que não treinam em alta intensidade, que me perguntarem como respirar a resposta será a mesma que Teixeira e Guedes Jr. (2010) descreveram, “simplesmente respire”.

 

Referências:

Souza N. S. de et Al. Respostas e adaptações cardiovasculares ao treinamento resistido dinâmico, artigo 2012.
TEIXEIRA, C.V.L.S.; GUEDES JR. D.P. <b>Musculação: perguntas e respostas: As 50 dúvidas mais frequentes nas academias. São Paulo. Editora Phorte, 2010.

31 ago

Biotipo e suas características: Ectomorfo, Mesomorfo e Endomorfo

Biotipo Ectomorfo, Mesomorfo e Endomorfo

De acordo com a Dra. Böhme, em 1940 foi descrito por Sheldon W. O biotipo possui três denominações, baseados em três componentes primários, relativos ao genótipo do indivíduo que são: endomorfia, mesomorfia e a ectomorfia. Destaca-se que os biotipos são características herdadas geneticamente por cada indivíduo, cada qual com suas características próprias e que devem ser levadas em consideração ao se exigir resultados além dos quais a sua genética permite.

 

Biotipo e suas principais características

 

 

Ectomorfo: é naturalmente magro, com baixo percentual de gordura. Possui dificuldade em ganhar peso, quer seja massa muscular ou gordura. Possui uma estrutura óssea estreita, ombros curtos, cintura fina e uma caixa torácica estreita;

Mesomorfo: facilmente pode ganhar e perder peso, quer seja massa muscular ou gordura. Possui estrutura óssea ideal, tem os ombros largos e a cintura estreita, além de uma caixa torácica larga;

Endomorfo: possui muita facilidade em ganhar peso. É naturalmente pesado, tem os ombros largos, caixa torácica e cintura largas. Apesar de ganhar peso com muita facilidade, normalmente o peso que ganha é mais gordura do que músculo, tendo sempre dificuldade para perdê-lo. Ainda mais dificuldade para perder gordura.

 

No vídeo abaixo o personal Fernando Sardinha explica as características e particularidades de cada biotipo, confira!

 

 

 

Referência:
BÖHME, Maria Tereza Silveira; Componentes da constituição corporal. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, vol. 02, n° 01 p. 72-79.

O post publicado possui autorização expressa do autor, todo o conteúdo exposto é de responsabilidade do mesmo.

31 ago

Treino de Tríceps para Intermediários

treino-de-triceps-intermediarioO Músculo Tríceps Braquial (sim, também temos outros tríceps no nosso corpo), é também muito conhecido e muito visado nos treinos. Fica localizado na superfície posterior do braço, e possui 03 porções ou cabeças (cabeça longa, lateral e medial).  As mulheres o conhecem como o famoso músculo do “tchauzinho”, pois quando esta musculatura está flácida, balança nesse movimento do “tchau” e as incomoda bastante. Este músculo compreende cerca de 2/3 de todo o braço.

 

Vejamos alguns exercícios para seus treinos de tríceps:

  • Tríceps no Cross Over com barra “V”: Drop-Set: realize 4 repetições máximas perfeitas, diminua a carga um pouco e realize mais 4, diminua outra vez e realize mais 4 ou 5 somente.  – 3 séries
  • Tríceps Francês no Cross Over com polia baixa: 3 X de 8 a 10 repetições;
  • Tríceps Kick Back: (coice) no Cross Over com polia baixa (peça ajuda o professor para ajustar a polia. Erros biomecânicos no ajuste da polia são muito comuns e fazem toda a diferença) – 3 X de 10 repetições.

 

Lembre-se de realizar os movimentos com boa amplitude, dando ênfase tanto na fase excêntrica quanto na concêntrica. Foco na postura! Treine no seu limite. Não coloque mais carga d que suporta, mas também não tenha medo e aumentar suas cargas periodicamente, respeitando seu limite.

Ressalto ainda que existem exercícios que trabalham mais de uma articulação e consequentemente há diversos outros músculos envolvidos. Muitos exercícios para os músculos peitorais, por exemplo, como o supino e flexões de braço, também solicitam a ação do tríceps como agonista. Então é importante configurar seus programas de treinamento de forma correta, e só um professor de Educação Física tem preparo para isso.

Consulte o professor de Educação Física de sua academia. Não fique pegando séries de internet, mesmo as indicadas por profissionais de Educação Física (inclusive esta feita por mim, que sou um profissional). Ressalto que este treino é apenas um exemplo, uma dica de treino, e que alguns dos princípios do treinamento de força é a individualidade biológica e a especificidade, ou seja, os treinos precisam ser específicos, atenderem seus objetivos e serem prescritos pensando em você. Muito menos aceitem dicas dos marombeiros e curiosos. Eles não estudaram para isso, somente acham que sabem.  

 

Bom Treino de Tríceps e até a próxima!!!

 

Referências:
DANGELO, J.C.; FATTINI, C.A. Anatomia humana sistêmica e segmentar. Ed. Atheneu, 2ª Edição, São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e Belo Horizonte. 2005;
McARDLE, W. Katch, W. Katch. Fisiologia do Exercício. Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 7ª Edição. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2011;
HAMILL, J.; KNUTZEN, K.M. Bases biomecânicas do movimento humano. 2ª edição, São Paulo: Manole, 2008.

O post publicado possui autorização expressa do autor, todo o conteúdo exposto é de responsabilidade do mesmo.

31 ago

Treino de Tríceps para Avançados

treino-de-triceps-avancadoO Músculo Tríceps Braquial (sim, também temos outros tríceps no nosso corpo), é também muito conhecido e muito visado nos treinos. Fica localizado na superfície posterior do braço, e possui 03 porções ou cabeças (cabeça longa, lateral e medial).  As mulheres o conhecem como o famoso músculo do “tchauzinho”, pois quando esta musculatura está flácida, balança nesse movimento do “tchau” e as incomoda bastante. Assim como o bíceps, os homens também dão bastante ênfase a essa musculatura.  Este músculo compreende cerca de 2/3 de todo o braço.

 

Vejamos alguns exercícios turbinar seus treinos de tríceps:

  •  Tríceps no Cross Over com barra “V”: 4 X 5+5+5 (Drop-SET). Realize 5 repetições máximas perfeitas, diminua a carga um pouco e realize mais 5, diminua outra vez e realize mais 4 ou 5 somente.  São 4 séries;
  • Tríceps no Cross Over com Corda: 4 X de 8 a 10 repetições com excêntrica lenta;
  • Tríceps Testa + Tríceps Francês com halteres (Conjugado): 3 a 4 X 8 + 8 repetições (8 de cada);

 

Lembre-se de realizar os movimentos com boa amplitude, dando ênfase tanto na fase excêntrica quanto na concêntrica. Foco na postura! Treine no seu limite. Não coloque mais carga d que suporta, mas também não tenha medo e aumentar suas cargas periodicamente, respeitando seu limite.

Ressalto ainda que existem exercícios que trabalham mais de uma articulação e consequentemente há diversos outros músculos envolvidos. Muitos exercícios para os músculos peitorais, por exemplo, como o supino e flexões de braço, também solicitam a ação do tríceps como agonista. Então é importante configurar seus programas de treinamento de forma correta, e só um professor de Educação Física tem preparo para isso.

Consulte o professor de Educação Física de sua academia. Não fique pegando séries de internet, mesmo as indicadas por profissionais de Educação Física (inclusive esta feita por mim, que sou um profissional). Ressalto que este treino é apenas um exemplo, uma dica de treino, e que alguns dos princípios do treinamento de força é a individualidade biológica e a especificidade, ou seja, os treinos precisam ser específicos, atenderem seus objetivos e serem prescritos pensando em você. Muito menos aceitem dicas dos marombeiros e curiosos. Eles não estudaram para isso, somente acham que sabem. Então sejam inteligentes, meus caros. As vezes me pergunto: Você paga caro numa academia para ter os melhores aparelhos e os melhores profissionais… e só usufrui dos aparelhos, e ainda usufrui mal, por sinal, pois sem orientação profissional seu treino deve ser horrível e ineficaz.

 Sem muita delonga, vou contar um breve relato meu. Antes de ir para a universidade estudar Educação Física eu já treinava. Como todo jovem inexperiente, logo que cresci um pouquinho, comecei a montar meus próprios treinos, achando que sabia alguma coisa. No decorrer da minha graduação, fiquei até assustado ao perceber o número imenso de erros que eu cometia ao tentar montar meus treinos. E que se eu tivesse aceitado a orientações do professor desde o início, meus resultados seriam muito mais expressivos. Pensa nisso!

 

Bom Treino de Tríceps e até a próxima!!!

 

Referências:
DANGELO, J.C.; FATTINI, C.A. Anatomia humana sistêmica e segmentar. Ed. Atheneu, 2ª Edição, São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e Belo Horizonte. 2005;
McARDLE, W. Katch, W. Katch. Fisiologia do Exercício. Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 7ª Edição. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2011;
HAMILL, J.; KNUTZEN, K.M. Bases biomecânicas do movimento humano. 2ª edição, São Paulo: Manole, 2008.

O post publicado possui autorização expressa do autor, todo o conteúdo exposto é de responsabilidade do mesmo.

31 ago

BODY ACTION “A única empresa brasileira a passar em todos os testes laboratoriais do INMETRO”

Body Aaction teste do INMETRONo domingo, 24/08/2014, foi divulgada no Fantástico, da rede Globo, uma matéria sobre análises em suplementos proteicos para atletas, feitas pelo INMETRO.

A BODY ACTION foi à única empresa brasileira a passar em todos os testes laboratoriais do INMETRO. Os resultados analíticos apresentados no produto Whey Protein da marca BODY ACTION quanto ao teor de proteínas, teor de carboidratos, origem de proteínas e substâncias não declaradas (ausência de cafeína) foram satisfatórios, o que justifica o constante investimento em análises e confirma a excelência na qualidade dos produtos. Assim como o INMETRO, entendemos que os resultados obtidos em seus laboratórios – de excelência técnica inquestionável – têm elevado grau de confiabilidade e refletem a realidade das amostras ensaiadas.

Rainha Laboratório Nutracêutico

A Rainha Laboratório Nutracêutico, fabricante dos produtos BODY ACTION, já atua há 34 anos no segmento de suplementação nutricional, com foco em alimentos funcionais, nutrição esportiva, suplementos vitamínicos/minerais e nutrição infantil. Mantém um alto investimento em gerenciamento de qualidade, Boas Práticas de Fabricação (BPF), capacitação de colaboradores, tecnologia de produção, e conta, ainda, com um dos mais modernos parques fabris do segmento de suplementação. Isso é o que reflete nos resultados satisfatórios apresentados.

Em contato com a BODY ACTION, a mesmareafirma seu compromisso com a qualidade e respeito pelo consumidor e agradece ao INMETRO e ao FANTÁSTICO a oportunidade de estar no grupo das marcas analisadas comprovando mais uma vez esse compromisso!

 

29 ago

Entenda como acelerar a Queima de Gordura

Queima de GorduraPrimeiramente, vamos entender que emagrecer é reduzir gordura e não necessariamente, o peso em si. Ok?! Bom, então você quer perder gordura?! Vamos levantar alguns pontos e pensar nisso…. O treinamento de musculação, treinamento de força, mudará profundamente seu corpo e sua vida para melhor. Claro que para isso, você deve ser orientado para que a execução seja ótima. Infelizmente, verificamos erros bobos do início ao fim de um programa de treinamento.

Algumas orientações básicas podem ajudar, a ter um maior aproveitamento do treinamento, para que tenha sucesso com sua perda de gordura.

A primeira coisa a se pensar é a dieta. Não existe mistério nem segredo quanto a isso. De alguma forma você precisa fazer com que seu corpo consuma mais calorias do que acumule. Treinamentos com características a gerar um distúrbio metabólico irão fazer com que você construa músculos e, mantenha um nível acelerado no seu metabolismo no pós treino. Para tal, a dieta se faz importante para manutenção da massa muscular, quanto mais massa magra você tiver, mais calorias seu corpo queima em repouso!!!

Com uma dieta bem estruturada e a combinação perfeita de alimentos, fará com que você se sinta saciado o dia todo, sem que passe fome. Siga o planejamento, mantenha-se na linha, tenha força de vontade e acima de tudo, seja paciente!!

As pessoas melhor sucedidas são aquelas que utilizam o tempo com sabedoria. Vai ter a hora de comer o que gosta, até lá paciência! No quesito treinamento, deixe de lado os exercícios aeróbicos prolongados, esse tipo de exercício é uma má escolha, a não ser que você não tenha outra escolha…

Além de não ser interessante para suas articulações ele faz com que seu corpo desperdice massa magra (processo a ser explicado em outro artigo), com isso você queima menos calorias durante seu dia. De forma geral, treinar pelo menos 4 vezes por semana com cargas moderadas e volume relativamente alto com descanso reduzido…. Básico né?! Seria interessante manter seus treinos em torno de 1h, muito mais que isso faz com que seu corpo produza muito cortisol, o que não é favorável à perda de gordura!

O descanso reduzido aumenta bastante a intensidade do seu treino. Esses descansos curtos resultam em uma grande queima de gordura pós treino. O problema é manter o ritmo com intervalos curtos, pois a intensidade deverá cair se seu condicionamento físico não estiver em um nível decente. Para isso, você pode aos poucos ir reduzindo até chegar a 10, 5 e até 0 segundos de descanso, dependendo da configuração do seu treinamento, converse com seu treinador quanto a configuração do treino!

A grande falha é errar ao falhar… Heim?!?! Como?!?! Você deve adequar a carga do seu exercício para que a última repetição seja a falha. Seja realmente a última… Não entendeu??!! Ok!! Se você chegar na última repetição e tiver a sensação que poderia fazer mais 1, 2, 10 repetições significa que você precisa aumentar o peso e está treinando de forma submáxima!

A falha acontece quando nenhuma repetição extra pode ser executada sem ajuda. Sprints, hiit, intervalado, tabata, eles podem ser incorporados no seu treinamento. Porém, faça-os em dias ou horários diferentes do seu treino de força, estímulos diferentes devem ser dados em horários ou dias diferentes, assim poderá atingir o pico de intensidade e promover o estímulo e recuperação adequados. Contudo, certifique-se que esse alto volume de treino não faz da sua vida um estresse, já que o estresse é contra produtivo.

Um fator muito negligenciado e acredito que um dos fatores mais importantes é a recuperação, um componente essencial de qualquer programa de treinamento, incluindo a redução da gordura.

Durma bem!! Um dos principais objetivos de um programa de perda de gordura é o de produzir uma grande resposta hormonal metabólica, especialmente o hormônio do crescimento (GH), a noite durante o sono profundo é onde acontece sua maior liberação. Se você tem um sono conturbado e não consegue dormir bem, o cortisol será elevado, as adaptações serão comprometidas e a perda de gordura irá reduzir ou até parar.

Terapias de recuperação como meditação, ouvir música, massagens, etc.. fazem com que estimule a remoção do lactato e melhore sua função imune, além disso alguns tipos de massagens estimulam os receptores da pele e diminuem a sensação de dor.

Sua recuperação, dieta e redução do estresse, tem um impacto muitas vezes subestimado no sucesso do seu treinamento. Você vai melhorar radicalmente seus resultados mudando hábitos da sua vida que promovam uma melhoria nesses fatores.

 

Boa Queima de Gordura e até a Próxima!

 

Referência:
POLIQUIN, Charles. Top Five Tips For Designing Successful Fat Loss Workouts.

27 ago

Exercício AERÓBICO deve ser realizado ANTES ou DEPOIS da MUSCULAÇÃO?

exercicio eróbico antes ou depois da musculacaoAssunto muito discutido nas academias, o exercício aeróbico é sempre colocado em questão quando o assunto é estética e mudança corporal. É certo dizer que o exercício aeróbico, faz bem a saúde, melhora a oxigenação dos tecidos, aumenta a expectativa de vida e mais vários outros benefícios. Porém, quando o objetivo é mudar a composição corporal, alguns pontos devem ser observados.

Junto com a musculação, se praticado de forma errada você pode perder massa muscular, o que não é bom, além de acumular gordura. É isso mesmo! Você “se mata” na esteira, bicicleta, elíptico ou qualquer outro a fim de exterminar as terríveis gordurinhas e no final a única coisa que consegue é acumular mais gordura. 

Isso acontece porque o exercício em excesso aumenta a produção de cortisol, hormônio catabólico que reduz os níveis de testosterona, colocando sua massa muscular em risco, além de deixar o metabolismo mais lento, provocando o acúmulo de gordura. Simplesmente, seu corpo irá degradar (quebrar) sua massa muscular para usar como fonte de energia, poupando sua gordura. É triste, mas é verdade.

Sendo assim, se o objetivo é a queima de gordura faça o aeróbico depois da musculação, com duração de 20 a 30 minutos, não mais que isso. Na musculação, o corpo usa principalmente carboidrato como fonte de energia, que estará em níveis baixos depois do treino. Dessa maneira, ao iniciar o exercício aeróbico, irá metabolizar (queimar) gordura mais rapidamente, sem passar primeiro pelo processo de usar glicogênio (carboidrato estocado nos músculos e fígado) como substrato energético. As reservas de glicogênio devem estar baixas para começar a lipólise (queima de gordura).

 

E se eu fizer o aeróbico antes da musculação?

 

Nesse caso, você perderá essa vantagem, gastará suas reservas de energia (glicogênio) e seu rendimento na musculação irá diminuir.

Em horário diferente da musculação ou em dias que não treina com pesos, o aeróbico pode ser feito com maior duração. Para quem quer ganhar massa muscular e adora fazer exercício aeróbico, a recomendação é diminuir esse tipo de treino ou se for o caso, até abandoná-lo da sua rotina, pelo menos por um período. Não é que seja impossível ganhar músculos ao praticar exercício aeróbico, mas ele naturalmente irá acarretar um gasto energético, que deverá ser reposto para se conseguir hipertrofia, fora as calorias a mais que você precisa ingerir para os músculos crescerem.

Outro ponto de grande importância é a dieta. Não adianta treinar de um jeito ou de outro se não tiver um suporte nutricional de acordo com o seu treino e seu objetivo. Uma boa suplementação ajuda bastante, especialmente para preservar sua massa muscular e fazer seu corpo usar mais gordura como substrato energético.  

Invista sempre em informação, procure um profissional para te ajudar e aos poucos você alcançará seus objetivos.

O post publicado possui autorização expressa do autor, todo o conteúdo exposto é de responsabilidade do mesmo.